Estudo revela que os cães podem servir de “alerta” contra doenças oncológicas

Carlos Barroso / Lusa

Um estudo realizado por uma investigadora do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) concluiu que os cães, ao partilharem com um humano a mesma “exposição ambiental”, podem servir de “alerta” para o surgimento de doenças oncológicas.

Segundo a investigadora do ISPUP Katia Pinello, o estudo – desenvolvido desde 2013 no âmbito de uma bolsa de doutoramento – avaliou a relação do linfoma não-Hodgkin (cancro que começa nos linfócitos, células que fazem parte do sistema imunitário) em humanos e em caninos da área do Grande Porto, avançou o JN na segunda-feira.

“Este estudo evidencia que onde há o cancro humano, também há o similar cancro canino, ou seja, eles têm uma correlação espacial, que pode evidenciar um fator de exposição ambiental”, explicou a investigadora do Departamento de Saúde Pública Veterinária do ISPUP, a propósito do Dia Mundial da Luta Contra o Cancro, assinalado a 04 de fevereiro.

O estudo, publicado recentemente na revista “The Veterinary Journal”, reuniu informações sobre 1242 humanos e 504 cães, concluindo que o Porto, Matosinhos e a Maia são as zonas que apresentam mais casos.

“Sabemos que 70% dos cancros são provocados por fatores ambientais. O nosso estudo comprova que há uma correlação e que pode existir um fator externo tanto no cão, como no homem. Mas, são necessários estudos de causalidade”, frisou Katia Pinello.

Além de evidenciar a correlação espacial, o estudo, que avaliou as características e semelhanças epidemiológicas, destaca a incidência do linfoma não-Hodgkin nos homens e machos, contrariamente ao panorama entre as mulheres e fêmeas.

“Tal como nos humanos a maior prevalência dos linfomas é nos homens, isso também se sucedeu nos cães. Já nas mulheres, o linfoma aparece tardiamente. Em contrapartida, nas cadelas aparece mais cedo, quando ainda são jovens. É uma diferença interessante, que recai provavelmente pela prática da esterilização”, sublinhou ainda a investigadora.

De acordo com Katia Pinello, esta investigação realça a importância do conceito “One Health” (uma saúde, em português). “O estudo é uma chamada de atenção e queremos inseri-lo no âmbito do quadro do “One Health”, porque queremos tratar a saúde humana, animal e ambiental como apenas uma, na medida em que está tudo interligado”.

Em declarações à agência Lusa, Katia Pinello revelou que pretende agora “aumentar a colheita de dados” veterinários, de modo a conseguir fazer “uma rede de observação” para outras neoplasias e doenças.

“Esta rede vai permitir monitorizar e alargar os estudos, e perceber também se em outras doenças existe esta correlação, para assim podermos criar sistemas de alerta”, disse.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Agricultores entre as novas profissões de residente não habitual a pagar menos IRS

Arquitetos, designers ou geólogos são excluídos e dão lugar a agricultores e trabalhadores qualificados da agricultura na nova lista de atividades do residente não habitual. Agricultores e profissões das ciências e engenharia, de nível intermédio, passam …

Espião francês, cúmplice de Latifa, ajuda a esclarecer a fuga da princesa Haya

Hervé Jaubert afirma que Haya terá descoberto que o Emir do Dubai aprisionou a sua filha Latifa, depois desta ter tentado fugir, e teve medo que o mesmo lhe acontecesse. A fuga da princesa Haya, sexta …

"Muitos americanos vão saber pela primeira vez o que diz o relatório Mueller"

O ex-procurador especial, que se encarregou de investigar as alegadas ligações da equipa do Presidente norte-americano com a Rússia vai, esta quarta-feira, ao Congresso explicar mais uma vez o que diz o seu relatório. A visita …

Tinder, drogas e álcool. Há uma revolução silenciosa em marcha no Irão

Sem esperança no amanhã e desiludida com os líderes do país e com a República Islâmica, a juventude iraniana transgride as apertadas regras religiosas do país, numa postura desafiante que se faz na "sombra" e …

Costa esteve em 15 debates quinzenais, membros do Governo em 233 audições

O balanço provisório da quarta e última sessão legislativa da legislatura revela que o primeiro-ministro esteve presente em 15 debates quinzenais na Assembleia da República, órgão onde foram realizadas 233 audições a membros do Governo. António …

Espanha. Turista detido por comer marisco no valor de 400 euros sem ter dinheiro para pagar

Na passada quarta-feira, um turista italiano, de visita a Formentera, em Espanha, entrou na marisqueira Es Molí de Sal e pediu uma grande quantidade de comida. Consumiu 400 euros em marisco, mas não tinha dinheiro …

Aulas de condução aos 17, menos tempo e mais baratas. Mudanças em França são bem vistas em Portugal

Em França, há novas regras que entram em vigor a partir desta segunda-feira para quem quer tirar a carta de condução em França. As mudanças são bem vistas em Portugal. De acordo com a entrevista de …

Bruno Fernandes não esconde que gostava de jogar em Inglaterra (mas não é ele que manda)

Bruno Fernandes continua sem esconder que gostaria de jogar em Inglaterra, mas quem decide o seu valor e quando sai é o Sporting. Antes da partida para os Estados Unidos, onde o clube leonino irá defrontar …

Greve dos Motoristas. Patrões vão exigir 70% de serviços mínimos

A Antram e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas vão reunir-se esta quarta-feira para definir os serviços mínimos na greve de 12 de agosto. O Expresso avança esta terça-feira que a Antram - Associação …

Cabul exige esclarecimentos depois de Trump afirmar ter planos que podem "varrer o Afeganistão da face da terra"

Depois que o presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, ter dito que tem planos militares que poderiam acabar com o Afeganistão e matar milhões de pessoas, Cabul reagiu com indignação e exigiu esclarecimentos. Após os …