Maduro fala em “campanha desde a Europa” para sabotar eleições

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou na terça-feira os líderes opositores Henrique Capriles Radonski (ex-candidato presidencial) e Juan Guaidó de organizarem uma campanha mundial para desacreditar e sabotar as eleições legislativas, previstas para dezembro.

“Querem sabotar as eleições. Capriles Radonski, entende que o povo já te derrotou duas vezes”, disse Maduro.

Nicolás Maduro, que é também presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV, o partido do governo), falava durante um ato transmitido na íntegra pelas rádios e televisões do país, em que foram dados a conhecer os nomes dos 554 candidatos principais e suplentes do PSUV para as eleições legislativas.

“Estão a tentar levantar uma campanha desde a Europa […], desesperados para sabotar as eleições de 6 de dezembro, para tentar impor uma matriz de opinião para que se suspendam as eleições”, disse.

Segundo Nicolás Maduro, “em qualquer circunstância, chova ou troveje, essas eleições têm de fazer-se, pelo bem institucional, pela democracia do país”.

“Não percebem [Capriles e Guaidó] que não se trata de [Nicolás] Maduro, que não se trata de Chávez [Hugo, que presidiu o país entre 1999 e 2013], que não é um homem, é um povo bravo e consciencioso, rebelde, lutador e guerreiro”, frisou.

O Presidente da Venezuela vincou ainda que o chavismo venceu 22 das 25 eleições venezuelanas, desde a chegada da revolução bolivariana, em 1999.

“Vencemos referendos, eleições presidenciais e de governadores. Temos sabido ganhar e temos sabido perder. Mas sempre soubemos competir, colocar os nossos nomes na batalha e deixar que o povo decida”, disse.

Por outro lado, explicou que no país “está a surgir uma outra oposição nacional, soberana” de jovens dos partidos opositores Primeiro Justiça, Um Novo Tempo e Vontade Popular, “que se uniram para participar nas eleições”.

As próximas eleições legislativas na Venezuela estão marcadas para o próximo dia 6 de dezembro.

No entanto, 37 organizações, entre elas os quatro maiores partidos da oposição (Ação Democrática, Primeiro Justiça, Vontade Popular e Um Novo Tempo), anunciaram que não participariam nas legislativas, que antecipam ser “uma fraude”.

O ex-candidato presidencial, Henrique Capriles Radonski, demarcou-se recentemente do líder opositor Juan Guaidó. Tem instado a oposição a participar nas próximas eleições e anunciou que está a analisar várias propostas de pequenos partidos opositores.

Desde junho, o Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela suspendeu a direção dos partidos opositores Vontade Popular, Primeiro Justiça e Ação Democrática, e também de vários partidos afetos ao regime, entre eles Pátria para Todos e Tupamaro, e ordenou que fossem reestruturados, nomeando direções provisórias para esses partidos.

A decisão foi classificada pela oposição como uma manobra de preparação “para uma nova farsa eleitoral”, em que o regime decidirá quem preside aos partidos nas próximas eleições.

A Venezuela tem, desde janeiro, dois parlamentos parcialmente reconhecidos, um de maioria opositora, liderado por Juan Guaidó, e um pró-regime, liderado por Luís Parra, que foi expulso do partido opositor Primeiro Justiça, mas que continua a dizer que é da oposição.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Tragédia de Pedrógão pode "repetir-se em vários locais deste país"

Após quatro anos do grande incêndio que vitimou 66 pessoas, a região de Pedrógão Grande está de novo em ponto de combustão. A 17 de junho de 2017 o incêndio de Pedrógão Grande matou 66 …

"Apocalipse dos insetos". Novos dados associam queda de população a barragens

A população de insetos está em declínio, naquilo a que chamam de "Apocalipse dos insetos". Um novo estudo associa este problema às barragens. Os insetos são o grupo de animais mais numeroso do planeta. Existem cerca …

PS com o pior resultado desde março de 2020. Direita rejubila

Na nova sondagem da Intercampus, realizada para o Jornal de Negócios e o CM/CMTV, todos sobem nas intenções de voto menos o PS. A mais recente sondagem da Intercampus, realizada para o Jornal de Negócios e …

Nova tabela de preços da ADSE adiada para setembro

A nova tabela de preços da ADSE sofreu mais um adiamento e só entrará em vigor em setembro, revelou a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão. A nova tabela de preços …

Vacinação da faixa etária 20-29 começa a "meio de julho"

No habitual espaço de comentário na SIC, este domingo à noite, Luís Marques Mendes anunciou que a vacinação dos jovens entre os 20 e os 29 anos vai, afinal, começar a "meio de julho". A vacinação …

Cientistas descobrem compostos promissores para tratar cancro do fígado mortal

Investigadores descobriram algumas classes de terapêuticos que destroem as células tumorais fibrolamelares que crescem em ratos e testaram-nas em células humanas extraídas de tumores. As opções de tratamento para o cancro do fígado mortal, chamado carcinoma …

Governo sueco na corda bamba. Moção de censura pode fazê-lo cair

Depois de, neste domingo, ter falhado a tentativa de acordo parlamentar, o Governo sueco enfrenta hoje uma prova de fogo. Esta segunda-feira, o Governo da Suécia pode cair se o Parlamento aprovar a moção de censura. Segundo …

Conseguirão os humanos compreender baleiês? Cientistas acreditam que sim

Uma equipa de investigadores está a tentar recolher e decifrar os sons emitidos por cachalotes, para compreender a sua linguagem. Os cachalotes estão entre os animais mais barulhentos do planeta, produzindo sons de rangidos, batidas e …

NASA regressa a Vénus para perceber se o planeta já foi habitável no passado

A NASA está a regressar a Vénus para aprender como é que o planeta se tornou um deserto quente e venenoso — e se o planeta já foi habitável no passado. A NASA está finalmente a …

"Sonho que se tornou pesadelo". Fernando Santos admite mudanças no onze

O selecionador Fernando Santos disse hoje que Portugal vai carimbar a passagem aos ‘oitavos’ de final do Euro2020 e admite fazer mudanças na equipa para o encontro da derradeira jornada do Grupo F, com a …