Força Aérea deve assumir gestão de meios aéreos já no próximo ano

José Coelho / Lusa

Helicóptero Kamov Ka-32A-11BC da frota da Protecção Civil no combate a um incêndio

O ministro da Defesa, Azeredo Lopes, afirma que a Força Aérea deverá assumir, já no próximo ano, a gestão de meios de combate aos incêndios assim como os meios privados.

“Penso que sim, mas a questão não é propriamente a de assumir a gestão dos meios, mas a de assumir a gestão de novos meios, que é aquilo que está a ser programado”, afirmou o governante esta manhã à Renascença.

“Independentemente de tudo, os meios que existem vão continuar a ser utilizados e com uma gestão que esperamos que seja melhorada pela capacidade de gestão centralizada que resulta desta gestão”, explicou.

Na mesma entrevista, Azeredo Lopes também afirmou que tanto os meios civis como os privados deverão ficar a cargo da Força Aérea. “Isto significa, não só a gestão dos contratos como também a gestão da alocação de meios àquilo que for determinado pela estrutura de comando da Proteção Civil”.

No entanto, o ministro destaca que ainda é “um bocado cedo para ter conclusões tão categóricas”, até porque foi pedido à Força Aérea “um estudo sobre o que considera como um modelo concreto de comando e gestão, que vai propor para decisão política“.

O ministro acrescenta que o novo modelo de transição está a ser discutido e espera que na próxima semana já se possa passar à “elaboração de um despacho comum entre a Administração Interna e a Defesa, em que atribuímos a um grupo de pessoas por nós designadas a tarefa de, o mais depressa possível, desenhar o modelo de transição”.

Força Aérea obrigada a comprar mais helicópteros

Segundo o Diário de Notícias, a Força Aérea vai ter de comprar mais do que os cinco novos helicópteros ligeiros agora a concurso para cumprir a missão de combater os fogos. Essa será uma das questões que o Governo está a equacionar, assim como se os aparelhos do INEM devem ser integrados nesta nova gestão.

O DN escreve que o concurso foi lançado em maio passado, com um custo de 20,5 milhões de euros e os candidatos foram a Leonardo (antiga Agusta Westland, fabricante dos helicópteros EH-101) e a Airbus Defense and Space (construtora das aeronaves C-295), que já recorreu ao ministro da Defesa do processo conduzido pela Força Aérea.

Este recurso é interpretado por várias fontes como uma forma de “dar um sinal de vida em Portugal”, escreve o jornal, uma vez que o construtor tem ainda um caso para resolver: 300 milhões de euros de contrapartidas por realizar e cujo contrato termina dentro de um ano, tendo de ser então executadas as garantias bancárias na posse do Estado.

Segundo o jornal, o número de helicópteros que serão precisos não é certo, até porque há ainda várias dúvidas que precisam de ser esclarecidas, como é o caso do futuro dos helicópteros Kamov e do atual contrato de aluguer de 25 meios aéreos com a Everjets, que termina no próximo ano.

O diário recorda que os novos helicópteros da Força Aérea vão substituir os velhos Alouette III, do tempo da guerra colonial, cujo limite de vida útil máximo está definido para o final de 2018. Uma das fontes admite ao jornal que, tendo em conta as sugestões do relatório da Comissão Técnica Independente e que o Governo adotou, esses futuros aparelhos deverão chegar no segundo semestre de 2019.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Príncipe italiano vende massa fresca numa roulote nos Estados Unidos

O príncipe italiano Emanuele Filiberto é dono da "Princípe de Veneza", a única roulote que vende massa fresca em Los Angeles, nos Estados Unidos. Harry e Meghan Markle podem bem pôr os olhos neste exemplo de …

Há 140 anos, "choveu" carne nos Estados Unidos (e ainda não se sabe porquê)

Há 140 anos, em 1876, uma quinta no estado norte-americano de Kentucky testemunhou uma "chuva" de carne cuja origem permanece um mistério. Tudo começou quando, em 3 de março de 1876, a mulher do agricultor Allen …

"Posso sempre confiar" nos americanos. Coleção de cartas manuscritas da princesa Diana vai a leilão

Em 25 de junho de 1997, alguns meses antes da morte da princesa Diana em agosto, dezenas dos seus vestidos foram leiloados na Christie's, em Nova Iorque. Agora, algumas das suas cartas manuscritas sobre esse …

Governos desligaram a Internet centenas de vezes em 2019

Dezenas de Governos de todo o mundo desligaram os seus países da Internet de forma intencional mais de 200 vezes durante o ano passado, afetando milhões de utilizadores, revela um novo relatório do grupo de …

Falha de protocolo do Governo americano pode ter ajudado a espalhar o coronavírus

Uma whistleblower do Departamento de Saúde e Serviços Humanos norte-americano defende que uma falha no protocolo de saúde pública pode ter levado à disseminação do coronavírus dentro do país. Uma denunciante do Departamento de Saúde e …

Coronavírus pode fazer com que Liverpool não seja campeão inglês

O Liverpool pode não se sagrar campeão inglês devido ao surto do novo coronavírus. Caso o Governo britânico suspendesse a competição, os 'reds' poderiam não ser considerados campeões. O coronavírus continua a ameaçar o mundo inteiro …

Sissoco Embaló demite primeiro-ministro e ambos falam em "golpe de Estado"

Umaro Sissoco Embaló, candidato às presidenciais dado como vencedor pela Comissão Nacional de Eleições da Guiné- Bissau, e que quinta-feira tomou posse simbolicamente como Presidente do país, demitiu hoje o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes. Num decreto …

"Neve sangrenta" está a cair do céu na Antártida

Nas últimas semanas, o gelo em redor da Base de Pesquisa Vernadsky da Ucrânia foi revestida com o que os investigadores chamam de "neve de framboesa". Uma publicação no Facebook do Ministério da Educação e Ciência …

Face Oculta: Sobrinho de Manuel Godinho diz que não se orgulha do que fez

O sobrinho do sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, disse hoje estar arrependido do que fez quando trabalhava para o tio nos negócios da gestão de resíduos. “Não me orgulho nada daquilo que …

Há uma "Greta" que nega as alterações climáticas: Naomi Seibt

Naomi Seibt é uma jovem alemã de 19 anos que é a voz dos negacionistas das alterações climáticas. As comparações com Greta Thunberg são inevitáveis. Greta Thunberg tem sido provavelmente a voz mais ativa no que …