O milho pode ter sido o maior inimigo da antiga civilização Maia

Uma nova investigação, que contou com cientistas da Universidade do Arizona e da Pensilvânia, nos Estados Unidos, sugere que a dependência de milho, bem como a intensificação da sua produção e as sucessivas secas podem ter ditado o fim da antiga civilização maia.

Os especialistas analisaram os restos mortais de 50 membros da antiga comunidade maia de Cahal Pech, em Belize, que atravessou vários momentos de seca entre o período Pré-Clássico Médio (735-400 a.C) e o Clássico Tardio (800-850 d.C.).

A equipa estudou os valores de isótopos estáveis de carbono e nitrogénio presentes nos colágeno ósseo – molécula nos ossos – dos restos mortais, visando determinar como é que as dietas alimentares deste povo mudaram com o passar do tempo.

De acordo com um comunicado difundido pelo Science Daily, a análise revelou que tanto os indivíduos da elite como os plebeus tinham uma dieta diversificada. Para além do milho, que era parte importante da alimentação, os maias comiam plantas silvestres e animais.

Foi esta mesma diversidade, segundos os cientistas, que lhes permitiu “amortecer” uma das primeiras secas que assolou a região durante séculos entre 300-100 a.C. Contudo, a adaptação deste povo antigo mudou radicalmente entre 750 e 900 d.C.

“O crescimento das hierarquias sociais e a expansão da população levaram à intensificação da produção agrícola e ao aumento da dependência do milho”, escreveram os cientistas no novo estudo cujos resultados foram recentemente publicados na revista científica especializada Current Anthropology.

O facto de a dieta se ter tornado mais dependente de milho pode justificar a sua extinção, de acordo com os resultados da investigação. Apesar de esta ter sido uma cultura pouco resistente à seca, a procura da elite para produzir este alimento “foi um fator que contribuiu para o fracasso do sistema sócio político de Cahal Pech face a outra seca severa no final do Clássico Tardio”, explicaram os cientistas.

“O estudo fala sobre a importância da mudança climática e o declínio das sociedades antigas e contribui para a nossa compreensão da vulnerabilidade às mudanças climáticas entre as comunidades agrícolas tradicionais e as nações industrializadas”, disse, citada na mesma nota, a autora principal do estudo, Claire Ebert.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O problema da escassez de milho provocava a diminuição da produção de cerveja e isso teve um impacto severo no equilíbrio social.

RESPONDER

EUA reabrirá campo de detenção de migrantes perto da prisão de Guantánamo

A administração do Presidente dos Estados Unidos (EUA) Joe Biden se prepara para reabrir um campo de detenção de migrantes na Baía de Guantánamo, após um aumento de migrantes e requerentes de asilo no sul …

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …

Estabelecimentos de Santos vão encerrar mais cedo. Psicólogos alertam que fim de restrições pode levar a excessos

Redução do horário é a solução encontrada pelos empresários para dar resposta à recente onda de criminalidade que se tem registado na zona de Santos. Especialistas em psicologia apontam o levantar das medidas de restrição, …

885 novos casos e cinco mortes. Internamentos continuam em queda

Portugal registou 885 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal registou, nas últimas …

Número de professores de informática é insuficiente para responder à procura

Aquela que poderia ser uma notícia positiva tem, na realidade, um contexto negativo, já que evidencia uma falha estrutural do sistema de ensino português. De acordo com as informações veiculadas pela Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE), …

De olhos postos em Almada e com a aposta em Joana Mortágua, o Bloco volta a prometer passes a 20 euros

Em campanha em Almada com Joana Mortágua, a habitação e os passes sociais foram os temas em cima da mesa do Bloco de Esquerda. Depois de andar em campanha no Norte, o Bloco de Esquerda foi …

Brasil, EUA e Canadá. TAP prevê aumento de voos entre outubro e março

A TAP já está de olhos postos em novos voos para recuperar a sua operação no segundo semestre do ano e no inverno IATA – entre outubro e março. A empresa “espera progressos em termos de …

Vulcão, La Palma

Uma tragédia anunciada em Janeiro. Cinzas do vulcão de La Palma a caminho de Portugal

A lava do vulcão Cumbre Vieja continua a cobrir La Palma, nas Canárias, e já destruiu mais de 300 casas. Enquanto as cinzas vulcânicas se estão a deslocar para a Península Ibérica, surge a notícia …