Via do Infante rendeu 28,2 milhões de euros em 2014

A Estradas de Portugal anunciou este domingo que as portagens na Via do Infante (A22), que atravessa o Algarve, renderam 28,2 milhões de euros de receita em 2014, o que representou uma subida de 4,5 milhões relativamente ao ano anterior.

O valor cobrado pela empresa permitiu, segundo a Estradas de Portugal, reduzir em 47 por cento o valor suportado pelos contribuintes antes da introdução de portagens, quando a via ainda era uma autoestrada Sem Custos para o Utilizador (SCUT).

Esta redução de encargos foi conseguida, segundo a Estradas de Portugal, através da “significativa redução dos encargos já conseguida, decorrente da renegociação do contrato de concessão”, e do “aumento da receita devido ao aumento de tráfego e à contínua melhoria na eficiência da cobrança”.

“Para esta subida contribuiu naturalmente não só o maior volume de utilizadores da Via do Infante, que demonstram maior disponibilidade para pagar a utilização desta via, mas também o aumento do nível de cobrança conseguido junto dos condutores de veículos de matrícula estrangeira”, justificou a Estradas de Portugal num comunicado.

A empresa que gere a rede viária nacional frisou que, para este aumento, contribuíram também “as regulares ações de fiscalização, de informação”, mas também a criação de métodos mais fáceis de cobrança das portagens eletrónicas desde 2012.

A Estradas de Portugal frisou que, nos últimos dois anos, as receitas com a antiga SCUT do Algarve “aumentaram 38%” e a via recuperou tráfego, tendo em 2014 sido a concessão que mais cresceu, com 19 por cento relativamente ao ano de 2013.

“A Estradas de Portugal registou em 2014 uma receita de portagem proveniente da Via do Infante – A22 de 28,2 milhões de euros. O valor cobrado nesta autoestrada, que até 2012 era exclusivamente suportado pelo dinheiro dos contribuintes, atingiu os 72,1 milhões de euros nestes últimos três anos”, precisou a empresa num comunicado.

As receitas têm vindo a aumentar desde a introdução de portagens, em dezembro de 2011, alcançando no ano seguinte receitas de 20,4 milhões de euros e de 23,7 em 2013, valor que cresceu 4,5 milhões no ano passado, situando acima dos 28 milhões de euros em 2014, frisou a empresa.

A Estradas de Portugal observou que a “concessão do Algarve (A22) registou a maior subida da receita em 2014, destacando-se em primeiro lugar de entre todas as restantes concessões onde foram implementadas portagens” – a da Beira Interior, a da Beira Litoral e Alta, a da Costa de Prata, a do Grande Porto, a do Interior Norte e a do Norte Litoral.

A empresa contrapôs que a receita obtida é ainda “insuficiente para fazer face aos encargos anuais com a autoestrada”, embora em 2014 se tenha conseguido “superar pela primeira vez os 50%”, no balanço entre as receitas e os encargos com a A22.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Alverca 2-0 Sporting | Leões desinspirados afastados da Taça pelo Alverca

O Alverca surpreendeu hoje o Sporting com uma vitória por 2-0, na terceira eliminatória da Taça de Portugal, tornando-se no primeiro grande «tomba-gigantes» da competição ao afastar o atual detentor do troféu. Alex Apolinário, aos 10 …

A Barbie também arrenda casa no Airbnb

A boneca mais famosa do mundo celebra 60 anos. Agora, a empresa que produz a Barbie, a Matel, tornou a boneca uma anfitriã no Airbnb e vai arrendar uma mansão à beira-mar em Malibu, na …

Os primeiros bebés podem nascer no Espaço daqui a 12 anos

A empresa SpaceBorn United pretende realizar missões espaciais entre 24 e 36 horas para que algumas mulheres dêem à luz em órbita dentro de 12 anos. A notícia é avançada pelo fundador e CEO da empresa, …

Japão importou cinco vírus mortais, incluindo Ebola, por causa de Tóquio 2020

Com os Jogos Olímpicos à porta, um laboratório japonês decidiu importar cinco vírus mortais, nomeadamente Ebola, para fazer frente a um eventual surto durante a competição que vai levar ao país mais de 600 mil …

Empresa anónima quer os direitos do seu rosto para construir robôs (e paga 115 mil euros)

Uma empresa privada anónima está a oferecer 115 mil euros pelos direitos de usar o seu rosto numa nova linha de robôs humanóides. A empresa quer usar a imagem para dar uma cara a um robô …

Empresa está a vender vinho (com flocos de ouro) para celebrar o Brexit

Quando o Reino Unido abandonar a União Europeia, uma saída programada para 31 de outubro, é provável que as pessoas celebrem com um vinho especial com flocos de ouro. Para aqueles que querem celebrar a saída …

Neandertais ocuparam ilhas do Mediterrâneo dezenas de milhares de anos antes do que se pensava

Cientistas descobriram provas de que a ilha de Naxos, na Grécia, já era habitada por neandertais há 200.000 anos, dezenas de milhares de anos antes do que se pensava até agora. Um estudo publicado esta quinta-feira …

Testes "bárbaros" em macacos levam ativistas a pedir encerramento de laboratório alemão

Durante meses, um ativista pelos direitos dos animais trabalhou no Laboratório de Farmacologia e Toxicologia (LPT, na sigla inglesa), em Hamburgo, na Alemanha, onde testemunhou situações de violência contra os animais utilizados em testes e …

Próxima cimeira do G7 vai ser num resort de Donald Trump

A próxima cimeira do G7 será realizada num dos clubes de golfe do Presidente norte-americano, Donald Trump, na Florida, e o clima não constará da agenda de trabalhos, disse esta quinta-feira o chefe de gabinete …

Russos e ucranianos estão em guerra por causa de sopa

A sopa de beterraba é russa ou ucraniana? Um tweet do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa veio falar em prato nacional e a reação na Ucrânia não tardou a chegar. O tweet é de …