ONU quer chegar aos 3 milhões que não sabem que têm tuberculose

Carol Garcia / AGECOM / GOVBA

-

Quase nove milhões de pessoas são infetadas com tuberculose todos os anos, mas cerca de três milhões não chegam aos serviços de saúde, por falta de acesso ou de diagnóstico, alerta a Organização Mundial de Saúde.

“Alcancemos os três milhões” é o lema da campanha da Organização Mundial de Saúde (OMS) para o Dia Mundial da Tuberculose, que se assinala no dia 24 de março.

“Estimamos que anualmente ocorram entre 8,6 e 9 milhões de casos de tuberculose. Os sistemas de saúde dos países notificam [à OMS] cerca de seis milhões, isso quer dizer que outros três ficam sem detetar“, informou hoje em conferência de imprensa Mario Raviglione, diretor do departamento dedicado à doença na OMS.

Além disso, acrescentou, dos seis milhões detetados estima-se que entre 450 mil e 500 mil sejam casos de tuberculose multirresistente (MDR-TB, na sigla em inglês). Destes, apenas 90 mil são diagnosticados, “o que é muito alarmante, porque é um número muito baixo”, alertou o especialista.

A OMS declarou no ano passado que a MDR-TB era uma “crise sanitária” e deveria ser abordada “com urgência”, recordou hoje Raviglione.

“Sem diagnóstico, a medicina é cega”

A agência da ONU para a saúde aplicou em 27 países em desenvolvimento o programa EXPAND TB, que visa melhorar as técnicas de deteção e diagnóstico da tuberculose em general e da multirresistente em particular.

Este programa permite que o diagnóstico se faça em duas horas, e não em dois meses como acontece em vários países, especialmente os mais pobres, que têm apenas um laboratório central ou que têm de enviar as amostras para outro país. Segundo os primeiros resultados, nos países onde o projeto está em vigor, triplicou o número de casos detetados.

“Sem diagnóstico, a medicina é cega. O projeto EXPAND TB é crucial para aumentar a capacidade de detetar tuberculose multirresistente”, disse, por seu lado, Catherina Boehme, diretora executiva do FIND’s, uma organização não-governamental que participa no projeto.

Os 27 países onde o programa foi aplicado representam 40% dos casos estimados de tuberculose multirresistente no mundo. Até agora, o projeto teve “enormes resultados”, já que mais de 30% dos casos de MDR-TB detetados no mundo em 2012 resultaram do EXPAND TB.

Perante estes resultados, a OMS pede à comunidade internacional mais fundos para financiar o projeto na sua estrutura atual de 92 laboratórios e poder expandi-lo para alcançar os três milhões de casos no mundo que continuam fora dos sistemas de saúde.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Luanda Leaks. Plataforma confirma que recebeu os dados de Rui Pinto

A Plataforma de Proteção de Denunciantes na África (PPLAAF) confirmou que recebeu do 'hacker' português Rui Pinto os dados relacionados com as recentes revelações sobre a fortuna da empresária angolana Isabel dos Santos. “Muitos meios de …

Príncipe André ofereceu "zero cooperação" no caso Epstein, diz procurador

O Príncipe André ofereceu "zero cooperação" na investigação sobre os crimes do falecido investidor Jeffrey Epstein, embora o FBI e o Ministério Público de Nova Iorque tenham pedido para interrogá-lo. Segundo afirmou o procurador do distrito …

Conceição queixou-se das condições, mas a realidade é bem diferente

No fim do jogo da final da Taça da Liga, Sérgio Conceição desabafou sobre as condições em que trabalha. No entanto, a realidade mostra algo bem diferente daquilo que o treinador dá a entender. Após a …

Estado Islâmico elege Israel como "alvo específico" da sua luta

O grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) afirmou na segunda-feira, através de uma mensagem áudio, pretender desencadear uma "nova fase" da sua 'jihad', ao eleger Israel como alvo específico. O apelo foi emitido quando o Presidente norte-americano …

Francisco Rodrigues dos Santos: "No CDS não existem Joacines"

O líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, afirmou hoje ter uma "confiança inabalável em todos os deputados" que representam o partido na Assembleia da República, e remeteu para mais tarde a questão da liderança …

Cada vez mais freiras sofrem de burnout no Vaticano

Há cada vez mais freiras a sofrerem de burnout no Vaticano. Várias irmãs denunciaram excesso de trabalho, stress, exploração laboral e abusos por parte dos superiores. Sem contrato de trabalho ou horários definidos, muitas freiras que …

"Foi uma cena de acidente devastadora". Helicóptero que matou Kobe Bryant não tinha caixa negra

As circunstâncias do acidente que provocou a morte de Kobe Bryant, da filha do ex-basquetebolista da NBA e de mais quatro pessoas, continuam a ser investigadas. Sabe-se, agora, que o helicóptero onde seguiam as vítimas …

EUA apresentam plano de paz para o Médio Oriente já condenado pela Palestina

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, apresenta esta terça-feira o seu plano de paz para o Médio Oriente, após reuniões com líderes israelitas, que poderá estar condenado ao fracasso, perante a rejeição dos …

Vacina chinesa para o coronavírus pode começar a ser testada em menos de 40 dias

A equipa chinesa que trabalha no desenvolvimento de uma vacina para combater o coronavírus de Wuhan disse que espera poder começar os testes em menos de 40 dias, informou a agência estatal Xinhua. Pelo menos 106 …

Netanyahu anuncia retirada da sua imunidade parlamentar

Benjamin Netanyahu retirou o pedido de imunidade ao Parlamento israelita contras as três acusações de que foi alvo em novembro, que envolvem casos de corrupção, fraude e abuso de confiança. O primeiro-ministro de Israel disse, em …