“Totalmente depauperado”. Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

António Cotrim / Lusa

Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente “depauperado”.

Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 arguidos, entre eles o ex-presidente Bruno de Carvalho, na sequência do processo da invasão ataque à academia do clube em Alcochete.

O ex-oficial de ligação aos adeptos do Sporting, Bruno Jacinto, foi o único dos 43 arguidos presentes (o ex-líder da Juve Leo, Fernando Mendes, faltou por questões de saúde) a querer prestar declarações na primeira sessão do julgamento.

Entretanto, a defesa de muitos dos arguidos pediu que os respetivos constituintes pudessem estar ausentes durante o julgamento, uns por se encontrarem a trabalhar, outros por estudarem.

O advogado do ex-presidente dos leões foi um deles, tendo pedido que Bruno de Carvalho seja dispensado de marcar presença nas audiências, a não ser naquelas que o tribunal entenda necessário. “Não tem meio de transporte próprio, tem ocupação profissional, duas horas de manhã e duas horas à tarde, e está totalmente depauperado“, justificou Miguel Fonseca.

A presidente do coletivo de juízes, Sílvia Pires, acedeu aos pedidos de cerca de duas dezenas de arguidos, incluindo o do ex-dirigente que, quando questionado sobre a sua atividade profissional, declarou que atualmente faz “comentários desportivos”.

À saída do tribunal, questionado pelos jornalistas sobre se saía satisfeito, Bruno de Carvalho interrogou: “Alguém pode sair satisfeito de um julgamento?”, cita o Observador.

Em relação à reconstituição do que aconteceu em Alcochete, o ex-presidente leonino disse que gostava que ficasse provado que, se “as pessoas foram avisadas, os jogadores podiam ter sido colocados em segurança. Mas para isso é preciso que o coletivo de juízes tenha conhecimento in loco daquilo que é a academia, da facilidade que tinha sido colocar os jogadores em segurança”.

“Para quem ouviu como deve ser o que foi dito, tudo normal. Para quem não ouviu, não. Faz uma grande parangona e vai inventar mais uma vez”, disse ainda sobre as declarações de Bruno Jacinto, citado pelo jornal online.

Bruno Jacinto omitiu informação à PSP

Bruno Jacinto contou que, na noite de 14 de maio de 2018, véspera do ataque, recebeu um SMS de Tiago Silva, da direção da Juventude Leonina, informando que alguns elementos da claque iriam à academia para confrontar verbalmente a equipa.

O arguido disse ao coletivo de juízes que nessa noite reportou a situação por mensagem ao então diretor-geral do clube André Geraldes, na qual mencionava que um grupo da claque ia à academia para falar com a equipa e o treinador Jorge Jesus. Na resposta, André Geraldes questionou, ainda nessa noite, “quando”, com o arguido a responder “amanhã”.

A 15 de maio, dia do ataque, por volta da hora de almoço, um elemento dos spotters (equipa da PSP responsável pelo acompanhamento das claques), dado o contexto conturbado que o Sporting vivia e depois do que se tinha passado no Aeroporto da Madeira, perguntou a Bruno Jacinto se “ia alguém à academia”, mas o arguido respondeu-lhe que “não sabia se ia alguém”.

A revelação consta de um memorando escrito por Bruno Jacinto em finais de setembro, inícios de outubro de 2018, a pedido de um vice-presidente do Sporting, que lhe pediu para colocar por escrito a sua versão dos factos.

O arguido foi confrontado esta tarde com esse documento, que está junto aos autos, o que levou o coletivo de juízes a questioná-lo sobre as razões que o levaram a não comunicar à PSP, pelo menos, de que havia conversas sobre a ida da claque à academia de Alcochete.

Não achei relevante. Das outras vezes que as claques foram à academia não se passou nada e não havia spotters nem agressões físicas. Não avaliei a situação dessa forma”.

O arguido contou ainda que, quando chegou à academia, viu cinco elementos da claque, arguidos no processo, entre os quais Fernando Mendes, a falar com o jogador William Carvalho e outros elementos do staff, numa altura em que o ataque já tinha acontecido e do qual afirmou nunca ter tido conhecimento.

O ex-funcionário do Sporting relatou ainda que, em abril de 2018, um ou dois dias após a derrota em Madrid e a publicação feita no Facebook pelo então presidente do clube, houve uma reunião na sede da Juve Leo, conhecida como ‘casinha’, junto ao Estádio de Alvalade, na qual marcaram presença Bruno de Carvalho, André Geraldes e entre 40 a 50 elementos da claque, incluindo a sua direção.

O julgamento, que pertence ao Tribunal de Almada, mas por questões de logística e de segurança realiza-se em Monsanto, prossegue na terça e na quinta-feira, com a inquirição de militares da GNR e agentes da PSP: três de manhã e outros três à tarde, nos dois dias.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …

Al Gore diz ser o maior fã de Greta Thunberg

Al Gore, antigo vice-presidente de Barack Obama e autor do documentário ambiental "Uma verdade inconveniente", elogiou esta semana o trabalho desenvolvido pela ativista sueca Greta Thunberg, dizendo ser o seu maior fã. "Sou o seu …

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …