Viagem no tempo (virtual) já é possível e cura traumas

ICREA / BBC

Os participantes no estudo podem ver e ouvir os seus "eus anteriores virtuais" quando viajam no tempo

Os participantes no estudo podem ver e ouvir os seus “eus anteriores virtuais” quando viajam no tempo

Se na vida real não é possível voltar atrás no tempo, um estudo que permitia a viagem no tempo num ambiente de realidade virtual descobriu que a experiência pode até ajudar a superar traumas.

O estudo, publicado na Frontiers in Psychology, avaliou 32 participantes que presenciaram, em realidade virtual, um homem a disparar dentro de uma galeria de arte e a matar cinco pessoas.

No teste, os participantes aprendiam a controlar um elevador, e sem saber, deixavam que o assassino subisse ao piso superior, onde se encontravam as vítimas.

Metade dos participantes voltava no tempo para reviver os acontecimentos, mas a segunda vez deparavam-se com um dilema moral: não fazer nada e ver cinco pessoas morrerem, ou intervir e salvá-las, condenando apenas uma pessoa à morte.

Como esperado, a maioria das cobaias decidiu intervir e não deixar o assassino usar o elevador.

ICREA / BBC

Os participantes podiam voltar atrás no tempo e salvar 5 pessoas, sacrificando 1.

Os participantes podiam voltar atrás no tempo e salvar cinco pessoas, sacrificando uma.

Impacto

No mundo virtual, as pessoas podiam deslocar-se e conversar livremente, de forma semelhante à vida real.

O mais interessante, segundo os investigadores, foi o impacto emocional que a experiência virtual teve sobre os participantes.

A maioria teve menos sentimentos de culpa e remorsos depois de “voltar atrás no tempo” e salvar mais vidas.

“Quanto mais sentiam a ilusão, maior o sentido da sua própria moral”, explica à BBC oum dos autores do estudo, Mel Slater, investigador do ICREA – Instituto Catalão de Pesquisa e da University College London.

“Na realidade virtual, o sistema mais superficial de percepção do cérebro não distingue entre o mundo virtual e o real. E o cérebro considera verdadeiro o que vê e ouve no ambiente”, diz Slater.

Por isso, a equipa afirma que as viagens virtuais no tempo podem ajudar as pessoas a superar transtornos de stress pós-traumático ou mesmo a reavaliar más decisões que tenham tomado anteriormente.

Segundo as leis da física, é claro, a viagem no tempo é algo impossível.

Mas o autor principal do estudo, Friedman Doron, da Faculdade Ofer de Comunicações, em Israel, diz que a sua equipa chegou o mais perto possível de a tornar possível.

“A realidade virtual imersiva é muito visceral. As pessoas escondem-se atrás da mesa quando levam um tiro. É o mais próximo que podemos chegar de uma viagem no tempo – pelo menos até que os físicos façam o seu trabalho e inventem uma verdadeira máquina do tempo”, diz Doron.

ICREA / BBC

Os estudos mostram que as pessoas sentem, nos mundos virtuais, um forte sentido de domínio e propriedade do seu corpo

Os estudos mostram que as pessoas sentem, nos mundos virtuais, um forte sentido de domínio e propriedade do seu corpo

ZAP / BBC

RESPONDER

Estado de saúde de José Eduardo dos Santos piorou "significativamente"

A situação clínica do Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, agravou-se "significativamente" nos últimos dias, de tal forma que não vai marcar presença em qualquer evento da campanha eleitoral. A notícia é avançada pelo jornal …

"O Banco de Portugal é que criou os lesados do BES"

Ricardo Salgado entra ao ataque na primeira grande entrevista concedida depois da queda do BES, há três anos. O ex-banqueiro responsabiliza o Banco de Portugal por haver lesados e ataca Passos Coelho e o primo …

Duterte não vai aos EUA porque "já viu a América e não presta"

O Presidente das Filipinas declarou que nunca irá visitar os Estados Unidos enquanto for chefe de Estado, afirmando que “já viu a América e não presta”. Rodrigo Roa Duterte fez o mais recente ataque verbal contra …

André Ventura promete criar "um exército de protecção" em Loures

A segurança é o ponto forte do candidato do PSD à Câmara de Loures. E depois das críticas contra a comunidade cigana, André Ventura promete agora, criar um "exército de protecção" para a cidade. Em entrevista …

Mistério da carta de Abraham Lincoln terá sido finalmente resolvido

Linguistas forenses acreditam ter resolvido o mistério da famosa "Carta Bixby", datada da era da Guerra Civil norte-americana, que historiadores atribuem ao presidente Abraham Lincoln. Mas afinal, não terá sido ele a escrevê-la. Conhecida como a …

Polícia evitou ataque terrorista contra o Papa em Fátima

Um cidadão marroquino casado com uma bombeira portuguesa terá planeado um ataque terrorista contra o Papa Francisco, durante a sua visita a Fátima, no passado mês de Maio, mas acabou por ser neutralizado pela polícia. A …

Lista oficial de mortes de Pedrógão exclui 65.ª vítima (e pode haver mais)

O número de mortes causadas pelo incêndio de Pedrógão Grande terá ultrapassado as 64 vítimas anunciadas oficialmente. Haverá uma 65ª vítima mortal, e é possível que haja mais. A informação foi apurada pelo Expresso, que na …

Henrique Neto arrasa António Costa e abandona o PS

O antigo deputado, dirigente socialista e candidato à presidência Henrique Neto vai abandonar o Partido Socialista, em desacordo com António Costa, que considera "um bom executante da política à portuguesa e um erro de casting …

Chefe da polícia de Minneapolis demite-se após morte de australiana

A chefe da polícia da cidade norte-americana de Minneapolis demitiu-se na sexta-feira a pedido da presidente da câmara, depois de a polícia ter morto a tiro uma mulher desarmada. A australiana Justine Damond, professora de ioga …

Homens actuais têm na saliva vestígios de espécie ‘fantasma’ de humanos primitivos

Uma investigação encontrou na saliva de homens actuais pistas que indicam que houve um cruzamento entre humanos primitivos e um parente antigo enigmático. Estudos anteriores já tinham apontado que os antepassados dos humanos modernos se tinham …