Canibalismo é observado pela primeira vez em espécie de macacos

Uma equipa de investigadores observou um caso de canibalismo em macacos-prego selvagens de cara branca. No estudo, os especialistas descrevem um incidente no qual membros desta espécie consumiram restos mortais de uma cria de 10 dias.

Como observam os investigadores, o canibalismo tem sido observado numa ampla variedade de animais, embora seja raro em mamíferos.

Contudo, enquanto realizavam pesquisas para um estudo sobre os capuchinhos-de-cara-branca no Parque Nacional Santa Rosa, na Costa Rica, viram um bebé de 10 dias cair de uma árvore. A mãe correu de imediato para o socorrer, mas não conseguiu reanimá-lo, pois quando chegou a cria já estava morta.

Perante esta situação, e de acordo com os relatos da equipa, a mãe afastou-se do bebé, deixando-o no chão da floresta. Poucos minutos depois, um macaco de dois anos aproximou-se do bebé morto e começou a mordiscar os seus dedos. Porém, o predador não estava sozinho, uma vez que foi acompanhado por uma fêmea alfa de 23 anos que também mastigou partes do corpo do bebé.

Segundo os especialistas, o canibalismo já foi observado em outros animais em épocas de escassez de alimentos, mas este não era o caso dos macacos que estavam a ser estudados. A equipa indica que na maioria das vezes, quando um jovem macaco-prego morre, a mãe o carrega para a floresta, longe de outros membros do grupo.

Neste caso especifico, a mãe era muito jovem e parecia não saber o que fazer quando descobriu que o seu filho estava morto – isso pode explicar a razão dos outros membros do grupo decidirem comê-lo, revela o Phys.

A equipa realça que o canibalismo é raro entre os primatas porque traz o risco de doenças, sendo que esta situação em macacos-prego foi observada pela primeira vez na espécie.

Notavelmente, o jovem macho e a fêmea mais velha não consumiram inteiramente a carcaça do bebé – depois de comer as suas mãos e as extremidades inferiores, os animais deixaram-na no chão da floresta. Em seguida, os especialistas retiraram o corpo para fins científicos.

O estudo foi publicado no jornal Ecology and Evolution no passado mês de outubro.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"O fecho das escolas resultou". Número de portugueses em casa aumentou para 50%

O número de portugueses que ficou em casa aumentou para 50% na sexta-feira, o primeiro dia de fecho das escolas, segundo os dados do índice de mobilidade divulgados hoje. Em comunicado, a empresa PSE, que tem …

Governo quer que coimas nos casos de incumprimento sejam cobradas de imediato

O Governo quer que as forças de segurança privilegiem a cobrança imediata de coimas nos casos de incumprimento das regras de confinamento e que verifiquem os comprovativos que justifiquem as deslocações de exceção, incluindo passeios …

Estado indiano muda nome da fruta-dragão. Soava demasiado chinês

As autoridades do estado indiano de Gujarat decidiram mudar o nome da popular pitaia, conhecida como fruta-dragão, que a partir de agora será chamada de "kamalam", que significa "flor de lótus" em sânscrito. De acordo com …

Hospital S.João com taxas de ocupação de 85% a 95%. Profissionais tomam hoje a 2º dose da vacina

O Hospital de São João, no Porto, regista hoje taxas de ocupação covid-19 entre os 85% e os 95%, revelou hoje o conselho de administração que descreveu um “panorama exigente e complexo”, mas “estável” apesar …

Rússia planeia vacinar 20 milhões de pessoas até final de março

A Rússia planeia vacinar cerca de 20 milhões de pessoas contra a covid-19 durante o primeiro trimestre deste ano, adiantou hoje a vice-primeira-ministra russa, Tatiana Golikova. "Estimamos que, se tudo correr bem, iremos envolver neste processo …

Sem reis nem rainhas. Jovem holandesa inventa baralho de cartas neutro

Uma jovem holandesa de 23 anos, chamada Indy Mellink, inventou um baralho de cartas de género neutro, sem reis, rainhas nem valetes, com o qual quer resolver a suposta desigualdade dos baralhos de cartas tradicionais. Tudo …

Portugal com mais 274 mortes e 15.333 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje 274 mortes relacionadas com a covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 15.333 casos de infeção com o novo coronavirus, também um novo máximo …

Colégios privados queriam continuar aulas, mas vão acatar decisão do Governo

A Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) esteve esta sexta-feira reunida de forma a apurar se os colégios privados podiam ou não dar aulas apesar da interrupção decretada pelo Governo no âmbito …

TikTok inspira jovens russos a protestar contra Putin (e a proteger Navalny)

O TikTok está a ser usado como uma ferramenta crucial num apelo à ação contra o Governo do presidente da Rússia, Vladimir Putin, após a prisão do crítico Alexei Navalny. De acordo com a Newsweek, as …

Silêncio no metro e máscaras artesanais proibidas. França dá tudo para evitar novo confinamento

Face à ameaça de novas variantes do coronavírus que serão mais contagiosas, o Governo francês está a tomar novas medidas para evitar a propagação do vírus, tudo com o intuito de evitar um terceiro confinamento …