Há animais marinhos capazes de matar vírus na água

Há animais marinhos que conseguem absorver partículas virais ao filtrar a água do mar em busca de oxigénio e alimentos. As esponjas do mar e os caranguejos são particularmente eficientes.

Apesar de a humanidade já ter sentido os efeitos de inúmeros vírus, a verdade é que, segundo alguns especialistas, existem biliões de espécies que ainda não conhecemos. Nos oceanos, há dezenas de milhões de diferentes tipos de vírus à espreita. Segundo o ScienceAlert, podem ser encontrados até 10 milhões de vírus num mililitro de água.

Um recente estudo, levado a cabo pela ecologista marinha Jennifer Welsh, do Instituto Real Holandês de Pesquisa do Mar (NIOZ), concluiu que nem todos os vírus infetam os seres vivos e que alguns animais os atacam, removendo-os do ambiente. Apesar deste valioso serviço público, o fenómeno ainda é um mistério para os cientistas.

“Os vírus são as entidades biológicas mais abundantes nos ambientes marinhos. No entanto, apesar das suas possíveis implicações ecológicas, pouco se sabe sobre a remoção dos vírus por parte de organismos não hospedeiros”, explicou a equipa, no artigo científico publicado na Scientific Reports.

No laboratório, a equipa examinou de que forma estes organismos marinhos não hospedeiros conseguiram remover partículas virais do ambiente aquático. Das dez espécies analisadas, os caranguejos, os berbigões, as ostras e as esponjas do mar foram os mais eficazes na redução da abundância viral.

As esponjas reduziram 94% a presença de vírus num período de três horas. Depois de 24 horas, a percentagem alcançou os 98%. De acordo com as experiências laboratoriais, a captação de vírus ocorre de maneira muito rápida e eficaz.

Os caranguejos foram os segundos mais eficazes, reduzindo 90% a abundância viral ao longo de 24 horas. Os berbigões conseguiram reduzir 43% a presença viral e as ostras 12%.

Os cientistas alertam que estes resultados obtidos em laboratório podem não se verificar na natureza, dada a variedade de mudanças comportamentais que podem ocorrer em ambientes aquáticos, além das outras variáveis ​​ambientais próprias do fundo do mar.

“A situação é muito mais complexa, uma vez que estão presentes outras espécies que podem influenciar este fenómeno”, explicou a investigadora.

Ainda assim, os cientistas dizem que esta capacidade natural de reduzir a abundância de partículas virais em ambientes marinhos deve ser explorada no futuro, nomeadamente na aquicultura, onde organismos como esponjas do mar podem ser usados ​​como uma espécie de escudo para ajudar a proteger as populações agrícolas de patógenos virais.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …

"Vocês são uns ingratos". Vieira arrasa equipa após empate com o Tondela

Luís Filipe Vieira foi ao balneário falar com os jogadores após o empate com o Tondela. O presidente benfiquista mostrou-se irritado e acusou os futebolistas de ingratidão. Depois do empate do SL Benfica com o CD …

Costa tirou o tapete ao seu "super-ministro" (que é cada vez mais candidato a líder do PS)

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, já foi um peso-pesado do Governo de António Costa, mas o primeiro-ministro desautorizou-o na discussão sobre o futuro da TAP, num claro sinal de que a "lua-de-mel" entre os …

Há dois candidatos na calha para suceder a Centeno. Siza Vieira fora da corrida

Pedro Siza Vieira era apontado como o favorito a suceder a Mário Centeno na pasta das Finanças, mas recusou essa possibilidade. Nelson de Souza e João Leão são agora os dois principais candidatos. Com a saída …