Matéria escura? Raios-X ao redor das “Magníficas Sete” podem ser rastos de uma misteriosa partícula

University of Michigan

Uma equipa de cientistas descobriu que os misteriosos raios-X detetados em estrelas de neutrões próximas podem ser a primeira evidência de axiões, partículas hipotéticas que podem ajudar a desvendar segredos sobre a matéria escura.

Existem muitos tipos de partículas que constituem a matéria no Universo. Os mais comuns são protões, neutrões e eletrões. Essas partículas colidem umas com as outras em certos ambientes, como dentro do núcleo de uma estrela ou em aceleradores de partículas construídos por cientistas na Terra.

Os axiões há muito tempo são esquivos para os físicos porque estão “a interagir fracamente”, o que significa que raramente colidem com outras partículas e, em vez disso, frequentemente passam por elas.

“O axião foi proposto pela primeira vez no final dos anos 1970 para resolver este problema chamado de ‘problema de CP forte’, o que significa que as distribuições de carga elétrica negativa e positiva dentro do neutrão estão centradas em torno do mesmo ponto”, disse Christopher Dessert, investigador da Universidade do Michigan, em comunicado. “Na década seguinte, descobriu-se que, se o axião existisse, também poderia ser matéria escura.”

Teoricamente, os axiões podem ser criados por outras partículas em colisão ou existem naturalmente como matéria escura, que os físicos acreditam que constitui uma grande percentagem do Universo que não conseguimos ver diretamente.

A descoberta de axiões responderia a muitas perguntas sobre a matéria escura e outros mistérios da física de partículas. Os axiões também são previstos pela teoria das cordas – a ideia de que todas as forças e partículas do Universo estão ligadas como parte da mesma estrutura.

“Encontrar axiões tem sido um dos maiores esforços na física de partículas de alta energia, tanto em teoria quanto em experimentos”, disse Raymond Co, ex-investigador da Universidade de Michigan.

“Achamos que axiões podem existir, mas ainda não os descobrimos. Podemos pensar em axiões como partículas fantasmas. Podem estar em qualquer lugar do Universo, mas não interagem fortemente connosco, por isso ainda não temos nenhuma observação deles”.

Em 2019, a equipa liderada por Benjamin Safdi, que trabalha no Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, observou um aumento misterioso e inexplicável nos raios-X emitidos pelas “Magníficas Sete” (Magnificent Seven) – várias estrelas de neutrões, que são estrelas extremamente densas, compostas principalmente de neutrões.

Estas estrelas – núcleos em colapso de estrelas massivas mortas que morreram numa supernova – não estão agrupadas num grupo, mas partilham várias características em comum: todas são estrelas de neutrões isoladas de cerca de meia-idade, algumas centenas de milhares de anos desde a morte estelar.

Recentemente, a equipa propôs que esses raios-X extra são causados ​​por axiões a ser produzidos nos núcleos das estrelas de neutrões.

Os cientistas usaram uma teoria proposta anteriormente sobre axiões para explicar este fenómeno. A teoria afirma que os axiões são produzidos no núcleo de uma estrela de neutrões como subprodutos da colisão de neutrões e protões. As partículas disparam para o forte campo magnético da estrela, onde são convertidas em fotões – partículas de luz – que constituem os raios-X detetados pelos telescópios na Terra.

Como os axiões carregam muito mais energia do que os fotões normalmente emitidos por estrelas de neutrões, os fotões produzidos a partir dos axiões produziriam mais energia, explicando o aumento inesperado dos raios-X.

Os investigadores dizem que este estudo não estabelece definitivamente a existência do axião, fornecendo, no entanto, evidências convincentes para isso.

“Mas passamos muito tempo naquele primeiro estudo, a verificar se o sinal que estávamos a ver é real e estamos muito, muito confiantes de que é”, disse Dessert. “No que diz respeito a saber se é um axião, pode ser um novo processo astrofísico na estrela de neutrões que não conhecemos. Mas é certamente consistente com a existência de um axião a fazer este sinal”.

Se o excesso é produzido por axiões, a maior parte da radiação deve ser emitida com energias mais altas do que o XMM-Newton e o Chandra são capazes de detetar. A equipa espera usar um telescópio mais recente, o NuSTAR da NASA, para observar as Magníficas Sete numa faixa mais ampla de comprimentos de onda.

Estrelas anãs brancas magnetizadas podem ser outro lugar para procurar a emissão de axiões. Como as Magníficas Sete, estes objetos têm fortes campos magnéticos e não se espera que produzam uma forte emissão de raios-X.

Este estudo foi publicado na semana passada na revista científica Physical Review Letters.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os axiões têm sido esquivos… já pensasaram que poderá ser por… não existirem???
    Há muito que assisto a esta “dança” alucinada das “energias escuras”, da “matéria escura” e agora dos “axiões” … acho que está tudo às escuras naqules cérebros !

    É o que acontece quando quando se confunde Ciência com Ficção Científica !

    O pior é que eles são financiados pelos (des)governos com (muito) dinheiro que poderia ir para a verdadeira investigação cientídica !!!

RESPONDER

Deco avança para tribunal contra Apple por manipulação de desempenho dos iPhones 6

A Deco Proteste anunciou esta segunda-feira que avançou com uma ação judicial contra a Apple, acusando-a de práticas enganosas por ter manipulado os iPhones 6, 6 Plus, 6S e 6S Plus para se tornarem obsoletos …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: pouco Festival no FC Porto-Sporting

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-0-0-sporting-o-musical Está bem: Futebol Clube do Porto contra Sporting Clube de Portugal. Segundo classificado recebe o líder. Jogo que pode praticamente definir o novo campeão nacional de futebol. O encontro é naquele estádio junto ao centro …

Índia e Paquistão comprometem-se a respeitar cessar-fogo em Caxemira

Na quinta-feira, o Paquistão e a Índia alcançaram um acordo para fazer cumprir o cessar-fogo na região de Caxemira, reivindicada pelos dois países. A fronteira entre ambos é palco frequente de ataques que deixam soldados …

Governo quer rever norma da dádiva de sangue que exclui homossexuais

O Governo determinou, esta segunda-feira, a constituição de um grupo de trabalho para rever a norma que exclui dadores "por comportamento sexual". De acordo com o SAPO24, o Ministério da Saúde determinou a constituição de um …

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …