Merkel admitiu ter uma “relação conflituosa” com Presidente francês

Carsten Koall / EPA

A chanceler alemã, Angela Merkel, admitiu ter um “relacionamento conflituoso” com o Presidente francês, Emmanuel Macron, numa entrevista publicada pelo diário alemão Suddeutsche Zeitung.

“É claro que temos um relacionamento conflituoso”, respondeu a chanceler alemã, explicando que “há diferenças de mentalidade” entre ela e o Presidente francês, bem como na forma como entendem o seu papel político.

Os dois líderes tiveram várias desavenças nos últimos meses, sobre o congelamento de vendas de armas para a Arábia Saudita, decidido pela Alemanha após o assassínio do jornalista Jamal Khashoggi, sobre o futuro da União Europeia ou sobre os sucessivos adiamentos concedidos ao Reino Unido para o Brexit.

A chanceler, no entanto, destaca nesta entrevista o “enorme progresso” que foi alcançado na área da defesa, onde têm demonstrando posições aproximadas e apresentaram programas de desenvolvimento militar comuns.

“Decidimos desenvolver um caça e um tanque juntos. É um sinal de confiança contarmos uns com os outros em política de defesa”, afirmou Merkel. Os dois líderes também assinaram em janeiro o Tratado de Aix-la-Chapelle sobre cooperação e integração franco-alemã. Quando interrogada sobre se as relações entre ambos se deterioraram nos últimos meses, Merkel rejeitou firmemente: “Não, de maneira nenhuma”

A chanceler assinalou que na altura do discurso de Macron na Universidade Sorbonne, em Paris, em setembro de 2017, sobre a revitalização da Europa, ela estava a acabar de sair de eleições e a tentar negociar uma nova coligação na Alemanha, pelo que fez observações críticas sobre as propostas europeias de Macron. Merkel também enfatizou as diferenças de modelo político entre os dois países, para justificar o seu afastamento relativamente ao Presidente francês.

“Eu sou chanceler de um Governo de coligação e sou muito mais dependente do Parlamento do que o Presidente francês, que não pode sequer entrar na Assembleia Nacional”, em nome da separação dos poderes executivo e legislativo.

Sobre as próximas eleições para o Parlamento Europeu, Merkel diz que são de “grande importância”. “Há muita gente preocupada com a Europa. Eu também estou”, disse a chanceler ao jornal diário alemão.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …