Direitos humanos devem ser incluídos no Acordo de Paris, defende alta-comissária da ONU

A alta-comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet

A alta-comissária da Organização das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, defendeu na segunda-feira em Madrid, Espanha, a necessidade de incluir os direitos humanos e o direito à participação social nos mecanismos do Acordo de Paris sobre alterações climáticas.

“As regras de implementação do Artigo 6 do Acordo de Paris (sobre redução de emissões de gases com efeito de estufa) deveriam incluir a proteção básica dos direitos humanos, deveriam ter mecanismos que incluam estas garantias como critérios para financiar projetos”, declarou, durante um encontro com jovens e mulheres sobre a necessidade de incluir a voz da sociedade civil nos processos decisórios, noticiou a agência Lusa.

“A comunidade internacional alcançou muito pouco em termos de ações climáticas concretas. Não combateremos a emergência climática se não preservarmos estes direitos. Temos de reconhecer a autenticidade da raiva, dor e angústia que tantos jovens que saíram às ruas sentem”, adiantou.

Para Michelle Bachelet, o direito à participação social em processos de decisão está no coração da Agenda 2030 e permeia todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável enunciados pela ONU.

“Não conseguiremos combater adequadamente a emergência climática se não preservarmos os direitos das pessoas e fazer com que os que são mais afetados pelas mudanças climáticas estejam em condições de participar nas decisões”, indicou.

A alta-comissária da ONU para os Direitos Humanos afirmou que quando os compromissos nacionais de cada país (NDC na sigla em inglês) são elaborados em conjunto com as populações mais afetadas pelos impactos das mudanças climáticas “não há dúvida que os NDC serão mais ambiciosos”.

A COP25 tem como um dos objetivos centrais a finalização do chamado Livro de Regras, o manual de aplicação do Acordo de Paris. Uma das questões chave é o Artigo 6.º, sobre mercados de carbono (licenças de emissão), que tem ainda de ser regulamentado para assegurar a contabilização do carbono transacionado.

No encontro com a alta-comissária da ONU, Sara Cognuck, de 24 anos, coordenadora do movimento juvenil ambiental da Costa Rica enfatizou o poder da juventude para construir metas nacionais mais ambiciosas. “Nós jovens vamos herdar o planeta. Temos o direito de dizer a quem está a tomar decisões como queremos recebê-lo”, disse a jovem.

A Costa Rica foi, em março de 2018, anfitriã da assinatura do primeiro acordo do mundo, o Acordo de Escazu, a incluir o direito à informação, participação pública e acesso à justiça em assuntos ambientais. O acordo foi assinado, até agora, por 17 países da América do Sul e Caraíbas, mas foi ratificado por apenas três: Bolívia, Guiana e Uruguai.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, empresas que não estiveram em lay-off também podem pedir apoio à retoma

Mesmo que não tenham estado em regime de lay-off simplificado, as empresas que tenham uma quebra de faturação de, pelo menos, 40% também podem aderir ao apoio à retoma progressiva. Em junho, o Governo indicou que …

Italianos afastam rumores. Ronaldo de "pedra e cal" na Juventus

A imprensa italiana afasta esta sexta-feira os rumores de que Cristiano Ronaldo estará para deixar a Juventus, frisando que o internacional português de de 35 anos está de "pedra e cal" na Vecchia Signora. Depois …

Seis concelhos da Grande Lisboa vão ter reforço das equipas de combate à covid-19

Seis concelhos da Grande Lisboa vão ver reforçadas as suas equipas multidisciplinares de combate à covid-19, avança o jornal Público.  Em causa estão os concelhos de Almada, Seixal, Barreiro, Moita e Setúbal e Vila Franca de …

Guarda-redes Cláudio Ramos assina pelo FC Porto até 2024

O guarda-redes, que defendia a baliza do Tondela, assinou um contrato válido até 2024 com o FC Porto, anunciou, esta quinta-feira, o campeão português. Cláudio Ramos chega ao Dragão como jogador livre, depois do vínculo com …

"Os russos precipitaram-se". Cientistas preocupados com a Sputnik V

A preocupação tem aumentado por parte da comunidade científica, em torno da vacina russa Sputnik V. Especialistas afirmam que o desenvolvimento pouco transparente e a falta de testes em massa pode ser um problema ainda …

Governo propôs proteção policial a deputadas ameaçadas

O Governo contactou as deputadas bloquistas Mariana Mortágua e Beatriz Gomes Dias, bem como a parlamentar não inscrita Joacine Katar Moreira, com uma proposta de proteção policial depois das ameaças de que foram alvo. Em …

Espanhóis elogiam João Félix após eliminação da Champions. "Só se salvou o que não foi titular"

O Leipzig qualificou-se esta sexta-feira para as meias-finais da Liga dos Campeões de futebol, ao vencer o Atlético de Madrid, por 2-1, nos quartos de final, no Estádio José Alvalade, em Lisboa. Estreante nas rondas a …

França, Malta e Países Baixos passam para a "lista negra" do Reino Unido

O Reino Unido impôs uma quarentena obrigatória, nesta quinta-feira, para aqueles que chegam ao território britânico a partir de França e dos Países Baixos, após um aumento dos casos de covid-19 nesses dois países. Portugal …

Em 100 anos, não foram encontradas grandes diferenças entre cérebros de homens e mulheres

Em mais de 100 anos de estudos, diferentes equipas de investigadores não encontraram grandes diferenças entre cérebros de homens e mulheres. Desde o século XIX, que se procuram diferenças nos cérebros de homens e mulheres. Gustave …

Há uma galáxia semelhante à Via Láctea no Universo primitivo. É uma "arca do tesouro"

Uma equipa de astrónomos observou uma galáxia muito distante e, consequentemente, muito jovem, semelhante à Via Láctea. A galáxia está tão distante que a sua luz demorou mais de 12 mil milhões de anos a …