Cerca de 80% dos processos de racismo acabam arquivados

Cerca de 80% dos processos instaurados pela Comissão pela Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) entre 2006 e 2016 acabaram arquivados, concluiu um estudo do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, divulgado na quinta-feira.

O projeto de investigação “Combat – O combate ao racismo em Portugal: uma análise de políticas públicas e legislação antidiscriminação” analisou processos de contra-ordenação instaurados pela CICDR, entre 2006 e 2016 e findos até fevereiro deste ano, referiu a Universidade de Coimbra, em nota de imprensa.

Ao todo, foram analisados 106 processos em três áreas específicas – educação, habitação/vizinhança e forças de segurança -, noticiou a agência Lusa.

Os resultados mostram que “80% dos processos foram arquivados, sendo 22% por prescrição”, valor que aumenta para casos relacionados com a habitação e vizinhança, em que o arquivamento por prescrição atinge os 47%, salientou a coordenadora do Combat, Silvia Rodríguez Maeso, citada na nota de imprensa.

Apenas 7,5% dos casos resultaram em condenação, sendo que, se forem consideradas as condenações impugnadas e anuladas em tribunal, a percentagem desce para 5,8% dos processos com condenação efetiva, salienta a investigadora do CES.

Cerca de um terço das queixas apresentadas referem a discriminação “com base na origem étnico-racial afro-descendente/origem africana/negro, 17% com base na origem étnico-racial cigana e 44% com base na nacionalidade (principalmente nacionalidade brasileira, ucraniana, romena e moldava)”, afirmou Silvia Rodríguez Maeso.

Hugo Delgado / Lusa

O jogador Moussa Marega vítima de racismo no Vitória de Guimarães vs FC Porto

De acordo com a coordenadora do projeto, a análise do estudo revelou “práticas institucionais negligentes, que se revelam no número elevado de arquivamento por prescrição (tanto no âmbito da CICDR como das inspeções competentes em cada área)”.

“A falta de resposta atempada e os conflitos negativos de competências indicam falhas sistemáticas no acesso à justiça e desproteção dos cidadãos perante os processos burocráticos”, disse a investigadora, frisando “a ausência de desenvolvimento de uma doutrina jurídica e jurisprudência no âmbito da discriminação racial”.

Para Silvia Rodríguez Maeso, constata-se uma desproteção dos queixosos no processo de instrução, “sobretudo na área relativa à intervenção das forças de segurança”, aquando da apreciação da prova produzida e apuramento dos factos.

“Por outro lado, identifica-se a persistência de um entendimento limitado por parte dos órgãos competentes do que constituiria “ódio racial” ou discriminação racial, que está presente também na forma como o racismo é traduzido na legislação”, salientou.

Vinte anos após a promulgação da lei que proíbe e sanciona a discriminação racial e 15 anos volvidos da transposição da Diretiva Europeia de Igualdade Racial para a ordem jurídica portuguesa, “considera-se urgente a abertura de um debate público sobre a implementação e efetivação desta legislação”, vincou Silvia Rodríguez Maeso.

O projeto, que envolveu investigadores de várias áreas, como sociologia política, sociologia do direito e antropologia, apresenta esta sexta-feira as conclusões da investigação, durante o seminário “O estado do racismo em Portugal: a legislação de combate à discriminação racial em debate”, em Lisboa.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

Facebook promete investir 90 milhões para apoiar o jornalismo

A rede social Facebook prometeu esta segunda-feira investir 100 milhões de dólares (90 milhões de euros) na indústria do jornalismo. “O setor das notícias está a trabalhar sob condições extraordinárias para manter as pessoas informadas durante …

Covid-19 já faz estragos na indústria espacial. Concorrente da Space X declara falência

A empresa de satélites OneWeb, que tinha como objetivo ligar os lugares mais remotos do mundo à Internet, declarou esta sexta-feira falência depois de ter perdido um importante investidor por causa da pandemia de covid-19. …

CR7, Bernardo, Mourinho, Lage e mais 22 personalidades do futebol doaram 150 mil máscaras ao Hospital de Santo António

O agente Jorge Mendes juntou 26 personalidade do futebol, que vão desde jogadores, treinador e amigos, com o objetivo de dotar unidades hospitalares com materiais para combater a Covid-19. A iniciativa, que contou com a …

Italiana de 102 anos recuperou da covid-19. "Chamamos-lhe imortal"

Uma italiana, de 102 anos, recuperou da covid-19, depois de ter passado mais de 20 dias no hospital. Os médicos que a acompanharam vão agora estudar o seu caso. "Chamamos-lhe Highlander, a imortal", contou à CNN …

China já lucra com a Covid-19 (mas se a economia não engrenar depressa, pode nascer uma tempestade)

A China já está em fase de recuperação da Covid-19 e a economia do país dá sinais de vida, embora ainda longe dos patamares pré-pandemia. E o facto de o contágio continuar a alastrar por …

Cientistas de todo o mundo trabalham em 20 vacinas e 30 potenciais medicamentos

Cientistas em todo o mundo estão a trabalhar num total de 20 vacinas e 30 possíveis medicamentos contra o Covid-19, alguns dos quais já estão na última fase de testes antes da aprovação definitiva. De acordo …

Há uma vila na Lombardia sem infetados por Covid-19

Em Ferrera Erbognone, uma vila da Lombardia com mil habitantes e uma média de idades de 60 anos, ainda não se registaram casos de Covid-19, embora esteja no epicentro do surto em Itália. De acordo com …

Rei da Tailândia isola-se em hotel de luxo na Alemanha com 20 mulheres e vários servos

O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, decidiu isolar-se num hotel de luxo na cidade de Garmisch-Partenkirchen, na Alemanha, com a sua comitiva, que inclui um "harém" de 20 mulheres e vários servos. De acordo com o …

Rendas podem ser suspensas durante estado de emergência e mês seguinte

Empresas e famílias vão poder suspender o pagamento da renda nos meses em que vigore o estado de emergência e mês subsequente, de acordo com a proposta que cria um regime excecional de proteção aos …

Mais 11 pessoas detidas por desobediência. Número total sobe para 81

A PSP e a GNR detiveram até esta segunda-feira 81 pessoas pelo crime de desobediência no âmbito do estado de emergência iniciado dia 22 e decretado devido à pandemia de covid-19, anunciou o Ministério da …