Compra de casas não pára: imobiliária com melhor trimestre de sempre

SXC

1,74 mil milhões de euros em três meses. RE/MAX já tinha atravessado o melhor ano de sempre, agora atingiu o melhor trimestre de sempre.

O mercado imobiliário está mesmo em alta, em Portugal. Ao contrário do que se previu logo nas primeiras semanas da pandemia, a COVID-19 não abrandou a compra e venda de casas. Pelo contrário.

Há quase dois meses a RE/MAX já tinha anunciado que 2021 foi o seu melhor ano de sempre. Um total de 6.5 mil milhões de euros, após mais de 80 mil transações.

Depois do melhor ano de sempre, o melhor trimestre de sempre. Nesta terça-feira a imobiliária informou que, entre Janeiro e Março de 2022, conseguiu quase 20 mil transacções.

Mais concretamente foram 19.669 transacções, num volume total de preços fixado em 1.74 mil milhões de euros. O valor mais alto de sempre num trimestre.

A grande maioria dessas movimentações, como é habitual, concretizou-se em compra e venda de imóveis: 76,7% das transacções.

Apartamentos e moradias são os imóveis mais vendidos, com os terrenos no terceiro lugar.

Praticamente quatro em cinco investidores são portugueses, que ocupam uma percentagem de 79,8%. Seguem-se cidadãos de Brasil (6,5%), Estados Unidos da América (1,5% e a maior subida entre as nacionalidades) e França (1,2%).

Em relação aos distritos de Portugal, Lisboa lidera de longe. A capital registou 7.384 transacções, com o Porto a ter 2.555 movimentações, à frente de Setúbal. Viseu, Faro e Braga foram os distritos que registaram maiores subidas.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.