Menina da capa da National Geographic acusada de fraude no Paquistão

d.r. Steve McCurry / National Geographic

Sharbat Gula, refugiada afegã, capa da National Geographic em 1984, a primeira “Mona Lisa do Terceiro Mundo”

Sharbat Gula, a menina afegã dos olhos verdes que em 1985 fez uma das capas mais famosas da National Geographic, é agora o rosto mais conhecido de uma rede ilegal que permite aos refugiados afegãos forjarem a cidadania paquistanesa.

As autoridades paquistanesas acusam Sharbat Gula de falsificação de documentos, nomeadamente, por ter sido apanhada com um bilhete de identidade nacional – um documento fundamental para trabalhar, comprar propriedades ou abrir uma conta no banco – que não está disponível para estrangeiros no Paquistão.

Gula terá conseguido o seu cartão de identidade na cidade de Peshawar, localizada no noroeste do país, em abril de 2014, usando o falso nome de Sharbat Bibi e afirmando ter nascido na cidade, onde vivem 1,6 milhões dos refugiados afegãos registados.

Faik Ali Chachar, porta-voz da Autoridade Nacional de Registos, citado pela AFP, afirma que o cartão de Gula foi identificado como falso e bloqueado em agosto. Quatro funcionários foram suspensos por suspeita de envolvimento no caso, mas a investigação ainda decorre.

“O nosso departamento detetou o caso de Sharbat Bibi em agosto de 2014 e no mesmo mês enviou-o à Agência Federal de Investigação, a fim de que se prosseguisse com as investigações. Aguardamos as conclusões do inquérito”, afirmou o porta-voz.

d.r. National Geographic

Sharbat Gula, em 1984 e em 2002, 17 anos depois de ter sido capa da National Geographic

Gula terá conseguido o seu cartão falso em conjunto com um grupo de refugiados – as autoridades detetaram mais de 22 mil bilhetes de identidade emitidos ilegalmente na posse de afegãos.

Um repórter da AFP visitou a morada que constava como a residência de Gula nos seus documentos falsos. Os vizinhos confirmaram que vivia ali com o marido e trabalhava numa padaria local, mas que tinham ido embora há cerca de um mês.

Sharbat Gula é apenas uma em quase três milhões de refugiados afegãos que vivem no país e aos quais Islamabad tenta dificultar o acesso à documentação, normalmente obtida com documentos falsos e subornos.

Em 1985, o retrato de Sharbat Gula ainda menina, captado pelo fotógrafo Steve McCurry, tornou-se um símbolo da comunidade de refugiados afegã que fugiu para o Paquistão à procura de um futuro melhor, depois da invasão soviética. Em 2002, a jovem voltou a ser capa da publicação, já com 30 anos, casada e mãe de três crianças – uma outra teria morrido ainda bebé.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Pinto da Costa diz ter total confiança em Sérgio Conceição

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que tem "total confiança nos jogadores e no treinador", Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição, de acordo com a newsletter oficial dos …

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …

Caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeita de coronavírus em Portugal, com um paciente sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, deu negativo após  análises. "A Direção-Geral da …

Francisco Rodrigues dos Santos é o novo líder do CDS

A moção de estratégia de Francisco Rodrigues dos Santos, sob o título "Voltar a Acreditar", foi a mais votada na madrugada domingo no 28.º congresso do CDS, em Aveiro, avançaram à agência Lusa fontes partidárias. A …