Benfica perde 8ª final e maldição de Bela Guttman espalha-se pelo Mundo

Alface / Wikimedia

O treinador do Benfica, Jorge Jesus

O treinador do Benfica, Jorge Jesus

O Benfica pagou caro, com nova derrota em final europeia de futebol, a incapacidade de se assumir esta quarta-feira como favorito frente a um Sevilha que levou a decisão para as grandes penalidades e foi mais lúcido.

Os “encarnados” disputaram a décima final europeia da sua história, a segunda consecutiva na Liga Europa, e cumpriram, uma vez mais, um destino que se repete desde 1963, quando entraram num ciclo de várias derrotas nas finais da Europa.

Os comandados de Jorge Jesus deixaram pelo caminho a Juventus, nas meias-finais, e o Tottenham, nos “oitavos”, mas, no jogo do título, caíram perante o Sevilha, na “lotaria” (2-4), após 120 minutos sem golos.

Na final, em Turim, o Benfica jogou desfalcado de Enzo Perez, Markovic e Salvio, todos castigados, de Sílvio e Fejsa, ambos lesionados, sendo que ainda ficou sem Sulejmani, que saiu por lesão ainda na primeira metade.

Com um nulo no prolongamento, foi nas grandes penalidades que tudo se decidiu. O guarda-redes do Sevilha, Beto, defendeu os “penáltis” apontados por Cardozo (o segundo) e Rodrigo (o terceiro).

Os dois avançados mostraram-se muito hesitantes na hora de partir para a marca de grande penalidade e Beto evitou os golos, quando Lima já tinha marcado para o Benfica. Luisão ainda marcou a quarta grande penalidade, mas Kevin Gameiro apontou a quarta penalidade e decidiu o jogo.

O Benfica deixou assim fugir pela segunda vez consecutiva a Liga Europa – desta vez sem perder qualquer jogo.

Nationaal Archief, Den Haag, / Wikimedia

Bela Guttmann

Bela Guttmann

A maldição de Guttman pelo mundo fora

Depois de vencer duas Taças dos Campeões na década de 60 com o Benfica, o treinador húngaro Bela Guttman não chegou a acordo para a renovação do seu contrato com o clube, e lançou uma maldição: “sem mim, o Benfica nos próximos 100 anos não vencerá a Taça dos Campeões”.

A maldição de Bela Guttmann não demorou a “propagar-se” nas notícias da imprensa estrangeira sobre a final da Liga Europa de futebol.

Para a Gazzetta dello Sport, “o tabu continua” e a “maldição de Gutmann atacou novamente”.

“Os portugueses jogaram melhor e tiveram o triplo de oportunidades, mas o futebol é assim. Foi o destino que ditou que o Sevilha ganhasse a Liga Europa. A maldição de Guttmann atacou novamente. A oitava final consecutiva perdida pelo Benfica”, escreve o jornal.

O outro diário desportivo italiano, o Corriere dello Sport, titula “Triunfo do Sevilha, maldição do Benfica”, clube que “acusou o peso da praga das últimas sete finais disputadas” e, pelo segundo ano consecutivo, “viu esfumar-se o troféu ‘nas últimas’”.

Em França, o L’Equipe considera que “o Benfica está definitivamente amaldiçoado” e perdeu uma final europeia “pelo segundo ano consecutivo e pela oitava vez desde 1962”, frente a um Sevilha que “mostrou uma notável regularidade com uma terceira vitória na Liga Europa em três finais disputadas”.

Para o diário alemão Bild, o guarda-redes dos espanhóis, o internacional português Beto, “tinha que ser o vencedor da competição”. “O herói do Sevilha chama-se Beto, que defendeu dois penaltis e garantiu o troféu para o clube espanhol”.

Em Inglaterra, o Daily Mail também escreveu que “a maldição de Bela Guttmann continua a assombrar o Benfica”, clube que “foi melhor nos 120 minutos, mas viu o coração despedaçado pela oitava vez consecutiva numa competição europeia”.

No outro lado do Atlântico, a Folha de São Paulo lembra que “o Benfica estendeu uma maldição de 52 anos atribuída ao técnico Bela Guttmann, treinador que conquistou o campeonato paulista de 1957 pelo São Paulo”.

“Com este revés, o clube português mantém o jejum de 52 anos sem conquistas europeias. Bicampeão da Taça dos Campeões em 1961 e 1962, quando Eusébio era o craque da equipa, o Benfica disputou e perdeu as oito finais seguintes”, recorda o jornal paulista.

Para o Estadão, “a maldição europeia continua” para o clube da Luz, num desfecho “resolvido nos penaltis que castigou o Benfica por não ter feito golos quando podia”.

Na Argentina, o Clarin escreve que “o Sevilha gritou campeão e a maldição do Benfica, que se arrasta há 52 anos sem títulos europeus, continua”.

PR, Futebol 365 / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …

Portugal aguarda "luz verde" da EMA para avançar com terceira dose aos idosos

Portugal aguarda a autorização da Agência Europeia de Medicamentos para avançar com a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a maiores de 65 anos. Com base nos resultados de dois grandes estudos científicos …

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …