Mistério da epidemia de cólera no Iémen resolvido

A fonte mais provável da epidemia de cólera no Iémen foi, finalmente,  descoberta: veio da África Oriental e entrou no país devido à migração.

Cientistas do Instituto Wellcome Sanger e do Institut Pasteur estimam que a cólera causadora do atual surto no Iémen – o pior surto de cólera da História – veio da África Oriental e entrou no país graças à migração.

Os resultados da investigação, publicados na Nature, mostram que dados e tecnologias genómicos, como o sequenciamento, podem estimar os futuros surtos de cólera em regiões como o Iémen, além de poderem ser usados para melhor direcionar as intervenções dos profissionais e minimizar as consequências.

A população do Iémen passou por dois surtos de cólera: o primeiro ocorreu entre setembro de 2016 e abril de 2017 e o segundo começou no final de abril de 2017.

Para entender a natureza da bactéria por trás dos surtos devastadores de cólera, os investigadores sequenciaram os genomas do Vibrio cholerae de amostras de cólera recolhidas no Iémen e em regiões próximas.

Os cientistas compararam essas sequências genómicas com uma coleção global de mais de 1000 amostras de cólera da pandemia atual e em curso, conhecida como a sétima pandemia de cólera, que começou na década de 1960 e é causada por uma única linhagem de V. cholerae, chamada 7PET.

Os investigadores descobriram que a cólera causadora da epidemia do Iémen está relacionada com uma estirpe observada pela primeira vez em 2012, no sul da Ásia, que se espalhou globalmente. No entanto, a estirpe iemenita não chegou diretamente do sul da Ásia ou do Oriente Médio.

Antes de aparecer no Iémen em 2016, a estirpe estava a circular e a causar surtos na África Oriental entre 2013 e 2014. “Descobrimos que a tensão da cólera por trás da epidemia devastadora e contínua no Iémen está provavelmente ligada à migração de pessoas da África Oriental”, disse Nick Thomson, do Wellcome Sanger Institute, citado pelo MedicalXpress.

Saber como é que a cólera se move globalmente dá a oportunidade aos especialistas de se prepararem para surtos futuros. Esta informação pode ajudar a estudar estratégias mais eficazes para intervenções direcionadas com o objetivo de reduzir o impacto de futuras epidemias.

Contrariamente às teorias anteriores de que os dois surtos de cólera no Iémen foram causados ​​por duas estirpes diferentes, este estudo revelou que foram causados ​​pela mesma estirpe da bactéria Vibrio cholerae que entrou no país em 2016.

Daryl Domman, cientista do Wellcome Sanger Institute, revelou ainda que “surpreendentemente, descobrimos que a cólera causadora dos surtos do Iémen é menos resistente aos antibióticos do que as estirpes relacionadas”.

“A estirpe que causa a epidemia iemenita de cólera eliminou quatro genes responsáveis ​​pela resistência a antibióticos clinicamente relevantes, tornando-se mais vulnerável ao tratamento”, explicou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Adolescente italiana libertada depois de matar pai abusivo. Autoridades alegaram legítima defesa

Uma adolescente italiana que matou o seu pai abusivo foi libertada da prisão domiciliária que as autoridades lhe tinham imposto depois de os promotores considerarem que a jovem agiu em legítima defesa. De acordo com …

Asteróide gigante com lua própria vai passar muito próximo da Terra este sábado

Um asteróide com sua própria "lua" potencialmente perigoso passará este sábado no ponto mais próximo em relação ao nosso planeta pela primeira vez desde que foi descoberto em 1999. Segundo o portal Cnet, trata-se de um …

Adolescente encontra (por acaso) mandíbula de um mastodonte com 34 mil anos

Enquanto procurava relíquias do período neolítico, uma estudante fez uma descoberta surpreendente: encontrou uma mandíbula de um mastodonte com 34 mil anos. Uma adolescente do estado norte-americano de Iowa encontrou uma mandíbula de um mastodonte com …

Encontrado o navio que transportou os últimos escravos africanos para os EUA. Estava num rio

Afundado há 160 anos, um navio emergiu do fundo das águas de um rio do Alabama para contar a história dos últimos escravos africanos nos Estados Unidos. O Clotilda terá sido o último navio de sempre …

Banca. Aumento das comissões é "inevitável"

A diretora-geral da Associação Portuguesa de Bancos disse esta sexta-feira ser "inevitável" que se verifique um aumento do peso relativo das comissões no produto bancário, assinalando que o próprio Banco Central Europeu tem reconhecido …

Presidente do PSG indiciado por corrupção ativa

O presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaïfi, foi indiciado por corrupção ativa num âmbito de um processo judicial que investiga suspeitas relativas à atribuição da organização dos Mundiais de Atletismo a Doha, no Qatar. De acordo com …

Incêndios: Governo decreta Situação de Alerta até 30 de maio

O território continental está desde as 20:00 desta sexta-feira e até às 23:59 de 30 de maio, quinta-feira, em Situação de Alerta, devido às previsões meteorológicas que “apontam para um significativo agravamento do risco de …

Vivia numa habitação social. De repente, herdou uma propriedade de 50 milhões

Um teste de ADN mudou a vida de Jordan Rogers para sempre. O britânico, de 31 anos, promete tentar ajudar outras pessoas que vivem na situação que ele próprio sentiu na pele. Jordan Rogers trabalhava como …

Terramoto no Bernabéu. Sergio Ramos pode estar de saída

Sergio Ramos, central e capitão do Real Madrid, pode estar prestes a abandonar emblema espanhol, avança a imprensa internacional esta sexta-feira. De acordo com a A Marca, na origem da eventual saída estará uma acesa discussão que …

Já há data para o lançamento do novo livro da saga A Guerra dos Tronos

A série terminou no passado fim-de-semana, mas o fenómeno de A Guerra dos Tronos continua a fervilhar. O autor da saga que inspirou a série, George R. R. Martin, revelou agora que o próximo livro …