Jane Fonda apela à luta contra crise climática e à desobediência civil nos EUA

A atriz Jane Fonda, que acaba de publicar um novo livro sobre ativismo e a crise climática, disse num evento virtual que não sacrificaria os seus princípios para proteger a sua longa carreira em Hollywood.

“Nunca colocaria a carreira à frente da luta pelo que acredito que é importante”, afirmou Fonda, num evento organizado pela Live Talks Los Angeles, moderado pela também atriz Eva Longoria, em que apelou à desobediência civil, noticiou a agência Lusa.

“Fui posta numa ‘lista cinzenta’ nos anos setenta, mas isso não me fez mudar o que eu estava a fazer por causa da guerra do Vietname”, disse a atriz, que visitou o país em 1972 e falou contra a intervenção militar norte-americana. Agora, “precisamos de números sem precedente de americanos a irem para as ruas e agirem em desobediência civil”, afirmou.

No evento, Jane Fonda explicou que se mudou para a capital dos Estados Unidos (EUA), Washington, em setembro de 2019, por ter vontade de chamar a atenção para a crise das alterações climáticas, tema do seu novo livro. “Eu sabia que a janela de oportunidade que tínhamos para fazer alguma coisa estava a fechar-se rapidamente”, indicou.

Segundo contou, foi o livro de Naomi Klein “On Fire: The (Burning) Case for a Green New Deal” (“O Mundo em Chamas – Um plano B para o Planeta”, na edição portuguesa) e as intervenções públicas da adolescente sueca Greta Thunberg que a inspiraram a agir, instituindo ações de desobediência civil no capitólio, onde acabou presa múltiplas vezes.

“O ato de pôr o nosso corpo alinhado com os nossos valores mais profundos dá-nos tanto poder”, afirmou a atriz. “É estranho, porque quando somos presos levamos algemas e perdemos o controlo”.

Estas experiências e a sua jornada como ativista pelo clima, que já dura há décadas, são contadas no novo livro “What Can I Do? My Path from Climate Despair to Action” (“O que posso fazer? O meu caminho do desespero climático à ação”), que saiu no dia 08 de setembro, publicado pela Penguin Press.

Nele, Jane Fonda explica os princípios do “Green New Deal”, um plano ambicioso proposto pelo Partido Democrata para combater as alterações climáticas e que é fortemente antagonizado pelos conservadores.

“A nova economia que nos será apresentada com o abandono dos combustíveis fósseis em direção a um futuro de energia sustentável oferece muito mais empregos, milhões”, disse.

“Há uma necessidade de transitar os trabalhadores dos combustíveis fósseis, e as pessoas que serão mais vulneráveis. Formá-los, pagar-lhes”, disse, frisando que não se pode pedir a esses trabalhadores que vão para os sectores ‘verdes’ a pagar-lhes metade do que ganham hoje.

A proposta inclui o incentivo ao regresso das quintas familiares na agricultura, “porque a forma como estamos a cultivar alimentos neste momento contribui para a crise climática”.

Por causa da pandemia de covid-19, os protestos presenciais, que chegaram a atrair centenas de pessoas em desobediência civil e dispostas a serem presas, foram temporariamente substituídos por ativismo virtual. Através do que chama “Fire Drill Fridays”, Fonda está a usar a sua plataforma ‘online’ para continuar o processo.

“Agora é muito mais fácil, com as redes sociais”, referiu a atriz, lembrando os anos em que produzia panfletos à mão para as suas ações de protesto. “Quando descobri um computador e comecei a usá-lo, isso mudou a minha vida”.

Fonda, que disse ter deixado de ser amiga do ator Jon Voight porque este se encostou a ideias da extrema-direita, considerou que é possível incentivar as pessoas à mudança e isso faz-lhe manter a esperança. “Precisamos de números sem precedente de americanos a irem para as ruas e agirem em desobediência civil”, afirmou.

“Estamos a enfrentar uma crise coletiva que exige uma solução coletiva”, frisou.

Fonda expressou a sua expectativa de que o candidato democrata Joe Biden vença as eleições e possa ser persuadido a tomar iniciativas de combate às alterações climáticas, incluindo a suspensão do “fracking”, um processo de extração de gás natural e petróleo de xisto, com efeitos negativos no solo.

“Quando o senhor Biden for eleito, temos de arregaçar as mangas e trabalhar”, frisou, dirigindo-se a Longoria. “É bom reduzir a pegada de carbono individual, mas precisamos mesmo de trabalhar de forma organizada para fazer o que é preciso acontecer”.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estátuas usadas num jardim eram, afinal, relíquias egípcias com milhares de anos

Duas estátuas de pedra, usadas durante muito tempo como simples decoração de jardim, foram vendidas por cerca de 230 mil euros, depois de se ter chegado à conclusão que eram, afinal, relíquias egípcias com milhares …

Pandora Papers são "embaraço também para Portugal". Caso vai ser analisado pelo Fisco

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais garantiu que, tal como já aconteceu noutros casos deste género, os Pandora Papers vão ser analisados pela Autoridade Tributária. No início de outubro, uma nova investigação do Consórcio Internacional …

Gonçalo Esteves, Sporting

"Gonçalo Esteves é o futuro do Sporting". Adeptos rendidos ao ex-portista de 17 anos

O lateral-direito Gonçalo Esteves, de apenas 17 anos, estreou-se na equipa principal do Sporting, no jogo da Taça de Portugal contra o Belenenses, e o treinador Ruben Amorim diz que é "o futuro" do clube. …

Portugal regista mais 10 mortes e 612 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 10 mortes e 612 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 612 novos …

Toda a herança de Rendeiro foi para o "rei dos táxis". MP investiga presidente da ANTRAL e o filho motorista

O Ministério Público está a investigar o ex-motorista de João Rendeiro e o seu pai, o presidente da ANTRAL, a maior associação de táxis portuguesa. Em causa estão suspeitas de lavagem de dinheiro quando se …

Depois do polémico golo de Mbappé, UEFA pondera mudar regra do fora de jogo

A UEFA defendeu uma reformulação da regra do fora de jogo, depois do polémico golo de Kylian Mbappé que, no último domingo, deu a vitória a França na final da Liga das Nações. Apesar da polémica, …

Nova deputada do PSD condenada por falsificação de documento

A nova deputada do PSD, que toma posse na Assembleia da República na próxima terça-feira, já foi condenada por falsificação de documento há dois anos. Segundo avança o Jornal de Notícias, Eugénia Duarte vai substituir Carla …

Presidente avisou partidos sobre cenário de eleições antecipadas: "Se tiver de ser, é"

Em caso de chumbo do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), o Presidente da República prefere não perder tempo e "matar o mal pela raiz". Findas as audiências com os partidos no Palácio de Belém, a …

"A maior descida de sempre". Galamba sublinha redução dos preços da luz para empresas e famílias

As tarifas de electricidade propostas pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) para 2022 representam uma descida nos preços da ordem dos 3,4%. O Secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, fala de …

Administração Biden vai reativar programa anti-imigração de Trump

A Administração Biden anunciou, esta sexta-feira, que vai reativar a política anti-imigração nas fronteiras da era Trump, que forçou milhares de requerentes de asilo a aguardarem a conclusão dos seus processos no México, muitas vezes …