Como tornar o seu Interrail ainda mais barato

Fazer um interrail é uma experiência única – para pessoas de qualquer idade – que permite viajar livremente de comboio pela Europa, sendo uma forma barata de conhecer diversos países numa só viagem. É, por estas e outras múltiplas razões, algo que todos – miúdos e graúdos – deveriam experimentar pelo menos uma vez.

A pensar em quem nunca fez um interrail, ou já fez e quer repetir, o ComparaJá.pt reuniu algumas informações e dicas que vão ajudá-lo a tornar o interrail ainda mais barato, para que possa desfrutar melhor de tudo o que esta aventura tem para oferecer!

Onde e Como Posso Comprar o Passe? Quanto Custa?

O passe Interrail Global, válido em 30 países (França, Alemanha, Grã-Bretanha, Noruega, Suécia, Áustria, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Finlândia, Grécia, Irlanda, Itália, Espanha, Suíça, Croácia, Dinamarca, Hungria, Polónia, Roménia, Montenegro, Bósnia-Herzegovina, Bulgária, República Checa, Macedónia, Sérvia, Eslováquia, Eslovénia, Turquia e Portugal), pode ser adquirido numa estação CP com venda internacional com um máximo de três meses de antecedência.

Pode também comprar o seu passe online, no site oficial do Interrail.

Com este passe pode viajar durante 5 dias, no prazo de 10 dias; 10 dias, no prazo de 22; 15 dias seguidos; 22 dias seguidos e 1 mês seguido.

Quanto aos preços atuais, pode verificá-los na tabela abaixo:

Comboios de Portugal

-

Como Poupar no Interrail?

Uma viagem com estas características é, para a maioria das pessoas, um gasto considerável de dinheiro, pelo que, quanto menos dinheiro gastar no interrail, melhor. Como tal, seguem abaixo algumas dicas para poupar na viagem:

Planear bem a viagem é meio caminho andado para evitar despesas extras causadas por eventuais imprevistos. Ao traçar o roteiro de uma forma completa, desde as cidades que quer visitar, os transportes que tem de apanhar, sítios onde planeia ficar, atividades pagas, entre outros, é muito menos provável que se desvie destes gastos. Mas não reserve tudo! Podem sempre acontecer imprevistos…

Uma vez que é impossível conhecer tudo (e ponha isso na cabeça), tente escolher países mais próximos uns dos outros, para além de não perder tanto tempo em viagem, consegue aproveitar melhor o tempo a visitar efetivamente os locais que escolheu.

Os países nórdicos, como a Noruega, a Finlândia, ou a Dinamarca, são geralmente mais caros, ao contrário dos de leste, tais como a Roménia, a Bulgária ou a República Checa, que têm um custo de vida menos elevado. Da mesma forma, as cidades europeias com mais aderência turística, como Paris, Amesterdão ou Barcelona tendem a ser mais dispendiosas, especialmente nas épocas altas.

Por falar em épocas altas, apesar de serem sempre mais atrativas, tente viajar em épocas baixas, como maio ou setembro, para além de ser mais barato e ainda apanhar bom tempo, não corre o risco de haver hostels e atividades turísticas sobrelotados.

Uma Vez Feito À Estrada…

Quanto à alimentação, sempre que possível tente cozinhar, caso contrário vai gastar muito dinheiro em restaurantes, mesmo que sejam de fast food. A maioria dos hostels permite fazer refeições próprias, não se esqueça é de comparar comida nos supermercados. Faça sandes para comer durante o dia e tenha uma garrafa de água grande consigo, a qual deve encher nos hostels em vez de estar constantemente a comprar.

Muitas pessoas deparam-se com a dúvida de onde ficar. As opções mais baratas de alojamento são o couchsurfing (hospitalidade com base na internet); acampar; hostels; e comboios noturnos, que, apesar de serem ligeiramente mais caros que os hostels, aproveita o tempo da dormida para viajar! Se por acaso tem a sorte de conhecer algum familiar ou amigo num dos países que quer visitar, não se faça rogado e peça estadia.

No que toca a transportes, não viaje em comboios de alta velocidade, evitando assim pagar suplementos. No entanto, esta opção vai limitar um pouco o interrail, uma vez que terá menos tempo para visitar o que quer.

Dentro das cidades ande a pé, utilize transportes públicos e, acima de tudo, evite os táxis. Informe-se sobre as modalidades e tarifas mais baratas na cidade onde estiver e sobre os passes para turistas, que na maioria das vezes acabam por compensar.

Alguns Truques Financeiros Para Usar No Estrangeiro

Aproveite todos os descontos e promoções que conseguir, como atrações turísticas gratuitas (por exemplo, em Londres, alguns museus como o Museu Nacional de História Natural ou o Museu da Ciência têm entrada gratuita).

Se for estudante, leve consigo o cartão de estudante. O mesmo se aplica ao cartão jovem. Antes de comprar um bilhete, seja para uma atração, restaurante, alojamento ou transporte, verifique se existem descontos para estudantes. Nalgumas cidades há cartões especiais para turistas que dão descontos em museus, restaurantes e transportes públicos, por isso o melhor é informar-se com antecedência.

Mantenha em mente que, cada vez que utilizar o cartão multibanco no estrangeiro, é-lhe cobrada uma taxa, pelo que se aconselha a moderação do seu uso. Mas também não deve fazer levantamentos muito faseados (tipo de €20 em €20), pois paga taxas em cada levantamento.

Por outro lado, se tiver muito dinheiro consigo, existe maior risco de perder ou o roubarem. Como tal, evite colocá-lo todo no mesmo sítio, distribuindo algumas notas pela carteira, outras num saquinho no fundo da mochila e por aí adiante… Seja criativo!

Compara Já

PARTILHAR

RESPONDER

Operação Saco Azul. Empresas "zombie" terão desviado 1,8 milhões do Benfica

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e a SAD do clube lisboeta foram constituídos arguidos pelo crime de fraude fiscal, no âmbito da operação ‘saco azul’, confirmou esta terça-feira à agência Lusa fonte oficial …

Maçãs com preços em alta, menos vinho e cerveja a estragar-se (os efeitos da pandemia)

A pandemia de covid-19 está a levar milhares de litros de cerveja a estragar-se, enquanto os produtores de vinho temem uma quebra na produção e, logo, nos lucros. Enquanto isso há menos maçãs e mais …

TAD anula sanção de cinco jogos à porta fechada ao Benfica

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deu provimento ao recurso do Benfica e revogou a sanção de cinco jogos à porta fechada imposta pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ao clube, pelo apoio prestado a …

Costa vira à esquerda, mas Catarina Martins diz que "não pode ser só conversa"

Esta quarta-feira, António Costa lança as negociações para o Orçamento do Estado para 2021 com os partidos que, até aqui, foram seus aliados. O primeiro-ministro insiste que o caminho da sua governação passa por entendimentos à …

No novo ano letivo, a Educação Física continua a ser maior incógnita

No início de julho, o Ministério da Educação anunciou algumas orientações sobre o próximo ano letivo que não contemplavam a Educação Física e o futuro da disciplina continua a ser uma incógnita.  Nas escolas, a falta …

FC Porto já só sonha com o título, mas Amorim não faz vida fácil aos "dragões"

O FC Porto só precisa de empatar com o Sporting CP para ser campeão. Rúben Amorim quer estragar a festa dos portistas, embora não lhe interessem quer acabe por vencer o campeonato. O SL Benfica manteve …

Companhias aéreas e aeroportos arriscam multas até 2 mil euros por cada passageiro sem teste negativo

O Governo clarificou esta terça-feira as regras sobre tráfego aéreo e gestão de aeroportos no quadro da pandemia de covid-19 e estabeleceu o regime sancionatório do incumprimento dessas regras. "Clarificam-se regras referentes ao tráfego aéreo e …

GES já estava falido cinco anos antes de colapsar. Salgado acusado de 65 crimes

O Ministério Público acusa o ex-banqueiro Ricardo Salgado de 65 crimes no âmbito do caso BES. O Grupo Espírito Santo já estava falido cinco anos antes de colapsar. O Ministério Público proferiu, esta terça-feira, o despacho …

De achado a fardo. RDT complica contas do recém-despromovido Espanyol

O ex-Benfica RDT está a complicar as contas da próxima temporada do recém-despromovido Espanyol, uma vez que aufere quase meio milhão por mês e que a descida ao segundo escalão do futebol espanhol obriga a …

Governo quer desenvolver interligação elétrica a Marrocos que consta no plano de Costa e Silva

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, disse esta quarta-feira que o Governo quer desenvolver a questão da interligação elétrica a Marrocos, contemplada na versão preliminar do plano de recuperação económica do gestor da …