Sete detidos na Holanda por suspeita de planearem “grande atentado”

Arie Kievit / EPA

A polícia holandesa deteve, esta quinta-feira, sete homens suspeitos de estarem a preparar um ataque extremista “de grande escala”, com os procuradores do Ministério Público a afirmarem acreditar que o mesmo “foi frustrado”.

O Ministério Público referiu, em comunicado, que os sete homens foram detidos por polícias “fortemente armados” nas cidades holandesas de Arnhem e Weert.

O documento acrescenta que as detenções ocorreram depois de uma investigação que decorreu nos últimos meses, por iniciativa dos serviços secretos, referindo que o alegado líder do grupo, um homem de 34 anos de origem iraquiana, pretendia realizar um ataque extremista de grande dimensão, num evento, de modo a causar várias vítimas.

Os procuradores defendem que os suspeitos tinham como objetivo atacar um evento com coletes-bomba e armas de fogo, planeando detonar um carro-bomba num outro local. A investigação continua em curso, de modo a procurar saber quais eram os alvos dos suspeitos.

Em agosto do ano passado, um concerto de rock da banda norte-americana Allah-Las, em Roterdão, foi cancelado devido a uma “ameaça terrorista”. Na altura, a polícia local intercetou uma carrinha de matrícula espanhola, com várias botijas de gás, perto do local onde o concerto estava previsto.

Na semana anterior, Espanha tinha sido alvo de dois ataques terroristas, em Barcelona e em Carrils, que fizeram 16 mortos e mais de uma centena de feridos.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.