Físicos alemães acabaram de ligar uma revolucionária máquina de fusão nuclear

(dr) C. Bickel / Science / IPP

Stellator

Stellator, o tipo de reator do Wendelstein 7-X

Cientistas do Instituto Max Planck de Física de Plasma anunciaram que ligaram uma das maiores máquinas de fusão nuclear do mundo e foram capazes de conter com êxito bolhas superquentes de gás hélio, também conhecido como plasma.

Trata-se de um marco importante na tentativa de obter energia a partir da fusão nuclear, que tem potencial para ser uma fonte ilimitada, segura e barata de energia. No entanto, apesar de múltiplos esforços internacionais para transformá-la em realidade, alcançar esta “promessa” provou-se altamente dispendioso.

Agora, a coroar um trabalho que já dura há nove anos, os físicos alemães afirmam ter gerado brevemente o plasma esperado dentro de um ponto-chave no processo experimental.

“Estamos muito satisfeitos”, afirmou Hans-Stephan Bosch, do Instituto Max Planck de Física de Plasma. “Tudo correu conforme o planeado”.

A corrida da fusão nuclear

A fusão nuclear ocorre quando os átomos se fundem a temperaturas incrivelmente altas – mais de 100 milhões de graus Celsius – e geram energia. Este é o mesmo processo que ocorre no nosso sol ao longo de milhares de milhões de anos.

A chave para controlar esse plasma quente é usar ímanes supercondutores. Numa câmara de vácuo especial, os átomos, na forma de um gás ionizado quente, ficam a flutuar. Os ímanes são responsáveis por manter o plasma no lugar, para que não toquem os lados frios da câmara.

A experiência alemã, usando uma máquina chamada Wendelstein 7-X, queria precisamente provar que esses conceitos eram possíveis.

Os físicos aqueceram um miligrama de gás hélio com um laser de micro-ondas de 1,8 megawatt, contendo-o brevemente como plasma no interior do vácuo. A experiência durou um décimo de segundo e chegou a uma temperatura de cerca de um milhão de graus Celsius.

O próximo passo da equipa é tentar estender a duração da experiência e descobrir a melhor maneira de produzir o plasma.

Vários países estão na corrida para construir um reator de fusão nuclear.

No próximo ano, os alemães esperam refazer o teste com hidrogénio, o alvo real do estudo, em vez de hélio.

Apesar disso, o Wendelstein 7-X não vai produzir energia: o objetivo final é apenas manter o plasma por 30 minutos, e encontrar provas de que a sua tecnologia pode operar continuamente.

HypeScience

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “A fusão nuclear ocorre quando os átomos se fundem a temperaturas incrivelmente altas – mais de 100 milhões de graus Celsius”. Os cientistas alemães fizeram uma experiência que durou um décimo de segundo e chegou a uma temperatura de cerca de um milhão de graus Celsius. Que treta de notícia! Daqui a 100 anos ainda andamos aqui a ler notícias que referem que foram atingidas temperaturas de 10 milhões, 20 milhões, 50 milhões …

  2. “(…) bolhas superquentes de gás hélio, também conhecido como plasma.” Esta afirmação é uma completa estupidez científica. O plasma é o quarto estado da matéria, sendo os três primeiros: o estado sólido, líquido e gasoso. O 5.º estado é o condensado de Bose-Einstein. No estado de plasma a matéria não é electricamente neutra porque é constituída por iões e electrões livres. Por esse facto, por não ser neutra electricamente, pode ser manipulada por influência de campos magnéticos.

  3. É um artigo de divulgação às massas. Acho que se podem tolerar algumas “liberdades” para que pessoas que não têm um doutoramento em física nuclear percebam o conceito.

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …