Bélgica 2-3 França | “Les bleus” vencem jogo dos diabos

Alessandro di Marco / EPA

Bélgica e França presentearam-nos com um sublime jogo de futebol, com cinco golos, futebol de ataque, transições rápidas, lances de perigo, grandes cortes e defesas e que, no fim, apurou os “les bleus” para a final de domingo ante a Espanha. Mas os gauleses tiveram de dar a volta a uma desvantagem de dois golos para vencerem a partida.

A primeira parte fez-nos crer que era a Bélgica a disputar a final. Os “diabos vermelhos” marcaram dois golos, pois tiveram mais bola, remataram mais e foram mais perigosos. Carrasco (37′) e Lukaku (40′) fizeram os golos que deixava o jogo amplamente desequilibrado. Mas no segundo tempo tudo mudou.

França pegou no jogo e criou inúmeras situações para marcar, rematando 12 vezes, quatro enquadradas, contra apenas três disparos dos belgas, dois à baliza. O inevitável Karim Benzema reduziu pouco depois da hora de jogo, Kylian Mbappé (69′) empatou de grande penalidade, e Romelu Lukaku colocou os belgas na frente perto no fim, mas o golo foi anulado por fora-de-jogo. Na resposta, Theo Hernández, em cima do minuto 90, arrancou um pontapé fulminante que deu o triunfo aos franceses.

Destaques

Kylian Mbappé 8.1 – Jogo enorme do atacante do PSG. Autor de um golo, de penálti, o astro gaulês foi o mais rematador da partida, com cinco disparos, dois enquadrados, fez dois passes para finalização, seis ofensivos valiosos, somou incríveis 15 acções com bola na área belga, completou nove de 12 tentativas de drible e fez cinco conduções aproximativas.

Kevin De Bruyne 6.8 – O melhor entre os belgas. O criativo fez quatro remates, três de fora da área, dois enquadrados, e foi o “maestro” da equipa, com dez passes ofensivos valiosos, cinco para finalização e 105 acções com bola.

GoalPoint

  // GoalPoint

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.