Milionário do BPN não tem dinheiro para pagar dívidas

-

O empresário Ricardo Oliveira, um dos arguidos do caso BPN, cuja fortuna chegou a ser avaliada em 150 milhões de euros, declarou a insolvência, alegando que não tem dinheiro suficiente para pagar dívidas superiores a cinco milhões de euros.

O Correio da Manhã teve acesso ao Plano Especial de Revitalização (PER) entregue por Ricardo Oliveira, acusado de burla qualificada e de fraude fiscal no caso BPN, no qual alega que não tem forma de pagar dívidas superiores a cinco milhões de euros.

No processo entregue no Tribunal do Comércio, alega-se “a situação económica difícil do devedor”, frisando-se que se deve à “indisponibilidade temporária de liquidez resultante do levantamento de diversas providências cautelares a bens pessoais e a bens que pertencem a sociedades das quais o devedor é accionista”, conforme cita o CM.

O Tribunal recusou decretar a falência do empresário, alegando que “carece de qualquer sentido que uma pessoa cujos bens que integram o seu património ascendem a bem mais do que uma dezena de milhões de euros, sendo devedor de 5,28 milhões de euros [reconhecidos], seja considerada numa situação de insolvência”, transcreve o CM.

O jornal lembra que Ricardo Oliveira “chegou a ter um património empresarial de quase 150 milhões de euros” mas, no ano passado, foi notícia que declara, apenas, o salário mínimo nacional de 505 euros.

O empresário teve, no ano passado, a sua colecção milionária de carros antigos, avaliada em mais de 50 milhões de euros, segundo o CM, arrestada por um tribunal, no âmbito de uma dívida de 32,3 milhões de euros à Parvalorem, empresa pública que ficou com os activos tóxicos do BPN.

A Parvalorem tenta, sem sucesso, cobrar créditos concedidos pelo BPN a Ricardo Oliveira e a sociedades por si detidas, e alega que ele está a tentar “dissipar o bem patrimonial, transformando-o em liquidez e podendo dar-lhe qualquer destino que lhe aprouver”, cita o CM.

Ricardo Oliveira actuava como angariador de negócios no sector imobiliário para o grupo BPN/SLN, estando envolvido em alguns processos que se revelaram ruinosos para o banco.

Um desses casos é o chamado negócio da Herdade da Miséria, em Lagos, que foi avaliado em 6 milhões de euros, mas que custou ao grupo 32,5 milhões de euros, conforme noticiou o CM.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. É tudo a gozar com o dinheiro do Zé. Neste país, se a justiça funcionasse, esse canalha e outros como ele estavam atras das grades.

  2. Coitado. Olha outro como o salvador, sem cheta. Andam a brincar com isto e a justiça alinha. Não têm dinheiro, estão á espera de quê para o meterem na cadeia???? Vão ver que após alguns dias de cilindro o dinheiro aparece.

RESPONDER

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

A polícia de Hong Kong deteve, este domingo, onze pessoas e apreendeu várias armas, incluindo uma pistola, pouco antes do início de uma manifestação convocada para a cidade, para a qual se espera uma forte …

Irão e Estados Unidos trocam prisioneiros

Irão e Estados Unidos realizaram, este sábado, uma troca de prisioneiros que envolveu a troca de um investigador sino-americano por um cientista iraniano detido pelos EUA, num avanço diplomático que surge após meses de tensão …

Coreia do Norte anuncia "teste muito importante" em local de lançamento de mísseis

A Coreia do Norte anunciou ter realizado um "teste muito importante" no local de lançamento de mísseis de longo alcance, defendendo que terá um efeito fundamental na futura posição estratégica do país. A Agência Central de …

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …