Estudo mostra que não estamos assim tão preocupados com a possível extinção da Humanidade

Um estudo da Universidade de Oxford mostra que as pessoas não estão assim tão preocupadas com a extinção da Humanidade na sua totalidade.

Investigadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, publicaram um estudo na revista Nature, em julho, que mostra que, ao ter em conta os fenómenos naturais, a probabilidade de toda a nossa espécie se extinguir pode ser tão alta quanto um em 14.000 (embora seja provavelmente mais próxima de um em 87.000).

Em outubro, uma outra equipa da universidade britânica publicou um estudo sobre a extinção humana na revista científica Scientific Reports. A conclusão? As pessoas não estão assim tão preocupadas com a extinção da Humanidade, escreve o site Futurism.

Os investigadores questionaram mais de 2.500 pessoas dos Estados Unidos e do Reino Unido para classificar três cenários do melhor ao pior: “nenhuma catástrofe importante”, “uma catástrofe que destrói 80% da população” e “uma catástrofe que causa a total extinção humana”.

Como seria de esperar, a maioria classificou a hipótese “nenhuma catástrofe” como a melhor e “a total extinção humana” como a pior. No entanto, quando lhes foi pedido que pensassem quão má seria cada possibilidade, a maioria das pessoas ficou mais incomodada com a possibilidade de perder 80% da Humanidade do que perder tudo.

Porém, quando os cientistas mudaram todo o cenário para se concentrar numa espécie animal, os inquiridos viram a perda de todas as zebras do mundo muito pior do que a possibilidade de perder 80% das zebras.

De acordo com o mesmo site, os participantes concentraram-se muito nas vidas humanas perdidas no cenário dois — e como as mortes podem afetar os que sobreviveram — e não na perda da Humanidade como um todo.

Por outras palavras, tendemos a pensar num mundo sem zebras como mais trágico do que um mundo em que a maioria destes animais morre. Mas, para a Humanidade, a maioria das pessoas pensa o contrário.

Porém, houve uma forma de fazer com que estas pessoas considerassem a perda de toda a sua espécie como exclusivamente má: os investigadores só tiveram de dizer-lhes que a Humanidade estaria a perder uma longa existência futura “melhor do que atualmente em todos os aspetos possíveis”.

“As pessoas vão ter uma grande influência sobre o que vamos fazer [no que respeita às ameaças da extinção humana num futuro próximo]. Portanto, é importante saber como as pessoas pensam”, afirmou recentemente Stefan Schubert, co-autor do estudo, à Vox.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Berardo perde recursos sobre arresto de imóveis

O empresário madeirense irá perder os dois apartamentos em Lisboa, avaliados em quatro milhões de euros, e parte de uma quinta no Funchal. Joe Berardo "está cada vez mais perto de perder os dois apartamentos e …

Saúde mental de Donald Trump está a torná-lo "perigoso", alertam 350 especialistas

Pelo menos 350 especialistas assinaram uma carta para o Congresso sobre a alegada deterioração do estado de saúde mental de Donald Trump. Apesar de não ser um alerta novo, a situação voltou a merecer uma …

TdC alerta: Centeno volta a falhar prazo (e está a atrasar lei que deve conferir transparência às contas públicas)

O Tribunal de Contas volta a alertar para atrasos e ausência de progressos na implementação da nova Lei de Enquadramento Orçamental (LEO) e concluiu que não será possível aplicar o diploma no Orçamento do Estado …

Não uma, não duas, mas 70 condições. Só assim o PCP dá aval ao Orçamento

No arranque das Jornadas Parlamentares, esta quinta-feira, os comunistas elencaram o conjunto de matérias que consideram essenciais para a legislatura. O secretário-geral do partido, Jerónimo de Sousa, deixou claro que ainda não tem, "a priori", uma …

Greta viajou durante 10 horas de comboio e já chegou a Madrid para a Marcha pelo Clima

Greta Thunberg chegou a Madrid na manhã desta sexta-feira, onde vai participar na Marcha pelo Clima esta tarde. A ativista sueca viajou durante dez horas a bordo do Lusitânia Comboio Hotel, o comboio noturno que …

Advogado do Podemos diz ter sido despedido por investigar irregularidades no partido

Um advogado de longa data do Podemos foi despedido no início desta semana por alegadamente ter assediado uma funcionária. Em sua defesa, diz estar a ser perseguido por investigar "irregularidades financeiras" no partido. José Maria Calvente, …

Sporting abre cordões à bolsa para tentar contratar prodígio argentino

Sporting pode vir a gastar entre 10 e 12 milhões de euros para garantir a contratação do jovem prodígio argentino Pedro De La Vega. Os 'leões' entram no mercado de inverno à procura de um …

"É a luta final." Greve geral em França marcada por confrontos

"É a luta final", ouve-se em coro. As ruas francesas encheram-se com mais de 806 mil pessoas que, esta quinta-feira, protestaram contra a prometida reforma do sistema de pensões do Governo de Emmanuel Macron. A …

Descoberta nova espécie de pterossauro que viveu há 95 milhões de anos

Cientistas identificaram uma nova espécie de pterossauro, agora apelidada de Mimodactylus libanensis, que viveu há 95 milhões de anos. De acordo com a revista Newsweek, os restos bem preservados desta criatura foram descobertos numa pedreira de …

Urgência de Coimbra sob rutura por falta de médicos

A secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos alerta para a rutura nas urgências do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra por falta de médicos. Vinte médicos especialistas em medicina interna enviaram uma declaração de responsabilidade …