Cientistas estavam enganados. O Tamu Massif não é o maior vulcão do mundo

niksnut / Flickr

O vulcão Mauna Loa

O Mauna Loa, no Havai, conquistou novamente o título de maior vulcão do planeta, depois de um novo estudo sugerir que o antigo “vencedor”, o Tamu Massif, vai ser desqualificado por uma questão técnica. 

Segundo o Science Alert, a análise detalhada do campo magnético sobre o Tamu Massif, situado no noroeste do Oceano Pacífico, sugere que este não é um vulcão-escudo como se pensava anteriormente, mas sim parte de uma cadeia mesoceânica: uma estrutura geológica muito maior, formada à medida que as placas oceânicas se deslocam.

Isto significa que este vulcão perde assim o título alcançado em 2013, quando foi descoberto, de “maior vulcão do mundo”, devido à sua dimensão de 310 mil quilómetros quadrados, quase o tamanho do Novo México. 

“Este é realmente um grande sistema vulcânico, não um único vulcão”, diz o geofísico William Sager, da Universidade de Houston, no Texas, que também liderou o estudo inicial, publicado no Nature Geoscience, sobre a exploração do Tamu Massif. Na altura, o investigador disse estar “incomodado” com algumas questões que ainda não tinham sido respondidas.

No novo estudo, agora publicado na mesma revista científica, Sager e a restante equipa descobriram anomalias magnéticas no fundo do vulcão, sugerindo que o campo magnético da Terra foi invertido pelo menos uma vez durante a sua formação.

Os cientistas analisaram 4,6 milhões de leituras do campo magnético conseguidas por vários navios nos últimos 54 anos. Esses dados estavam ligados a mais leituras magnéticas relacionadas a localizações GPS conseguidas pelo navio de pesquisa Falkor para construir um mapa magnético.

De acordo com o mesmo site, o Tamu Massif ainda se pode contentar com o facto de fazer parte do maior sistema vulcânico do mundo.

“O maior vulcão do mundo é, na verdade, o sistema de cordilheiras no meio do oceano, que se estende por cerca de 65 mil quilómetros à volta do mundo, como pontos de uma bola de beisebol”, diz Sager.

Para além de reclassificar o Tamu Massif, o estudo tem outras implicações importantes relativamente a como os planaltos oceânicos são formados. Antes, acreditava-se que planaltos deste tamanho não poderiam ser produzidos por alastramento do fundo do mar, onde a atividade vulcânica cria uma crosta oceânica, empurrando-a para fora de uma erupção central.

O Tamu Massif veio mostrar o contrário e sugere que as formações do planalto oceânico não são tão semelhantes aos basaltos de inundação continentais – os resultados de erupções vulcânicas na terra – como se pensava anteriormente.

Desta forma, o vulcão Mauna Loa, no Havai, volta a conquistar o título de maior vulcão do planeta.

“A Ciência é um processo e está sempre a mudar. Havia aspectos da primeira investigação que me incomodavam, então propus uma nova viagem e voltei para recolher o novo conjunto de dados magnéticos que levou a este novo resultado”, explica Sager.

“Na Ciência, temos sempre de questionar aquilo que pensamos que sabemos e confirmar e reconfirmar as nossas suposições. No final, trata-se de chegar o mais perto possível da verdade – não importa onde isso nos leve”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Dieta ocidental está a deixar as pessoas menos inteligentes

Uma dieta pouco saudável, à base de hambúrgueres e doces está literalmente a deixar as pessoas menos inteligentes apenas no espaço de uma semana. Esta foi a conclusão de um estudo de investigadores da Universidade …

Pedro Proença: Sociedade deve atuar no combate ao racismo

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) disse, esta sexta-feira, que a sociedade portuguesa deve atuar no combate ao racismo, violência, xenofobia e intolerância. A Liga vai lançar, durante este fim-de-semana, uma campanha com …

Na última década, Coreia do Norte gastou mais de meio milhão de dólares em cavalos russos

A Coreia do Norte gastou recentemente dezenas de milhares de dólares na aquisição de 12 cavalos provenientes da Rússia, de acordo com os dados alfandegários. A Coreia do Norte gastou quase meio milhão de dólares (584.302 …

O caranguejo "supervilão" do Canadá vai ser transformado em plástico biodegradável

Uma equipa de cientistas no Canadá desenvolveu um plano para transformar uma espécie invasora de crustáceo - conhecida como como caranguejo supervilão - em copos e talheres  de "plástico", usando as suas carapaças para criar …

Covid-19. Tripulante de navio japonês pode ser o primeiro português infetado

Um português que é tripulante do navio Princess Cruises, atracado no porto de Yokohama, no Japão, pode ter sido diagnosticado "positivo" com o novo coronavírus. Contactada pela agência Lusa, a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, afirma …

Harry e Meghan vão deixar de poder usar a marca Sussex Royal

O duque e a duquesa de Sussex vão deixar de poder usar a marca Sussex Royal, anunciou, esta sexta-feira, um porta-voz da casa real. "Estando o duque e a duquesa focados nos seus planos de estabelecer …

Messi marca quatro e embala Barcelona para o topo da La Liga

Um póquer de Lionel Messi embalou o FC Barcelona, este sábado, para a liderança da Liga espanhola, com uma "mão cheia" de golos na receção ao Eibar (5-0). Os catalães subiram ao topo de La Liga …

Fátima esperava pela mãe à porta da escola. Foi torturada e assassinada

A menina de sete anos desapareceu, no dia 11, quando esperava pela mãe à porta da escola, num bairro da capital mexicana. O seu corpo foi encontrado alguns dias depois, com sinais de tortura. Fátima Anton, …

Última residência do czar Nicolau II reabre portas este verão

O Palácio de Alexandre, na Rússia, vai reabrir ao público este verão, depois ter sido sujeito a obras de remodelação profundas durante oito anos. O Palácio de Alexandre, a última residência do czar Nicolau II antes …

Banco de Portugal quer rever regras sobre governo e controlo interno de bancos

O Banco de Portugal (BdP) vai rever as regras de governo e sistemas de controlo interno nos bancos, incluindo práticas remuneratórias, tendo até 23 de março em consulta pública dois projetos regulamentares. Segundo o Banco de …