BE diz que “ninguém enfrenta o poder das celuloses” face à poluição no Tejo

A deputada do BE Mariana Mortágua considerou hoje, em Abrantes, que “o combate à poluição no rio Tejo não se faz porque ninguém tem coragem para enfrentar as indústrias de celulose”, dirigindo críticas ao PSD e ao Ministério do Ambiente.

“Estamos hoje aqui para prestar contas sobre o esforço e a luta do BE no combate a esta chaga da poluição que se faz muito sentir nesta zona do rio Tejo“, disse Mariana Mortágua à agência Lusa, criticando o PSD, que age nesta matéria “conforme os ventos”, e o ministro do Ambiente, ao considerar que o “combate à poluição não se faz porque ninguém tem coragem para enfrentar o poder das indústrias de celulose e das grandes empresas”, a nível local e nacional.

Em declarações no âmbito da sessão pública “Contra a Poluição no Tejo – Por uma consciência ambiental”, que hoje decorreu no Parque Tejo, em Rossio ao Sul do Tejo, no distrito de Santarém, Mariana Mortágua criticou o deputado do PSD Duarte Marques, eleito por Santarém, referindo ser “muito fácil agitar um papel e dizer que quer mais dinheiro para fiscalização, quando foi o PSD que votou contra a imposição à Celtejo da redução dos níveis de poluição para valores decentes. O mais difícil é chegar aqui e enfrentar as grandes empresas”.

O deputado bloquista Carlos Matias, por seu turno, referiu que Celtejo, empresa de celulose instalada em Vila Velha de Rodão, “tem uma licença especial para que possa poluir acima daquilo que o Tejo comporta, produzindo mais do que a capacidade instalada para tratar dos efluentes que lança no rio”.

Para Mariana Mortágua, “tudo isso define a coragem, o timbre e a ideologia de cada partido”, tendo assegurado, perante cerca de uma centena de pessoas, entre pescadores, autarcas, ambientalistas e populares, que o BE vai manter uma “guerra sem quartel e sem medos de enfrentar os grandes interesses económicos” para a defesa do Tejo.

Na sessão de hoje intervieram também Joana Pascoal, deputada na Assembleia Municipal de Abrantes, e o vereador Armindo Silveira, ambos eleitos pelo BE.

O deputado Carlos Matias aproveitou para lembrar que o BE vai levar novamente a debate no parlamento o Projeto de Resolução para a redução de produção na Celtejo, na terça-feira.

“A cumplicidade com a poluição está nesta licença passada à Celtejo, e é uma licença que tem de ser alterada, e esperemos que o PSD vote agora favoravelmente”, afirmou.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois, as irmãs metralha e todos os bloquistas não estão no poder?, se assim é só tem que falar com os seu sócio Costa para punir quem deve ser punido ou então fechar de uma vez estas celuloses.

RESPONDER

Surtos em lar e infantário fazem 38 infetados nas Caldas da Rainha

Dois surtos de covid-19 foram detetados num lar e num infantário nas Caldas da Rainha, com um total de 38 pessoas infetadas, cinco das quais crianças, confirmou este domingo à agência Lusa o presidente da …

Mais seis mortes e 232 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, nesta segunda-feira, mais seis mortes por covid-19 e mais 232 novos casos, dos quais 195 na região de Lisboa e Vale do Tejo. O boletim epidemiológico desta segunda-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), …

Quebras no turismo triplicam desemprego no Algarve

O desemprego no Algarve aumentou mais de 200% em maio para quase 28 mil desempregados, atingindo sobretudo o setor da hotelaria, que desespera pela chegada de turistas para atenuar o "golpe" de quase três meses …

Marques Mendes elogia "voz independente" de Medina (e diz que a TAP pode ser um crematório político)

Luís Marques Mendes elogiou neste domingo as críticas que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, fez ao combate à pandemia, considerando ainda que a resolução da TAP, que culminou na saída de David …

O “Grenadier” já não vai ser português. Fabricante automóvel Ineos desiste de fábrica em Estarreja

A INEOS Automotive, empresa do ramo automóvel, transmitiu à Câmara de Estarreja que vai suspender o investimento de 300 milhões de euros numa fábrica no concelho, revelou este domingo fonte municipal. "A empresa transmitiu à Câmara …

Grécia e Austrália recuam na abertura de fronteiras. Marrocos isola cidade após recorde de casos

Grécia e Austrália anunciaram neste fim-de-semana um recuo na abertura das suas fronteiras, enquanto que Marrocos isolou uma cidade após um número recorde de novas infeções de covid-19 registadas em 24 horas. A Grécia anunciou …

Dinheiro dos pobres usado para "vida de luxo". Presidente, mulher e filha da Mão Amiga acusados

O presidente da Associação Mão Amiga, em Gulpilhares, Vila Nova de Gaia, a mulher e a filha foram acusados pelo Ministério Público (MP) de usarem o dinheiro da instituição para pagarem uma "vida de luxo". …

Fisco tem por cobrar 15 mil milhões de euros em impostos

O Jornal Económico escreve esta segunda-feira que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem por cobrar 14.919 milhões de euros em impostos. De acordo com o diário de economia, mais de metade da dívida dos contribuintes está …

"Armada espanhola" assegura 70% do mercado das obras públicas em Portugal

As empresas espanholas estão a assegurar 70% do mercado das obras públicas em Portugal, escreve esta segunda-feira o jornal Público, citando uma análise ao Portal Base, às obras públicas acima de sete milhões de euros No …

"Oitavos" da Liga dos Campeões não vão ser jogados em Portugal

A UEFA cedeu à pressão dos clubes e decidiu que os encontros da segunda mão dos oitavos-de-final vão ser disputadas nos respetivos estádios dos clubes. Os encontros por jogar relativos aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões …