Cientistas descobrem nova partícula subatómica

azure_radiation / Flickr

Detalhe do LHC, Large Hadron Collider, acelerador de partículas do CERN

Detalhe do LHC, Large Hadron Collider, acelerador de partículas do CERN

Uma equipa de físicos do LHC, o Grande Colisor de Hadrõe do CERN – o maior acelerador de partículas do mundo – anunciou a primeira observação de uma partícula subatómica com dois quarks pesados, um fenómeno da física cuja existência foi teorizada nos anos 1960, mas que, até hoje, não tinha sido confirmado.

A nova partícula subatómica tem uma massa quatro vezes superior ao barião mais comum, o protão, anunciou esta quinta-feira a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear, CERN, em comunicado divulgado em Genebra, na Suíça.

A descoberta ocorre no âmbito da experiência LHCb do LHC, que procura entender porque razão é que, após o início do universo, em que havia quantidades iguais de matéria e antimatéria, a matéria prevaleceu sobre a antimatéria.

A partícula agora descoberta, batizada de Xi cc, apareceu durante uma fracção de segundo no acelerador LHC, Large Hadron Collider, adiantou o físico Guy Wilkinson, investigador do CERN que participou na experiência.

A nova partícula é um barião, uma partícula subatómica composta por outras mais pequenas, os quarks. Os protões e os neutrões são exemplos de bariões.

Quase toda a matéria que nos cerca é formada por bariões, partículas subatómicas compostas por três partículas elementares com carga eléctrica fraccionada, chamadas de quarks, que são os elementos fundamentais de protões e neutrões.

A nova partícula, que se supõe desempenhar um papel na forma como a matéria é composta, tem dois quarks pesados e um mais leve. Normalmente, os bariões costumam ter apenas um quark pesado.

Os dois quark pesados que compõem a nova partícula estão permanentemente envolvidos numa espécie de dança, como se fossem dois sóis no centro de um sistema solar, em roda dos quais orbita o quark mais leve.

“Há muito tempo que se procurava esta partícula”, admitiu Wilkinson, considerando que a descoberta do CERN abre a porta ao estudo de uma nova variedade de bariões.

Maximilien Brice / CERN

O CERN e o acelerador LHC

O CERN e o acelerador LHC

“Ao contrário dos outros bariões, em que os quarks giram à volta do como se estivessem a dançar, esperamos que o barião com dois quarks pesados se comporte como um sistema planetário, em que os quarks pesados fazem o papel de estrelas que orbitam uma em volta da outra, e o quark mais leve a orbitar à volta deste sistema”, explicou Wilkinson.

Levando em consideração que a teoria científica conhece a existência de seis tipos de quarks (up, down, charm, strange, top e bottom), os investigadores especulam há anos sobre as combinações potenciais de bariões que podem existir no Universo.

Os bariões observados até hoje continham, no máximo, um quark pesado. É a primeira vez que os físicos observam, sem ambiguidades, um barião com dois quarks “charm”, que têm uma carga eléctrica fraccionária com uma massa um pouco mais elevada que um protão, e um quark “up”, que é mais leve.

Com a medição das propriedades da nova partícula subatómica, os cientistas do CERN poderão estabelecer o período de vida da mesma, e como se comportam dois quarks pesados e um mais leve, explicou à Agência EFE o físico Samuel Coquereau, investigador da Universidade de Barcelona, que participa na experiência LHCb.

Após muito tempo à sua procura, conseguimos finalmente encontrá-la . Agora temos que a estudar”, acrescentou o cientista.

A descoberta relança agora as expectativas de que se venham agora a identificar outros representantes da família dos bariões com dois quarks pesados.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. “…início do universo em que havia quantidades iguais de matéria e antimatéria…”

    Caros cientistas:
    Mas já se sabe pelo menos como foi o inicio do Universo? e o pré-inicio do universo como foi? e o pre-pre-inicio? e o pre-pre-pre-inicio?

      • Não sei se compreendeu a minha pergunta, ou se sou eu que não compreendo a sua resposta.
        Mas vou reformular baseado na sua resposta:
        Como foi o Pré-Big Bang?
        E o Pré-Pré-Big Bang? E o Pre-Pre-Pré-Big Bang?
        (Não sei se me fiz entender )

          • Ele há cada uma… a sua frase começa logo bem… incrível. Mas o que é que havia antes do tempo começar? o que havia antes do Big-Bang? Havia o NADA? e o que havia antes do NADA?

            Não sei se entende, mas tem tudo a haver com o artigo, ou seja no inicio havia matéria e anti-matéria. Qual inicio se nunca ha inicio?

            O que eu estou a perguntar não é para ferir ninguém, mas que não se sabe absolutamente nada do ANTES e do DEPOIS… Até podíamos perguntar de onde viemos e para onde vamos.

  2. Vamos descobrindo todos os dias novas coisas sobre o início do universo. A cada nova descoberta aumenta a área do nosso conhecimento… mas também o perímetro que constitui a fronteira do que ainda não sabemos. Por isso vamos fazendo essas e outras perguntas. Chamar religião a uma teoria científica é como chamar passatempo a não colecionar selos.

RESPONDER

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …

Juiz Rui Rangel justificou ganhos com direitos de autor de programa televisivo

O juiz afirmou, perante o plenário do Conselho Superior da Magistratura, que os ganhos fora da magistratura correspondiam a direitos de autor de um programa na televisão. O juiz Rui Rangel, que foi demitido da magistratura esta …

Governo faz ultimato: empresas têm 30 dias para regularizar fundos europeus parados (ou devolver dinheiro)

O Governo vai dar 30 dias para que as empresas que têm fundos comunitários parados regularizem a situação. Findo esse período, terão de devolver o dinheiro. José Mendes, secretário de Estado do Planeamento, garantiu, em entrevista …

Pelo menos 58 mortos em naufrágio ao largo da Mauritânia

Pelo menos 58 pessoas morreram, esta quinta-feira, num naufrágio ao largo da costa da Mauritânia. Pelo menos 58 migrantes morreram num naufrágio ao largo da costa da Mauritânia, anunciou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). …