Filho de ex-ministro brasileiro preso em nova fase da operação Lava Jato

agenciasenado / Flickr

O ex-ministro brasileiro das Minas e Energia, Edison Lobão

A polícia brasileira prendeu, esta terça-feira, o filho do ex-ministro das Minas e Energia, numa investigação da Lava Jato sobre corrupção e branqueamento de capitais na Transpetro, subsidiária da Petrobras, e na Usina Hidroelétrica de Belo Monte.

Segundo um comunicado divulgado pela task-force da Lava Jato, “as investigações apontam que, entre 2008 e 2014, Edison Lobão e Márcio Lobão solicitaram e receberam suborno dos grupos Estre e Odebrecht na ordem de 50 milhões de reais [11 milhões de euros]”. Os responsáveis da investigação revelam ainda que as “evidências indicam que os atos de branqueamento de capital se estendem até 2019”.

Os agentes da polícia também procuram provas sobre a participação dos investigados na negociação de supostos benefícios em mais de 40 contratos celebrados pelas empresas Estre Ambiental, Pollydutos Montagem e Construção, Consórcio NM Dutos e Estaleiro Rio Tietê.

“As provas indicam que subornos foram entregues em dinheiro num escritório de advogados ligado à família Lobão, localizado no Rio de Janeiro. Nesse sentido, foram obtidos depoimentos de colaboradores, registos de ligações e reuniões entre os investigados, e registos em sistemas de controlo dos subornos”, frisou a Lava Jato.

A operação visou agora recolher provas sobre supostas ações de branqueamento de capitais realizadas por Márcio Lobão na aquisição e posterior venda de obras de arte com valores sobrevalorizados, simulação de operações de venda de imóvel, simulação de empréstimo e movimentação de valores em contas abertas em nome de empresas offshore no exterior.

Os investigadores justificaram o único pedido de prisão da operação frisando que há “fortes evidências do envolvimento de Márcio Lobão, por longo período, em diversas operações de branqueamento de capitais e em crimes de corrupção relacionados com diferentes obras públicas e grupos empresariais”.

“A medida [de prisão] revela-se imprescindível para garantir a ordem pública e económica, evitando-se a continuidade e a reiteração criminosa”, acrescenta a mesma nota.

A 65.ª fase da Lava Jato foi batizada de Operação Galeria. Além da prisão de Márcio Lobão, os agentes da polícia cumpriram onze mandados de busca e apreensão em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Brasília.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Juventus reforça liderança em Itália com bis de Ronaldo

Dois golos de Cristiano Ronaldo deram a vitória à Juventus, este domingo, na receção ao Parma (2-1), na 20.ª jornada da Liga italiana, com os campeões em título a reforçarem a liderança no campeonato. Frente à …

Salvini tem trunfo na manga para pedir novamente eleições antecipadas

Uma vitória da Liga nas eleições regionais de Emilia Romagna pode dar a Matteo Salvini o pretexto para exigir eleições antecipadas em Itália. Matteo Salvini continua de olhos postos no cargo de primeiro-ministro e pode voltar …

Trocar garrafas de plástico por descontos só será possível em março

O projeto-piloto para o depósito de garrafas de plástico a troco de talões de desconto nos supermercados estava previsto arrancar em janeiro. Porém, o atraso em desbloquear fundos de financiamento pode empurrar o arranque para …

Depressão Glória. Quedas de árvores, falhas de eletricidade e um ferido grave

A depressão Glória já provocou várias quedas de árvores, falhas na eletricidade e um ferido grave. Coimbra, Viseu e Castelo Branco são os distritos mais afetados. "O concelho mais afetado, neste momento, é Coimbra", afirmou o …

Ministério Público contratou ex-agente da PJ para analisar contas da Operação Tutti Frutti

As contas do caso Tutti-Frutti foram entregues a Edígio Cardoso, antigo diretor da Unidade de Perícia Financeira e Contabilística (UPFC) da Polícia Judiciária, reformado há mais de um ano. A investigação do caso Tutti-Frutti iniciou-se em …

Reconstruções em Pedrógão. Gulbenkian exige indemnização de meio milhão por suspeita de ilegalidades

A Fundação Calouste Gulbenkian exige uma indemnização de meio milhão de euros por ilegalidades na reconstrução de casas de Pedrógão. Estão em causa cinco habitações. A fundação Calouste Gulbenkian exige uma indemnização de meio milhão de …

Austrália. Depois dos incêndios, chega o granizo (e já está a provocar estragos)

A Austrália está a recuperar dos enormes incêndios dos últimos meses. No entanto, a costa oriental do país debate-se agora com chuvas intensas que tem provocado inúmeras inundações. As fortes chuvas que caíram esta segunda-feira proporcionaram …

Taxa sobre produtos poluentes rendeu 200 milhões em dois anos

A taxa aplicada sobre produtos poluentes - plástico, cartão, embalagens de vidro, entre outros -, rendeu ao Estado português 199,6 milhões de euros em dois anos, avança o Jornal de Notícias esta segunda-feira. O valor, arrecadado …

"Mito sem sentido". Santos Silva rejeita que Portugal seja "amigo especial" da China

O ministro dos Negócios Estrangeiros rejeitou, em entrevista ao Financial Times, que Portugal esteja a desenvolver uma dependência problemática relativamente à China. É um "mito sem sentido", defendeu Augusto Santos Silva. O governante falou ao …

Justiça espanhola liga ex-ministro a alegado caso de corrupção. António Vitorino nega

A Justiça espanhola diz que o ex-ministro socialista se terá apropriado de 35 milhões de euros da petrolífera estatal venezuelana PDVSA. António Vitorino nega. A justiça espanhola alega que uma sociedade de António Vitorino, antigo ministro …