Desequilíbrio do pH no cérebro pode ser causa de Alzheimer

Um desequilíbrio da acidez e alcalinidade (pH) nas células do cérebro pode ser uma das causas de Alzheimer, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, divulgado nesta sexta-feira.

Esta descoberta poderá ajudar no futuro em casos de diagnóstico precoce da doença, considerou Rajini Rai, professor de fisiologia da Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins.

Quando os processos celulares não conseguem eliminar as chamadas proteínas beta-amiloides, estas acumulam-se à volta dos neurónios, o que leva à degeneração das células nervosas e à deterioração de faculdades como a memória, segundo os cientistas.

Para reverter esta acumulação, os investigadores introduziram enzimas histona deacetilase (HDAC) em células de ratos, que responderam com sucesso à estabilização do pH.

O uso destes inibidores está aprovado pela Agência da Segurança Alimentar e de Medicamentos norte-americana, a FDA, em pacientes com certos tipos de cancro de sangue, mas não para os doentes de Alzheimer, já que não conseguem ultrapassar a barreira de sangue de entrada no cérebro.

De acordo com o estudo, publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, essa incapacidade é um desafio significativo para o uso direto dos medicamentos para tratar distúrbios cerebrais.

Para descobrir se vale a penas centrar os esforços na conceção de HDACs capazes de chegar ao cérebro, os investigadores planeiam novas experiências para averiguar se estes inibidores têm o mesmo efeito nas células de pacientes humanos.

Especificamente, os cientistas encontraram evidências no desequilíbrio da química ácido-alcalina dos endossomos, os organelos que transportam os nutrientes das células, como uma das causas do Alzheimer.

“No momento em que se diagnostica o Alzheimer, grande parte do dano neurológico já está feito e é muito provável que seja tarde demais para reverter a progressão da doença”, disse Rao.

Portanto, é necessário focar-nos nos primeiros sintomas da doença, “sabendo que a biologia e a química dos endossomos é um fator importante muito antes de o declínio cognitivo começar”, acrescentou.

Atualmente, não existe qualquer medicação que possa prevenir ou reverter a doença de Alzheimer, a demência mais comum entre os idosos e que afeta 50 milhões de pessoas em todo o mundo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal comer um ovo por dia é mau outra vez

Afinal, comer um ovo por dia não é assim tão bom para a saúde como estudos recentes sugeriam. O maior consumo de ovos e colesterol pode aumentar o risco de doenças cardíacas e de morte …

Na Colômbia, há um "arco-íris líquido" que é descrito como a 8ª maravilha do mundo

Escondido nos confins da Serra da Macarena, na Colômbia, está o rio Caño Cristales. De dezembro a maio, o curso de água é como outro qualquer, apesar de estar rodeado de um dos ecossistemas mais …

Com uma nova interface neural, a telepatia já é possível

Uma equipa internacional de cientistas deu um passo adiante no desenvolvimento de interfaces neuronais para propor uma interface que envolve a transferência de informação entre as pessoas diretamente. As interfaces cérebro-computador podem melhorar as habilidades individuais …

Bombeiros profissionais ameaçam deixar de prestar serviço voluntário nas corporações

Os bombeiros voluntários das associações humanitárias admitem deixar de prestar serviço voluntário nas corporações, caso a Liga dos Bombeiros Portugueses continue por concluir o acordo coletivo de trabalho, que está em negociação há mais de …

Baleia encontrada morta nas Filipinas com 40 quilos de plástico no estômago

Uma baleia foi encontrada morta na sexta-feira, na costa sudeste das Filipinas, com 40 quilos de plástico no estômago, informou a imprensa local. O cetáceo, uma baleia-bicuda-de-cuvier, apareceu na sexta-feira à beira-mar no município de Mabini, …

Macron convoca reforços após novos confrontos de coletes amarelos

A nova manifestação de "coletes amarelos", no sábado, registou distúrbios violentos na capital francesa. Como resposta, o presidente francês Emmanuel Macron convocou um reforço das forças de segurança. O dia de sábado marcou mais um protesto …

Pedidos de nacionalidade portuguesa aumentaram 50% em dois anos

Nos últimos dois anos, o número de pedidos de nacionalidade portuguesa aumentou cerca de 50%, avança o jornal Público esta segunda-feira. Se em 2016 foram 117.629 os cidadãos estrangeiros que pediram a nacionalidade portuguesa, em 2018 …

Não há democracia na Coreia do Norte? "É uma opinião", diz Jerónimo

Jerónimo de Sousa evitou classificar o regime de Kim Jong-un em termos "de ser ou não ser" uma democracia. A Coreia do Norte é ou não uma democracia? "É uma opinião", respondeu Jerónimo de Sousa. Numa …

Afinal, o esparguete à bolonhesa não existe

Quando se trata de refeições italianas clássicas, a maioria das pessoas pensa em pratos simples como uma pizza Margherita, lasanha e esparguete à bolonhesa. Contudo, segundo Virginio Merola, presidente de Bolonha, em Itália, o esparguete à bolonhesa …

Javalis tomaram o lugar dos coelhos. "Muitos animais estão doentes"

Para já, não há perigo de saúde pública, mas os javalis carregam doenças que podem passar a outros animais. Se antes se matavam mil coelhos, abatem-se agora 10 javalis. Jacinto Amaro, presidente da Fencaça - Federação …