Menina da capa da National Geographic acusada de fraude no Paquistão

d.r. Steve McCurry / National Geographic

Sharbat Gula, refugiada afegã, capa da National Geographic em 1984, a primeira “Mona Lisa do Terceiro Mundo”

Sharbat Gula, a menina afegã dos olhos verdes que em 1985 fez uma das capas mais famosas da National Geographic, é agora o rosto mais conhecido de uma rede ilegal que permite aos refugiados afegãos forjarem a cidadania paquistanesa.

As autoridades paquistanesas acusam Sharbat Gula de falsificação de documentos, nomeadamente, por ter sido apanhada com um bilhete de identidade nacional – um documento fundamental para trabalhar, comprar propriedades ou abrir uma conta no banco – que não está disponível para estrangeiros no Paquistão.

Gula terá conseguido o seu cartão de identidade na cidade de Peshawar, localizada no noroeste do país, em abril de 2014, usando o falso nome de Sharbat Bibi e afirmando ter nascido na cidade, onde vivem 1,6 milhões dos refugiados afegãos registados.

Faik Ali Chachar, porta-voz da Autoridade Nacional de Registos, citado pela AFP, afirma que o cartão de Gula foi identificado como falso e bloqueado em agosto. Quatro funcionários foram suspensos por suspeita de envolvimento no caso, mas a investigação ainda decorre.

“O nosso departamento detetou o caso de Sharbat Bibi em agosto de 2014 e no mesmo mês enviou-o à Agência Federal de Investigação, a fim de que se prosseguisse com as investigações. Aguardamos as conclusões do inquérito”, afirmou o porta-voz.

d.r. National Geographic

Sharbat Gula, em 1984 e em 2002, 17 anos depois de ter sido capa da National Geographic

Gula terá conseguido o seu cartão falso em conjunto com um grupo de refugiados – as autoridades detetaram mais de 22 mil bilhetes de identidade emitidos ilegalmente na posse de afegãos.

Um repórter da AFP visitou a morada que constava como a residência de Gula nos seus documentos falsos. Os vizinhos confirmaram que vivia ali com o marido e trabalhava numa padaria local, mas que tinham ido embora há cerca de um mês.

Sharbat Gula é apenas uma em quase três milhões de refugiados afegãos que vivem no país e aos quais Islamabad tenta dificultar o acesso à documentação, normalmente obtida com documentos falsos e subornos.

Em 1985, o retrato de Sharbat Gula ainda menina, captado pelo fotógrafo Steve McCurry, tornou-se um símbolo da comunidade de refugiados afegã que fugiu para o Paquistão à procura de um futuro melhor, depois da invasão soviética. Em 2002, a jovem voltou a ser capa da publicação, já com 30 anos, casada e mãe de três crianças – uma outra teria morrido ainda bebé.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 3-1 Gil Vicente | “Pote” de ouro na recta final

Sofrimento e alívio. O Sporting esteve a perder em casa por 1-0 com o Gil Vicente até aos 82 minutos, mas deu a volta ao marcador num curto espaço de tempo, acabando por fixar o …

Descoberto na Austrália recife de coral mais alto do que o Empire State Building

Um novo recife "maciço" de 500 metros foi descoberto na Grande Barreira de Corais da Austrália, tornando-o mais alto do que alguns dos arranha-céus mais altos do mundo. Os cientistas encontraram o recife separado - o …

Encontrados restos de ossos e madeira em pregos que terão sido usados na crucificação de Jesus

Um geólogo israelita analisou pregos supostamente associados à crucificação de Jesus Cristo e descobriu que os objetos contêm traços de osso e madeira. Em 1990, durante a escavação em Jerusalém do túmulo de Caifás, o sumo …

Oreo construiu um "Cofre do Apocalipse" para proteger as suas famosas bolachas

Depois do Svalbard Global Seed Vault, que guarda mais de um milhão de amostras de sementes num bunker, e o Arctic World Archive, que preserva os dados do mundo de hoje, a Oreo criou um "Cofre do …

"O Palmeiras sabe quem é o Abel?" - as dúvidas no Brasil, parte II

Abel Ferreira deverá ser confirmado como novo treinador do Palmeiras nesta sexta-feira. No Brasil voltam a surgir questões sobre as contratações de técnicos estrangeiros. Lembra-se de Marco de Vargas, o jornalista da FOX Brasil que não …

Guru de seita de escravas sexuais condenado a 120 anos de prisão

O guru de uma seita de escravas sexuais, conhecida como NXIVM, foi condenado a 120 anos de prisão. Foi considerado culpado de obrigar mulheres a fazer sexo com ele. Keith Raniere, guru da seita de escravas …

Jogadores do Atlético de Madrid "apanhados" a falar sobre João Félix

Saúl e Oblak elogiaram o jovem português, durante o intervalo da receção ao Salzburgo. Tom diferente teve uma conversa entre jogadores do Real Madrid. João Félix voltou às grandes noites nas competições europeias. Depois de já …

Creches "verdes" na Finlândia mudaram o sistema imunitário das crianças

Um pequeno experimento mostra que brincar numa "pequena floresta" durante apenas um mês pode ser o suficiente para mudar o sistema imunitário de uma criança. De acordo com o site Science Alert, várias creches na Finlândia …

Museus holandeses apertam a segurança após assaltos a objetos nazis

Uniformes da SS, armas de fogo e paraquedas estão entre os objetos nazis que estão a ser roubados de museus de guerra holandeses. De acordo com o jornal The Guardian, museus de guerra por todos os …

Beber chá e falar sobre o fim da vida. Nem a pandemia acabou com os Cafés da Morte

Os Cafés da Morte são locais especialmente criados para beber chá, comer bolos e falar sobre o fim da vida. Porém, com a pandemia e a morte a ocupar os pensamentos de todos, será que …