Uma das teorias da evolução de Darwin foi finalmente provada

Nordin Catic

“A Origem das Espécies”, de Charles Darwin.

Pela primeira vez, uma das teorias da evolução de Charles Darwin, descrita na sua obra “A Origem das Espécies”, foi provada por uma investigadora da Universidade de Cambridge.

Uma das teorias da evolução de Charles Darwin foi finalmente provada, quase 140 anos após a sua morte. A investigadora da Universidade de Cambridge, Laura van Holstein, descobriu que as subespécies de mamíferos desempenham um papel mais importante na evolução do que aquilo que se pensava anteriormente.

Esta investigação, cujo estudo foi publicado esta quarta-feira na revista científica Proceedings of the Royal Society B, pode ser usada para prever quais espécies os conservacionistas se devem concentrar em proteger para impedir que fiquem sob ameaça de extinção.

“Os modelos evolutivos agora podem usar estas descobertas para antecipar como as atividades humanas, como a exploração madeireira e a desflorestação, vão afetar a evolução no futuro, interrompendo o habitat das espécies”, disse van Holstein.

A antropóloga explica que as subespécies animais tendem a ser ignoradas, mas desempenham um papel central na dinâmica da evolução futura a longo prazo.

“No capítulo 3 de ‘A Origem das Espécies’, Darwin disse que as linhagens de animais com mais espécies também devem conter mais ‘variedades’. Subespécie é a definição moderna”, começou por dizer a autora do estudo, van Holstein.

“O meu estudo investigou a relação entre espécies e variedades de subespécies prova que as subespécies desempenham um papel crítico na dinâmica evolutiva a longo prazo e na evolução futura das espécies. E elas sempre desempenharam esse papel, e isso é o que Darwin suspeitava quando definia o que realmente era uma espécie”, acrescentou, citada pelo Phys.

No livro “A Origem das Espécies”, Charles Darwin argumentou que os organismos evoluíram gradualmente através de um processo chamado ‘seleção natural’. Desde sempre o seu trabalho foi altamente criticado, principalmente por contradizer a versão da bíblia.

A investigadora de Cambridge também concluiu que a evolução acontece de maneira diferente nos mamíferos terrestres e nos mamíferos marinhos, devido às disparidades dos seus habitats.

“Por exemplo, se uma barreira natural, como uma cordilheira, atrapalhar, ela pode separar grupos de animais e enviá-los nas suas próprias jornadas evolutivas. Mamíferos marinhos e voadores – como morcegos e golfinhos – têm menos barreiras físicas no seu ambiente”, esclareceu van Holstein.

A especialista realça ainda que as subespécies podem ser o primeiro passo da formação de uma nova espécie.

ZAP //

No

PARTILHAR

RESPONDER

Concorrência condena MEO a pagar 84 milhões por combinar preços com a NOWO

A Autoridade da Concorrência (AdC) aplicou uma coima de 84 milhões de euros à MEO por combinar preços e repartir mercados com a operadora NOWO nos serviços de comunicações móveis e fixas. “A Autoridade da Concorrência …

PEV quer reverter privatização dos CTT. PS admite todos os cenários

O Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) defendeu hoje, no parlamento, a “reversão da nacionalização” dos CTT, e ouviu o PS admitir “todos os cenários”. Numa declaração política no parlamento, o deputado José Luís Ferreira afirmou que, …

Voltar à normalidade "não está longe, mas não é já", avisa Pfizer

O administrador executivo da Pfizer, Albert Bourla, apelou na quarta-feira para que os governos de todo o mundo não reabram as suas economias demasiado depressa devido ao otimismo gerado pelas vacinas de covid-19. Bourla, de 59 …

Biden quer retomar acordo nuclear com o Irão, embora reconheça que será "difícil"

O vencedor das eleições presidenciais norte-americanas, Joe Biden, pretende retomar o acordo nuclear com Irão antes mesmo de novas negociações, assumiu o democrata numa entrevista ao New York Times. Joe Biden afirmou, durante a campanha eleitoral, …

Processo de reprivaticação da Efacec atrasado devido à discussão do OE2021

Apesar de as avaliações no âmbito do processo de nacionalização e futura reprivatização da Efacec já estarem concluídas, o processo esteve condicionado pela discussão do Orçamento de Estado para 2021 (OE2021). De acordo com o Jornal …

Costa sobre vacinação: “Há uma luz ao fundo do túnel, mas o túnel é muito comprido e penoso”

O primeiro-ministro, António Costa, advertiu esta quinta-feira que o processo de vacinação terá imponderabilidades externas a Portugal, sendo também complexo ao nível interno, com as dificuldades a aumentarem quanto maior for o universo de cidadãos …

Alterações climáticas podem colapsar os sistemas de saúde, alertam especialistas

O quinto relatório anual da Lancet sobre saúde e clima revelou que todos os países enfrentam ameaças à saúde humana, "que se multiplicam e se intensificam" à medida que as alterações climáticas originam novas pandemias …

Obama, Bush e Clinton vão vacinar-se publicamente para encorajar os norte-americanos

Os ex-presidentes dos EUA Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton disseram que estão prontos para serem vacinados publicamente contra a covid-19, a fim de encorajar os seus concidadãos a fazer o mesmo. Obama disse …

Retenção na fonte mensal reduzida em cerca de 2%. Salários terão um "ligeiro aumento"

As retenções na fonte em 2021 sobre salários de trabalho dependente vão reduzir-se em cerca de 2% face às praticadas este ano e irão permitir um “ligeiro aumento” do rendimento líquido mensal, segundo simulações da …

Em março já deverá haver imunização “suficientemente grande” da população

O epidemiologista Manuel do Carmo Gomes defendeu esta quinta-feira que “se tudo correr normalmente” com a vacinação contra a covid-19, no final de março haverá uma imunização “suficientemente grande” na população para evitar “grandes aumentos …