A Lua tem dono e custou apenas cinco cêntimos registá-la

Marshall Space Flight Center / NASA

Ainda antes de o homem ir à Lua, houve um homem que a registou em seu nome. Jenaro Gajardo Vera foi um advogado chileno e, em 1954, pagou apenas cinco cêntimos para fazê-lo

Hoje, a Lua é considerada património comum da Humanidade, não tendo por isso um dono específico, mas sim pertencendo a centenas de países, graças ao Tratado do Espaço Ultraterrestre . No entanto, nem sempre foi assim. A 25 de setembro de 1954, um advogado chileno chamado Jenaro Gajardo Vera foi a um notário e registou a Lua em seu nome.

Para o fazer, apenas precisou de pagar 42 pesos, o equivalente a cinco cêntimos nos dias de hoje. A história do humilde advogado é contada pelo jornal espanhol El Mundo. Esta história tornou-se possível uma vez que na altura ainda não havia qualquer tipo de legislação sobre a apropriação do espaço.

A ideia de comprar a Lua surgiu poucos dias antes. Jenaro queria tornar-se sócio da sociedade Los Cóndores de Talca, mas para fazê-lo, disseram-lhe que tinha de ter património.

“Quando saí, fui caminhando até a praça. Fiquei aborrecido por ter sido dada tanta importância aos bens materiais. Parei, olhei para o céu e vi a lua cheia. Quão curioso, disse eu a mim mesmo, o satélite pertence à Terra, tem dimensões e ninguém a registou em seu nome”, explicou o chileno.

Depois de a ter comprado, nunca mais a vendeu. “Eu não a registei com esse objetivo. Se eu tivesse aceitado dinheiro por ela, a história ficaria a perder. Quis fazer um ato poético de protesto, intervindo na seleção dos possíveis habitantes do satélite e aproveitar para que a Humanidade tivesse um pouco mais de paz”, disse Jenaro.

Na nota de registo do satélite pode ler-se: ”

“Jenaro Gajardo Vera, advogado, é dono, desde antes de 1857, unindo a sua posse à dos seus antecessores, da estrela, o único satélite da Terra, com um diâmetro de 3.475,00 quilómetros, chamado LUA, e cujas fronteiras por ser esferoidal são: Norte, Sul, Leste e Oeste, espaço sideral.O seu endereço é 1ª Rua 1270, Talca, e seu estado civil é solteiro”

Num relato caricato sobre o assunto, o El Mundo conta que as Finanças tentaram tributar a Lua, já que Jenaro não a tinha declarado. Em resposta, o chileno disse: “Avaliem primeiro a Lua e depois falamos“. Os inspetores das Finanças nunca mais apareceram.

Fala-se ainda que, em 1969, quando os Estados Unidos da América iam à Lua, o então presidente americano Richard Nixon terá pedido autorização ao advogado para puderem alunar. Reza a lenda que Jenaro Gajardo Vera aceitou e concedeu autorização aos americanos, apesar que esta informação nunca tenha sido confirmada.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Julgamento de Rui Pinto arranca dia 4 de setembro

O pirata informático português Rui Pinto vai a julgamento no dia 4 de setembro, escreve a Sábado. O alegado autor do Football Leaks responde por 90 crimes de acesso indevido, violação de correspondência, acesso ilegítimo, …

PCP anuncia voto contra no Orçamento Suplementar

Apesar da abstenção na votação inicial, o PCP anunciou que vai votar contra o Orçamento Suplementar na votação final marcada para esta sexta-feira. "Concluída a votação na especialidade verifica-se que os aspetos negativos da proposta do …

Figura em pedra com mais de dois mil anos descoberta em Miranda do Douro

O acaso colocou a descoberto em Duas Igrejas, no concelho de Miranda do Douro, uma figura zoomórfica que representa um berrão (porco) e que os arqueólogos datam entre os séculos IV e I a.C., foi …

FBI prende Ghislaine Maxwell, ex-namorada de Jeffrey Epstein

A ex-namorada de Jeffrey Epstein, Ghislaine Maxwell, foi esta quinta-feira detida pelo FBI. A mulher de 58 anos é acusada de ajudar a montar uma rede de tráfico de mulheres. O FBI deteve, esta quinta-feira, Ghislaine …

Polícia italiana apreendeu 14 toneladas de anfetaminas. Droga foi produzida pelo Estado Islâmico

As autoridades italianas apreenderam na quarta-feira 14 toneladas de anfetaminas produzidas na Síria por membros do Estado Islâmico, cujos lucros serviriam para reativar as suas operações. "É um facto que o Daesh [Estado Islâmico] utiliza a …

Câmara de Lisboa defende fim do financiamento público às touradas

A Câmara de Lisboa defendeu hoje a criação de legislação que impeça o financiamento público de espetáculos que "causem sofrimento animal", salientando que as touradas incluem "atos de violência". Numa moção “pelo fim de espetáculos com …

Acordo entre Neeleman e Governo já só depende da confirmação da Azul

O acordo entre David Neeleman e o Governo está prestes a concretizar-se, escreve o Expresso. Aparentemente já só falta a confirmação da Azul para garantir o acordo. Depois de a nacionalização da companhia ter sido dada …

Medina recua e diz que "há convergência total" com Governo no combate à pandemia

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse hoje que “há convergência total” com o Governo no combate à pandemia de covid-19, recusando que as críticas que fez à atuação das autoridades de saúde …

Parlamento vai debater o teletrabalho por iniciativa do PAN

O PAN considera que "o teletrabalho é uma ferramenta que pode ajudar a conciliar a vida profissional e a vida familiar", ainda que apresente fragilidades como a "invasão da vida pessoal". O PAN agendou para sexta-feira …

PSP também queria prémio semelhante ao dos profissionais de saúde

O Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP) manifestou-se esta quinta-feira “desiludido” com “a falta de respeito” que o Governo demonstra em relação à PSP e a outras forças de segurança que estão na “linha da …