Benfica quis adiar o jogo mas não conseguiu: “Todos devemos contribuir”

Comentário do treinador-adjunto da equipa feminina do futebol encarnado, que se vai estrear na fase de grupos da Liga dos Campeões.

O Benfica vai estrear-se numa fase de grupos da Liga dos Campeões de futebol feminino. O momento histórico está marcado para as 20 horas desta terça-feira, no Seixal. A estreia será contra o Bayern Munique, num Grupo D que conta ainda com o “grande” europeu Lyon (sete vezes campeão europeu) e o Häcken.

André Vale, treinador-adjunto do Benfica, comentou o jogo nesta segunda-feira: “Quando trabalhamos no Benfica e temos este símbolo ao peito, entramos em todos os jogos para ganhar. Independentemente de podermos ser considerados, por alguns, como um outsider, por ser a primeira vez que estamos na prova, isso é perfeitamente normal”.

O Benfica vai estar neste torneio com o objectivo de “fazer o máximo de pontos possível” e o apuramento “é uma possibilidade”. Mas não é fácil, admitiu o técnico: “Não é, de todo. Mas se fosse fácil, também não seria para nós”.

O clube da Luz quer, no futebol feminino, “crescer ao nível do projeto europeu”, apesar de o grupo incluir o emblema com mais conquistas na Liga dos Campeões feminina – o Lyon – e o próprio Bayern, que na época passada chegou às meias-finais.

“Qualquer que fosse o grupo que nos calhasse seria interessante para crescermos enquanto equipa, ao nível do projecto europeu. O Lyon é muito forte e todos o conhecem, o Häcken tem grande histórico no futebol feminino. Neste caso não havia melhores ou piores escolhas”, analisou.

O conjunto de Munique merece o “maior respeito” mas o técnico avisou: “Vamos manter exactamente o que o Benfica nos tem habituado. Uma equipa que tenta aproveitar tudo o que o jogo tem para oferecer e que tenta, dentro das suas características e máximas, fazer o melhor possível. Queremos aproveitar todas as oportunidades“.

O Benfica teve dois dias para preparar a recepção às alemãs. No sábado passado goleou o Amora por 5-0, embora tivesse tentado adiar esse jogo. Aparentemente, o Amora e a Federação Portuguesa de Futebol recusaram esse pedido.

André Vale comentou essa recusa: “Todos devemos contribuir porque, se o Benfica e a selecção estiverem bem nos jogos internacionais, isso só vai trazer vantagens a todos. Não é desculpa para nada, mas podíamos ter preparado melhor este jogo”.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.