Entender o que as pessoas mais temem pode ajudar a prevenir desastres naturais

Narendra Shrestha / EPA

Entender o que preocupa as pessoas é crucial para enfrentar perigos naturais e para a mitigação dos seus efeitos. Segundo uma análise avançada na quinta-feira, para evitar desastres, a população local, as autoridades municipais e os governos nacionais precisam atuar na mesma direção, especialmente quando os orçamentos são baixos.

Já se passaram mais de quatro anos desde que um terramoto de magnitude 7,8 devastou cidades nepalesas, matando milhares de pessoas. Desde então, houve milhares de réplicas. No entanto, segundo uma análise explicada na Conversation, os residentes de Bharatpur – a quarta maior cidade do Nepal – estavam mais preocupados com ataques de animais selvagens do que com a perspetiva de outro terramoto de alta magnitude.

Segundo o artigo, as pessoas tendem a não se preocupar com coisas que não podem prevenir ou controlar. Entender o que preocupa as pessoas é crucial. Contudo, caso os moradores dos locais em risco de desastre sintam que os seus medos do dia-a-dia são ignorados pelos que estão no poder, estes podem deixar de ser influenciados pelas autoridades nos momentos de crise.

Os moradores de Bharatpur (que tem uma população de 300 mil habitantes) não se preocuparam com terramotos. O fato é que as suas experiências e relacionamentos quotidianos são difíceis e cheios de tensão. Devido a isso, estão mais preocupados com riscos e mudanças imediatas do que com a ameaça indistinta de um perigo natural.

De acordo com o artigo, os moradores dessa cidade estão preocupados sobre o facto de poderem ser atacados por animais selvagens – como tigres e rinocerontes – enquanto coletavam lenha nas florestas. E essa é uma ameaça real: em 2017, houve um ataque mortal de tigres em plena luz do dia.

Os residentes também se preocupam com mudanças nas fronteiras municipais que afetarão o seu acesso aos serviços do governo. Mudanças administrativas na cidade levaram a uma realocação do financiamento de áreas rapidamente urbanizadas para as partes rurais da cidade, que não possuem a infraestrutura básica, como eletricidade e estradas pavimentadas, por exemplo.

Além disso, a autoridade local está a aumentar os impostos em 2019, o que deixa as pessoas com muito pouco dinheiro para pagar por serviços que, anteriormente, eram gratuitos, alimentar as suas famílias e comprar uniformes escolares.

Narendra Shrestha / EPA

Katmandu após o sismo de magnitude 7.8 que atingiu o Nepal

No entanto, lê-se no artigo da Conversation, os políticos e funcionários do governo ignoram os temores dos moradores quanto aos ataques de animais selvagens, realocação de financiamento municipal e a perspetiva de aumento de impostos ao decidir quais riscos devem ser abordados nas suas cidades.

As autoridades locais estão mais focadas na pavimentação de estradas pela cidade – uma melhoria visível que mostra que elas estão a “fazer algo” – ao invés de abordar o contínuo risco urbano.

Perigos naturais, como terramotos, tsunamis e erupções vulcânicas, acontecem com frequência em todo o mundo, apontou o artigo. Mas os desastres só ocorrem quando as pessoas ficam expostas e vulneráveis ​​aos perigos naturais, que devem ser mitigados por meio de construções mais seguras, melhor planeamento e preparação.

Ao ignorar os temores quotidianos dos moradores, os governos correm o risco de perder a sua confiança, o que pode aumentar o risco de desastres à medida que os residentes não consideram as iniciativas governamentais destinadas a mitigar os riscos naturais.

O artigo indicou ainda as autoridades locais estão na linha de frente e são cada vez mais responsáveis ​​por gerir os riscos e os perigos urbanos – desde a precariedade económica, que força jovens nepaleses a trabalhar no exterior, à degradação ambiental, incluindo a falta de tratamento dos esgotos e a rápida urbanização.

Além disso, se as perceções de risco das pessoas locais não estiverem incluídas nas decisões políticas nacionais, isso molda e limita a gestão local dos riscos. Isso faz com que as preocupações das pessoas não sejam abordadas, acabando as mesmas por se desvincularem desse tipo de questões.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cada vez mais freiras sofrem de burnout no Vaticano

Há cada vez mais freiras a sofrerem de burnout no Vaticano. Várias irmãs denunciaram excesso de trabalho, stress, exploração laboral e abusos por parte dos superiores. Sem contrato de trabalho ou horários definidos, muitas freiras que …

"Foi uma cena de acidente devastadora". Helicóptero que matou Kobe Bryant não tinha caixa negra

As circunstâncias do acidente que provocou a morte de Kobe Bryant, da filha do ex-basquetebolista da NBA e de mais quatro pessoas, continuam a ser investigadas. Sabe-se, agora, que o helicóptero onde seguiam as vítimas …

EUA apresentam plano de paz para o Médio Oriente já condenado pela Palestina

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, apresenta esta terça-feira o seu plano de paz para o Médio Oriente, após reuniões com líderes israelitas, que poderá estar condenado ao fracasso, perante a rejeição dos …

Vacina chinesa para o coronavírus pode começar a ser testada em menos de 40 dias

A equipa chinesa que trabalha no desenvolvimento de uma vacina para combater o coronavírus de Wuhan disse que espera poder começar os testes em menos de 40 dias, informou a agência estatal Xinhua. Pelo menos 106 …

Netanyahu anuncia retirada da sua imunidade parlamentar

Benjamin Netanyahu retirou o pedido de imunidade ao Parlamento israelita contras as três acusações de que foi alvo em novembro, que envolvem casos de corrupção, fraude e abuso de confiança. O primeiro-ministro de Israel disse, em …

Vitória já tem proposta por Tapsoba (e pode fazer encaixe histórico)

O Vitória de Guimarães recebeu uma proposta por Edmond Tapsoba que pode levar os vimaranenses a abrir mão do jogador. Sabe-se que a proposta recebida ronda os 20 milhões de euros. A notícia avançada esta terça-feira …

Livre exige que património das ex-colónias em museus portugueses seja devolvido

O Livre quer que todo o património das ex-colónias, presente em território português, possa ser restituído pelos países de origem de forma a “descolonizar” museus e monumentos estatais. O partido da papoila quer que o património …

Pedro Sánchez usou helicóptero que procurava homem desaparecido

O primeiro-ministro espanhol requisitou, na passada quinta-feira, um helicóptero que estava a ser utilizado nas operações de busca de um homem de 34 anos que estava desaparecido em Maiorca. De acordo com o jornal espanhol ABC, tratava-se …

Isabel dos Santos contrata advogados de Ronaldo, Meghan e J. K. Rowling

Isabel dos Santos decidiu esta segunda-feira processar o consórcio de jornalistas. Para tal, contratou a mesma firma de advogados que conta com clientes como Cristiano Ronaldo, Harry e Meghan Markle e J. K. Rowling. Depois de …

ERC dá parecer favorável à nova direção de informação da RTP

A Entidade Reguladora para a Comunicação (ERC) deu, esta segunda-feira, "parecer favorável à nova direção de informação da RTP", 20 dias depois de a equipa liderada por António José Teixeira ter sido indigitada. O Conselho Regulador …