Papa diz que católicos devem pedir perdão aos homossexuais

@franciscus / Instagram

A primeira foto do Papa Francisco no Instagram

Pela primeira vez na história da Igreja, um Papa defendeu que os católicos devem um pedido de perdão aos homossexuais. No regresso da sua viagem à Arménia, o Papa Francisco falou sobre os homossexuais, o Brexit e o genocídio arménio.

Questionado por um jornalista sobre a urgência de um pedido de desculpas, após o atentado que resultou na morte de 49 pessoas numa discoteca gay, em Orlando, na Califórnia, o Papa Francisco disse aos jornalistas que a Igreja Católica deve ser humilde e procurar o perdão de outras pessoas marginalizadas.

“O catecismo da Igreja diz que eles não devem ser discriminados, que devem ser respeitados e acompanhados pastoralmente”, afirmou Francisco, questionado por uma jornalista norte-americana sobre as declarações do Cardeal Reinhard Marx que recentemente disse que a Igreja devia pedir desculpa aos homossexuais.

O Papa Francisco considerou, no entanto, que “a Igreja deve não só pedir desculpa a uma pessoa gay que tenha ofendido mas também aos mais pobres, às mulheres que têm sido exploradas, às crianças que têm sido exploradas para trabalhar. E deve pedir desculpa por ter abençoado tantas armas“, acrescentou o chefe da Igreja.

“Quando digo Igreja, falo dos cristãos, porque a Igreja é santa, os pecadores somos nós”, acrescentou o papa.

Ficou, no entanto, uma ressalva: “Pode-se condenar, não por motivos teológicos, mas por comportamentos políticos ou certas manifestações demasiado ofensivas para os outros”. A Igreja Católica continua a considerar que os atos homossexuais (mas não a orientação) são pecado.

Em 2013, Francisco tinha reafirmado a posição da Igreja Católica de que os atos homossexuais são um pecado mas que a orientação gay não é, declarando na altura: “Se uma pessoa é gay e procura Deus e tem boa-vontade, quem sou eu para julgar?”

Genocídio

Na viagem de regresso ao Vaticano após a sua viagem apostólica à Arménia, o Papa voltou a falar do Brexit, lamentando que na Europa “a unidade é superior ao conflito” e sublinhando que “as pontes são melhores que os muros”.

Já há guerra na Europa, já persiste no ar a divisão”, lamentou o papa.

O pontífice alertou para as divisões que já existem “não só na Europa, mas dentro dos próprios países”.

“Basta pensar na Catalunha e, no ano passado, a Escócia”, recordou o papa, considerando que as situações devem ser bem estudadas “antes de dar um passo a favor da divisão”.

A viagem à Arménia ficou marcada pela palavra “genocídio“, que Francisco usou para se referir às mortes de cristãos pelo Império Otomano no início do século passado.

A expressão foi duramente criticada, especialmente pelo governo turco, que disse que a expressão foi infeliz.

“Após ter usado esta palavra o ano passado em São Pedro, publicamente, teria soado estranho não o ter feito agora na Arménia”, justificou o Papa.  “Não usei a palavra genocídio com espírito ofensivo; usei-a objetivamente”, acrescentou.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

O maior avião do mundo vai ser uma plataforma de lançamento para veículos hipersónicos

A empresa que criou o maior avião do mundo, que apenas voou uma vez, encontrou uma nova funcionalidade para a aeronave: será usado como plataforma de lançamento para veículos hipersónicos, o que poderá revolucionar a …

Sondas da missão a Mercúrio vão passar pela Terra (e vão ser visíveis a olho nu)

A missão conjunta europeia e japonesa BepiColombo está a caminho de Mercúrio. Porém, para chegar lá, terá de passar novamente pela Terra. Este evento acontecerá em 10 de abril e as pessoas nas latitudes do sul …

Xiaomi lança máscara elétrica que carrega via USB

A pandemia de Covid-19 tem impulsionado o surgimento de alguns recursos melhorados para fazer face ao combate do novo coronavírus. É o caso da nova máscara de esterilização elétrica da Xiaomi, que carrega via USB. A …

Em paradeiro incerto, ministra da Guiné-Bissau diz correr perigo de vida

Ruth Monteiro, ministra da Justiça e dos Negócios Estrangeiros no Governo da Guiné-Bissau deposto no golpe do dia 27 de fevereiro, está em parte incerta e diz correr perigo de vida. De acordo com o semanário …

Ovelhas e bactérias estão a ajudar a combater o coronavírus

Anticorpos que podem ajudar a combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, estão a ser testados em ovelhas. Estes podem ser usados para desenvolver testes de diagnóstico. O SARS-CoV-2, o vírus que causa a …

Marcelo sai uma vez por semana, usa máscara e luvas nas compras (e passa a Páscoa em Belém)

O Presidente da República afirmou este sábado que, para se proteger do surto de covid-19, só sai em trabalho uma vez semana, usa máscara nas compras e vai passar a Páscoa confinado no Palácio de …

A procura por sumo de laranja está a disparar (e a culpa é do coronavírus)

A procura por sumo de laranja tem disparado nos últimos tempos, muito devido à pandemia de covid-19. As pessoas querem reforçar o seu sistema imunitário. Já quase ninguém está indiferente à ameaça da pandemia de covid-19, …

Nove pessoas com covid-19 curadas após receberem plasma de doentes recuperados

Pelo menos nove pessoas internadas nos cuidados intensivos em Itália com covid-19 já foram curadas, depois de receberem plasma de pacientes recuperados. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, os doentes receberam o plasma …

Grace tem seis anos e pode ser a autora mais nova de sempre de um artigo científico

Uma menina de seis anos, que vive na Austrália, pode ser a autora mais nova de sempre a ter um artigo científico publicado numa revista da especialidade. Grace Fulton tem uma enorme paixão por animais e, …

Geco encheu Lisboa com autocolantes (e a polícia de Roma está a pedir ajuda para o encontrar)

A polícia de Roma está a pedir ajuda à Associação Vizinhos de Lisboa para encontrar o graffiter Geco, cujas pinturas e autocolantes se podem ver por toda a capital portuguesa, e que está em investigação …