Estudo revela que os cães podem servir de “alerta” contra doenças oncológicas

Carlos Barroso / Lusa

Um estudo realizado por uma investigadora do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) concluiu que os cães, ao partilharem com um humano a mesma “exposição ambiental”, podem servir de “alerta” para o surgimento de doenças oncológicas.

Segundo a investigadora do ISPUP Katia Pinello, o estudo – desenvolvido desde 2013 no âmbito de uma bolsa de doutoramento – avaliou a relação do linfoma não-Hodgkin (cancro que começa nos linfócitos, células que fazem parte do sistema imunitário) em humanos e em caninos da área do Grande Porto, avançou o JN na segunda-feira.

“Este estudo evidencia que onde há o cancro humano, também há o similar cancro canino, ou seja, eles têm uma correlação espacial, que pode evidenciar um fator de exposição ambiental”, explicou a investigadora do Departamento de Saúde Pública Veterinária do ISPUP, a propósito do Dia Mundial da Luta Contra o Cancro, assinalado a 04 de fevereiro.

O estudo, publicado recentemente na revista “The Veterinary Journal”, reuniu informações sobre 1242 humanos e 504 cães, concluindo que o Porto, Matosinhos e a Maia são as zonas que apresentam mais casos.

“Sabemos que 70% dos cancros são provocados por fatores ambientais. O nosso estudo comprova que há uma correlação e que pode existir um fator externo tanto no cão, como no homem. Mas, são necessários estudos de causalidade”, frisou Katia Pinello.

Além de evidenciar a correlação espacial, o estudo, que avaliou as características e semelhanças epidemiológicas, destaca a incidência do linfoma não-Hodgkin nos homens e machos, contrariamente ao panorama entre as mulheres e fêmeas.

“Tal como nos humanos a maior prevalência dos linfomas é nos homens, isso também se sucedeu nos cães. Já nas mulheres, o linfoma aparece tardiamente. Em contrapartida, nas cadelas aparece mais cedo, quando ainda são jovens. É uma diferença interessante, que recai provavelmente pela prática da esterilização”, sublinhou ainda a investigadora.

De acordo com Katia Pinello, esta investigação realça a importância do conceito “One Health” (uma saúde, em português). “O estudo é uma chamada de atenção e queremos inseri-lo no âmbito do quadro do “One Health”, porque queremos tratar a saúde humana, animal e ambiental como apenas uma, na medida em que está tudo interligado”.

Em declarações à agência Lusa, Katia Pinello revelou que pretende agora “aumentar a colheita de dados” veterinários, de modo a conseguir fazer “uma rede de observação” para outras neoplasias e doenças.

“Esta rede vai permitir monitorizar e alargar os estudos, e perceber também se em outras doenças existe esta correlação, para assim podermos criar sistemas de alerta”, disse.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Reembolsos de IRS estão a ser "indevidamente retidos", denuncia Provedora de Justiça

Maria Lúcia Amaral escreveu ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais para pedir a correção de erros, lembrando que o reembolso é uma ajuda preciosa para muitas famílias, nomeadamente nesta altura. A Provedora de Justiça, Maria …

Rússia quer exportar antiviral que diz ser eficaz em 90% dos casos

O antiviral Afivavir mostrou ser eficaz no combate ao novo coronavírus em 90% dos casos, mas não estará à venda em farmácias. A Rússia planeia exportar para vários países do mundo um medicamento para a …

Exigência "irracional e insultuosa". Precários acusam Governo de os forçar a "mentir"

O formulário de apoio aos trabalhadores independentes obriga-os a garantir que retomarão a atividade dentro de oito dias. No último sábado, a Segurança Social disponibilizou o formulário de apoio aos trabalhadores independentes que deveria ter ficado …

Salário de licenciados que entrem na EDP sobe para 1500 por mês

A EDP - Energias de Portugal chegou a um acordo com os sindicatos para aumetar o salário base de entrada na empresa para licenciados e não licenciados, avança esta segunda-feira o Jornal Económico. No caso …

BCE pode vir a sugerir criação de "banco mau" para absorver malparado, revela Moody's

A Moody's avançou, esta segunda-feira, que o Banco Central Europeu está a equacionar a criação de um "banco mau" para acomodar o crédito malparado. A Moody’s considera que o Banco Central Europeu (BCE) pode vir a …

Comissário da UE defende "taxa de acesso" às multinacionais para financiar recuperação

O responsável pelo Orçamento da União Europeia (UE), Johannes Hahn, defendeu que deve ser aplicada uma "taxa de acesso" ao mercado único às multinacionais, ajudando assim a financiar a recuperação do bloco comunitário. Ao Financial Times, citado …

Kremlin intrigado com convite de Trump para próxima reunião do G7

Donald Trump anunciou que vai adiar a cimeira do G7 para o outono devido à pandemia da covid-19, e convidar outros países a participar na reunião. O Kremlin ficou intrigado com o convite. O Kremlin admitiu, …

Companhia aérea Emirates também vai despedir

A companhia aérea Emirates anunciou este domingo a intenção de suprimir postos de trabalho, em consequência da pandemia da covid-19, sem especificar quantos trabalhadores deverão ser despedidos. “Examinámos todos os cenários possíveis para manter as nossas …

Ana Gomes. "Estou à espera de ver o Presidente ir ao bairro da Jamaica"

A ex-eurodeputada socialista afirmou, este domingo, que espera ver o Presidente ir ao bairro da Jamaica, que, na semana passada, registou um surto de covid-19. No habitual espaço de comentário na SIC Notícias, Ana Gomes abordou …

Viúva do médico Li Wenliang não quer o seu nome na rua da embaixada chinesa em Washington

A viúva do médico chinês que alertou para a existência do novo coronavírus em Wuhan está contra uma proposta de políticos norte-americanos para dar o nome do marido à rua onde fica a embaixada chinesa …