As abelhas compreendem que o zero é um número

(CC0/PD) Photos / pixabay

Um estudo anterior já tinha demonstrado que as abelhas podem contar até quatro

São produtoras de mel, cumprem um serviço ecológico essencial polinizando a maioria das plantas que nos servem de alimento e, como se não bastasse, são capazes de entender o conceito do zero.

A capacidade das abelhas de entender a falta absoluta de quantidade foi descoberta por investigadores da Universidade RMIT de Melbourne, na Austrália, que apresentaram recentemente o resultado dos seus estudos na conferência Behaviour 2017, que se realizou recentemente no Estoril, em Portugal.

A ideia do algarismo zero é difícil de entender até para os humanos: as crianças parecem ter dificuldades em fazê-lo, e só o aprendem depois dos outros números.

No reino animal, a compreensão desse conceito também não é comum. Mas, enquanto os macacos e os chipanzés, por exemplo, podem chegar a aprendê-lo, o surpreendente é que as abelhas, que têm um cérebro tão pequeno, também o consigam. Aliás, elas são os primeiros invertebrados que demonstraram ter essa curiosa habilidade.

Para testar essa capacidade, os investigadores usaram abelhas melíferas, ou seja, que produzem mel, e criaram duas plataformas nas quais colocaram de 1 a 4 objectos iguais.

E, como as abelhas aprendem mais rapidamente não só quando são premiadas por fazer certo, mas também quando são castigadas por errar, ganhavam como recompensa uma substância doce quando voavam até a plataforma com menos objectos – e recebiam uma solução de sabor desagradável quando escolhiam a mais cheia.

Então, quando tinham que decidir entre uma com poucos objectos e outra com nenhum objecto, as abelhas escolhiam a de zero objectos.

Numa segunda etapa, os cientistas repetiram a mesma experiência, mas variando o número de objectos. As abelhas continuaram a escolher a plataforma sem objectos, mas cometiam mais erros e demoravam mais tempo quando tinham que escolher entre essa plataforma, uma com 1 objecto e outra com 6.

Segundo os pesquisadores, o facto de que a diferença de quantidade afecta a capacidade de resolver o problema mostra que as abelhas entendem que o zero é um número. Como é que fazem isso ainda é um mistério.

“Ainda temos que descobrir algumas coisas sobre as razões que permitem que as abelhas consigam isto” disse Scarlett Howard, co-autora do estudo, à revista New Scientist. “Para já, simplesmente não sabemos explicá-lo”.

// BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Meteoritos desconhecidos podem estar a "bombardear" a atmosfera da Terra à velocidade da luz

Não é segredo que a Terra ocasionalmente recebe rochas do Espaço que explodem na atmosfera ou causam impacto na superfície. A Terra também vê chuvas de meteoros regularmente sempre que passa por nuvens de detritos …

Descoberto o ingrediente secreto para desenvolver um escudo contra radiação espacial mortal

Investigadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte desenvolveram uma nova técnica para proteger eletrónicos da tecnologia de exploração militar e espacial da radiação ionizante. A nova abordagem é mais económica do que as técnicas …

Guardas e familiares das vítimas pediram clemência. Mas Nicholas Sutton foi executado

O norte-americano foi executado, esta quinta-feira, no Tennessee, devido ao assassinato de quatro pessoas, apesar de alguns pedidos de clemência por parte de guardas prisionais e familiares das vítimas. De acordo com a CNN, Nicholas Sutton, …

O primeiro drone acrobático tripulado de sempre é testado a fazer piruetas

Um novo vídeo mostra que o "Big Drone", da Drone Champions AG, é capaz de fazer acrobacias alucinantes com um passageiro dentro. A tecnologia dos drones melhora de vento em popa com o passar dos anos …

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …