Há uma razão pela qual antigamente as pessoas não sorriam para as fotos

Em grande parte das fotografias antigas, as pessoas nunca sorriam, mantendo quase sempre um ar sério. O longo tempo que era necessário para captar a foto costuma ser a explicação oferecida, mas há uma razão mais pertinente.

Ao dar uma rápida vista de olhos pelos álbuns antigos de família, podemos ficar com a impressão de que os nossos antepassados eram pessoas carrancudas e sérias. No entanto, há razões que podem explicar porque razão as pessoas não tinham o hábito de sorrir para a câmara quando tiravam uma fotografia.

Alguns argumentam que tem a ver com o tempo que era necessário para a câmara fotográfica captar a foto. O tempo de exposição, que basicamente é a quantidade luz que uma câmara precisa para tirar uma fotografia, era bastante longo e, de acordo com a Vox, poderia demorar entre 10 a 15 minutos.

No entanto, este problema foi rapidamente resolvido e registaram-se avanços significativos no tempo que uma câmara necessitava para captar um retrato. Por isso mesmo, o facto de as pessoas não sorrirem nas fotos, é explicado por algo completamente distinto.

Antes de existirem câmaras fotográficas, os retratos eram feitos através de pinturas. Estes eram muito mais demorados, caros e praticamente únicos na vida. Por essas razões, um retrato fotográfico era uma ocasião séria e, essa mentalidade, arrastou-se até aos tempos iniciais da fotografia.

“Não há nada mais condenável a ficar para a posteridade do que um sorriso idiota e insensato capturado para a eternidade”, disse, em 1913, o escritor e humorista norte-americano Mark Twain.

Um dos exemplos oferecidos pela Vox é também o uso do retrato fotográfico em pessoas falecidas, servindo quase como uma imortalização da pessoa.

Nadar / Wikimedia

O escritor francês Eugène Pelletan

Aliás, as pessoas não eram assim tão sérias, simplesmente adotavam essa postura quando iam tirar uma fotografia. Segundo o Smithsonian, em meados do século XIX, uma fotografia era algo tão caro e incomum que as pessoas sabiam que provavelmente seria a única foto que iam ter para o resto das suas vida.

Quando Eastman Kodak inventou a máquina de mão em 1888, mudou completamente o paradigma das fotografias. Anos mais tarde, fotografias com pessoas a sorrir e com um ar mais alegre eram muito mais comuns do que uns anos antes.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …