Canibalismo é observado pela primeira vez em espécie de macacos

Uma equipa de investigadores observou um caso de canibalismo em macacos-prego selvagens de cara branca. No estudo, os especialistas descrevem um incidente no qual membros desta espécie consumiram restos mortais de uma cria de 10 dias.

Como observam os investigadores, o canibalismo tem sido observado numa ampla variedade de animais, embora seja raro em mamíferos.

Contudo, enquanto realizavam pesquisas para um estudo sobre os capuchinhos-de-cara-branca no Parque Nacional Santa Rosa, na Costa Rica, viram um bebé de 10 dias cair de uma árvore. A mãe correu de imediato para o socorrer, mas não conseguiu reanimá-lo, pois quando chegou a cria já estava morta.

Perante esta situação, e de acordo com os relatos da equipa, a mãe afastou-se do bebé, deixando-o no chão da floresta. Poucos minutos depois, um macaco de dois anos aproximou-se do bebé morto e começou a mordiscar os seus dedos. Porém, o predador não estava sozinho, uma vez que foi acompanhado por uma fêmea alfa de 23 anos que também mastigou partes do corpo do bebé.

Segundo os especialistas, o canibalismo já foi observado em outros animais em épocas de escassez de alimentos, mas este não era o caso dos macacos que estavam a ser estudados. A equipa indica que na maioria das vezes, quando um jovem macaco-prego morre, a mãe o carrega para a floresta, longe de outros membros do grupo.

Neste caso especifico, a mãe era muito jovem e parecia não saber o que fazer quando descobriu que o seu filho estava morto – isso pode explicar a razão dos outros membros do grupo decidirem comê-lo, revela o Phys.

A equipa realça que o canibalismo é raro entre os primatas porque traz o risco de doenças, sendo que esta situação em macacos-prego foi observada pela primeira vez na espécie.

Notavelmente, o jovem macho e a fêmea mais velha não consumiram inteiramente a carcaça do bebé – depois de comer as suas mãos e as extremidades inferiores, os animais deixaram-na no chão da floresta. Em seguida, os especialistas retiraram o corpo para fins científicos.

O estudo foi publicado no jornal Ecology and Evolution no passado mês de outubro.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está …

"Bola de fogo" cruzou o céu sobre o Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora

Uma "bola de fogo" atravessou o mar Mediterrâneo e o norte de Marrocos na noite de quarta-feira, a 105.000 quilómetros por hora. A bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol a uma velocidade …

Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. "Isto não é para mulheres"

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das …

"Uma memória a flutuar no oceano." Encontrada, dois anos depois, uma mensagem numa garrafa

Uma mensagem no interior de uma garrafa sobreviveu a uma viagem de dois anos pelo oceano. Recentemente, chegou às mãos de um ativista ecológico, enquanto limpava uma praia da Papua Nova Guiné. Em novembro do ano …

As células imortais de Henrietta Lacks revolucionaram a Ciência

O ano de 1951 foi muito importante no campo da biotecnologia e, surpreendentemente, tudo começou com a chegada de Henrietta Lacks a um hospital norte-americano. Descendente de escravos, Loretta Pleasant nasceu a 1 de agosto de …

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …

Japonês aluga-se a si próprio "para não fazer nada". E tem milhares de clientes

Um homem japonês que ganha a vida a alugar-se a si próprio “para não fazer nada” atraiu milhares de clientes. O negócio começou em 2018. Por 10.000 ienes (cerca de 79 euros) - mais despesas com …

Documentos de vacinas roubados por hackers também foram "manipulados"

A Agência Europeia do Medicamento, entidade reguladora da União Europeia (UE), informou este sábado que os documentos da vacina contra a covid-19 roubados e colocados na Internet por hackers foram também "manipulados". A manipulação aconteceu depois …

Há 11 anos que não se consumia tanta eletricidade num só dia. A culpa é do frio

O país está a bater recordes de energia, tanto em termos de pico como de consumo diário. A culpa é da vaga de frio que assolou Portugal neste Inverno. O consumo de eletricidade bateu, na quarta-feira, …