Milhares de pessoas manifestam-se em Teerão contra “tumultos” após apelo do regime

STR / EPA

-irao

Milhares de iranianos desfilaram esta segunda-feira na capital do Irão, Teerão, num apelo das autoridades para denunciar os “tumultos”, após uma vaga de contestação e violência na semana passada em diversas regiões do país.

“A guerra terminou”, anunciou o comandante dos Guardas da Revolução, general Hossein Salami, dirigindo-se aos manifestantes que ecoavam “Abaixo a América”, “Abaixo os sediciosos”, noticiou a agência Lusa. “O inimigo sofreu um golpe mortal”, acrescentou o oficial superior, que dirige o exército ideológico da República islâmica do Irão.

A multidão, com mulheres em chador, homens à civil e clérigos xiitas com turbantes, jovens e menos jovens, convergiu através de diversas avenidas para a praça Enghelab (‘Revolução, em persa), segundo a agência AFP e as imagens difundidas em direto pela televisão estatal.

Numerosos participantes exibiam retratos do ‘ayatollah’ Ali Khamenei, guia supremo da República islâmica, e que mereceu elogios do general Hossein Salami pelas suas “competências”, apelando aos iranianos para o seguirem.

As agências iranianas não forneceram estimativas sobre a participação, mas consideraram a manifestação uma “grande aglomeração popular”.

A República islâmica garantiu que a calma foi reposta após diversos dias de manifestações violência que eclodiram em 15 de novembro, algumas horas após o anúncio de um aumento surpresa no preço dos combustíveis.

Na tarde desta segunda-feira, o acesso à internet, cortado pelas autoridades desde 16 de novembro em todo o país, ainda não tinha sido restabelecido ao nível anterior à crise.

As autoridades iranianas referiam-se a cinco mortos no decurso dos distúrbios, mas a Amnistia Internacional considera que morreram mais de 100 manifestantes e a Organização das Nações Unidas disse recear “dezenas” de vítimas.

Desde há vários dias que as autoridades se referem à contestação, na qual foram incendiadas estações de serviço, esquadras, mesquitas e edifícios públicos, como uma “conspiração” urdida a partir do estrangeiro.

Ao dirigir-se “uma vez mais aos inimigos”, numa referência à “América [Estados Unidos], Reino Unido, Israel, a casa dos Saud [a família real da Arábia Saudita]”, o general Hossein Salami declarou: “Caso violem as nossas linhas vermelhas, nós destruímos-vos”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Meteoritos desconhecidos podem estar a "bombardear" a atmosfera da Terra à velocidade da luz

Não é segredo que a Terra ocasionalmente recebe rochas do Espaço que explodem na atmosfera ou causam impacto na superfície. A Terra também vê chuvas de meteoros regularmente sempre que passa por nuvens de detritos …

Descoberto o ingrediente secreto para desenvolver um escudo contra radiação espacial mortal

Investigadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte desenvolveram uma nova técnica para proteger eletrónicos da tecnologia de exploração militar e espacial da radiação ionizante. A nova abordagem é mais económica do que as técnicas …

Guardas e familiares das vítimas pediram clemência. Mas Nicholas Sutton foi executado

O norte-americano foi executado, esta quinta-feira, no Tennessee, devido ao assassinato de quatro pessoas, apesar de alguns pedidos de clemência por parte de guardas prisionais e familiares das vítimas. De acordo com a CNN, Nicholas Sutton, …

O primeiro drone acrobático tripulado de sempre é testado a fazer piruetas

Um novo vídeo mostra que o "Big Drone", da Drone Champions AG, é capaz de fazer acrobacias alucinantes com um passageiro dentro. A tecnologia dos drones melhora de vento em popa com o passar dos anos …

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …