Guerreiros adotados: ADN revela segredos inesperados em sepulturas medievais

(dr) Landesamt für Denkmalpflege im RP Stuttgart

Sepulturas medievais espalharam os segredos genéticos de 13 pessoas pertencentes a uma tribo germânica Alemanni. Agora, os cientistas construíram uma árvore genealógica e ficaram surpresos com o resultado.

Em 1962, na cidade de Niederstotzingen, no sul da Alemanha, os cientistas encontraram os primeiros enterros medievais, que abrigavam os corpos de dez adultos e três crianças. Logo de imediato, o conteúdo das sepulturas deslumbrou os arqueólogos, que começaram a estudar a armadura ornamentada, as joias e as espadas enterradas com os indivíduos.

No entanto, nunca conseguiram descobrir de que forma essas pessoas, alguns dos quais guerreiros medievais, estavam relacionadas. Agora, uma análise genética de oito desses indivíduos revela que cinco deles eram, de facto, parentes diretos, mas os outros três não tinham qualquer tipo de relação.

Os cientistas admitem que seja possível que algumas destas pessoas tenham sido “adotadas para serem treinadas como guerreiras“, uma prática muito comum naquela época, escreveram os cientistas no artigo científico publicado esta quarta-feira na Science Advances.

As sepulturas pertenciam aos Alemanni, um grupo de tribos germânicas que viviam na região, abrangendo a Alemanha, Suíça, França e Áustria. Depois de terem sido derrotados por Clóvis I, o primeiro rei dos francos, em 497 d.C., os Alemanni tornaram-se parte do Ducado do Reino Merovíngio.

Nessa altura, as práticas funerárias dos alemães mudaram, tendo começado a enterrar a sua família em sepulturas ricamente mobiladas, as chamadas adelsgrablege. Sgeundo os cientistas, este adelsgrablege em particular foi usado pela mesma família em duas gerações diferentes, de 580 a 630 d.C.

Embora não pertençam à família em termos genéticos, o facto de terem sido enterrados todos juntos sugere que estes indivíduos “foram tratados com igual respeito“, escreveram os autores. Assim, as sepulturas medievais indicam que tanto o parentesco quanto a comunhão foram mentidos em igual proporção.

Estes resultados provam que a sociedade medieval primitiva era “fluida e adaptativa”, disse Christian Meyer, arqueólogo do Centro de Pesquisas Osteo-Arqueológicas em Goslar, na Alemanha, ao Live Science.

“Esta análise complexa deve também fazer-nos reavaliar noções pré-concebidas sobre parentesco, bens e rituais de sepultamento em geral. É sempre muito mais complicado do que pode parecer à primeira vista”, conclui.

A análise genética dos oito indivíduos revelou ainda que seis deles eram provenientes do norte e leste da Europa, enquanto que os outros dois provinham da região do Mediterrâneo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …