Jovem matou o homem que a tentava violar. Agora, enfrenta pena de prisão no Egito

Tânia Rêgo / Agência Brasil

Uma rapariga de 15 anos terá sido raptada por um condutor de autocarro que a tentou violar. A jovem matou o agressor e entregou-se à polícia.

Uma adolescente de 15 anos está detida desde julho, no Egito, depois de ter assassinado o homem que a raptou e a estaria a tentar violar. A jovem esfaqueou o agressor com uma faca que este utilizou para a ameaçar e entregou-se depois à polícia. Segundo o Observador, a jovem pode, agora, ser acusada de homicídio.

O alegado aconteceu no Cairo, numa zona remota, depois de um conduto de autocarro ter raptado a rapariga. Intissar Saeed, presidente da Fundação do Cairo para a Lei e Progresso (a organização que representa legalmente a jovem), disse ao El Mundo que “foi ela que se entregou voluntariamente à polícia depois de matar o homem que a tentou violar”.

Depois de ter sido imediatamente detida, a rapariga teve de se submeter a um teste para comprovar a sua virgindade.

No Egito, vários grupos defensores dos direitos das mulheres pedem a liberdade da jovem, por simplesmente se ter defendido de um ataque sexual. No entanto, as autoridades judiciais têm-se mostrado inflexíveis.

As provas estão a favor da jovem, mas as acusações são muito graves. Acusam-na de estar em posse de uma arma branca e de homicídio premeditado, apesar de ela ter declarado que a faca pertencia ao violador e que, enquanto este a forçava, conseguiu tirar-lhe a arma”, explicou Saeed.

Segundo o Independent, o namorado da rapariga está também a ser investigado pelas autoridades para apurar se tem ou não ligações ao alegado crime, uma vez que a alegada vítima disse à polícia que esteve com o namorado antes de apanhar o autocarro.

Se o juiz aplicar a pena pedida pela procuradoria, a adolescente pode estar perante, pelo menos, 15 anos de prisão. Caso seja condenada, vai ficar num centro de menores até atingir a maioridade. O objetivo da defesa é tentar que a justiça egípcia considere o homicídio um “crime de honra”, para reduzir a pena da jovem para o máximo de três anos de prisão.

Este caso ganhou voz em todo o país, sendo o símbolo da discriminação de mulheres vítimas de violação no mundo árabe. São várias as organizações feministas que podem a absolvição da rapariga.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O mundo tem muito ainda que melhorar.
    Esta menina devia era ter uma estátua erguida como símbolo da exigência de respeito.
    Estas culturas árabes e outras equivalentes estão ao nível dos conceitos da idade média.
    O homem acima de tudo e a mulher responsável por tudo.
    Se este artista raptou a menina e a tentou violar merecia era morrer duas vezes, uma pelo rapto e outra pelo estupro.
    Por vezes tenho vergonha do género a que pertenço pela brutalidade que muitos praticam.
    Esperemos que a evolução cultural conduza a sociedade a comportamentos muito mais civilizados.

  2. São países de uma total incapacidade moral.
    «É melhor serem violadas, torturadas e mortas…»
    Não há respeito pela mulher nesses fins de mundo.

RESPONDER

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …

Companhia de aviação privada oferece voo de 20 mil dólares para reunir uma família separada pela pandemia

A empresa de aviação privada Tradewind Aviation está a comemorar o seu 20.º aniversário de uma forma original: vai dar um voo no valor de 20 mil dólares (cerca de 17 mil euros) para reunir …

Mais de 60 pinguins morrem na África do Sul após ataque de abelhas

Dezenas de pinguins-africanos ameaçados de extinção foram mortos por um enxame de abelhas na África do Sul, na passada sexta-feira. Segundo a CNN, 63 pinguins-africanos, uma espécie ameaçada de extinção, foram encontrados mortos na sexta-feira numa …

Macron e Modi manifestam vontade de "agir em conjunto" após disputa submarina

O Presidente Emmanuel Macron discutiu a cooperação na região Indo-Pacífico com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, esta terça-feira. O Presidente francês, Emmanuel Macron, e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, conversaram esta terça-feira, em plena crise dos …

Académica treme: salários, último lugar e treinador de saída

Clube de Coimbra, tal como o Boavista, terá de comprovar que tem cumprido no pagamento dos salários. Em campo, mais uma derrota complicou a situação de Rui Borges. Ainda não há muitos anos, a Académica apareceu …

Marcelo discursou na ONU, lembrou Sampaio e mostrou total sintonia com Guterres

Marcelo Rebelo de Sousa lembrou nas Nações Unidas o antigo Presidente da República Jorge Sampaio, que morreu no dia 10 deste mês, aos 81 anos, pela sua atividade no acolhimento de refugiados. O chefe de …

Governo promete que preço da eletricidade não vai aumentar (e anuncia pacote de 430 milhões)

Esta terça-feira, João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e Ação Climática, anunciou um pacote de medidas no valor de 430 milhões de euros que visam travar a subida do preço da eletricidade no mercado …