Fox News legitima a desinformação e obscurece os factos, diz filho do proprietário do canal

James Murdoch, filho do dono da Fox News, Rupert Murdoch, indicou que deixou o império da media do pai por este obscurecer os factos e legitimar a desinformação.

Ao New York Times, James Murdoch falou pela primeira vez sobre os motivos da sua decisão em deixar o conselho da News Corp, a empresa de media do pai, que controla publicações como o Wall Street Journal e o New York Post. A outra empresa, a Fox Corporation, é dona da Fox News, administrada pelo irmão, Lachlan Murdoch.

“Cheguei à conclusão de que se pode venerar um concurso de ideias, se quisermos, todos o fazemos e isso é importante”, disse Murdoch na entrevista. “Mas não de uma forma que esconda as agendas. Um concurso de ideias não deve ser usado para legitimar a desinformação. E acho que isso costuma ser aproveitado. E acho que em grandes organizações de notícias, a missão deveria ser introduzir o fato para dispersar a dúvida – não para semear a dúvida, para obscurecer o fato”, explicou.

Murdoch anunciou em julho que renunciava ao seu cargo na News Corp, tendo falado anteriormente à New Yorker sobre o seu desconforto com a cobertura da Fox News, cujos anfitriões mais bem cotados são partidários do Presidente Donald Trump, tendo a rede espalhado informações incorretas sobre o coronavírus e as mudanças climáticas.

Os jornais australianos da News Corp também publicaram artigos onde questionavam a realidade da mudança climática após os incêndios florestais no país em 2019. Numa declaração ao Daily Beast no início de 2020, Murdoch e a esposa, Kathryn, criticaram a “negação contínua entre os meios de comunicação na Austrália”, bem como na Fox News.

Num comunicado de julho, Murdoch anunciou que estava a deixar a News Corp “devido a desentendimentos sobre certos conteúdos editoriais publicados pelos veículos de notícias da empresa e outras decisões estratégicas”.

Informou ainda que estava a criar uma fundação, a Quadrivium, que apoiaria a democracia, a participação dos eleitores e os projetos de mudança climática.

Como membro do conselho, Murdoch sentia que a sua capacidade de influenciar as direções editoriais das publicações era limitada. “Se você não se sente confortável com essas decisões, é preciso avaliar se deseja ou não se associar e se pode mudar isso ou não”, disse ao Times. “Decidi que poderia ser muito mais eficaz fora de casa”, frisou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …

Estabelecimentos de Santos vão encerrar mais cedo. Psicólogos alertam que fim de restrições pode levar a excessos

Redução do horário é a solução encontrada pelos empresários para dar resposta à recente onda de criminalidade que se tem registado na zona de Santos. Especialistas em psicologia apontam o levantar das medidas de restrição, …

885 novos casos e cinco mortes. Internamentos continuam em queda

Portugal registou 885 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal registou, nas últimas …

Número de professores de informática é insuficiente para responder à procura

Aquela que poderia ser uma notícia positiva tem, na realidade, um contexto negativo, já que evidencia uma falha estrutural do sistema de ensino português. De acordo com as informações veiculadas pela Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE), …

De olhos postos em Almada e com a aposta em Joana Mortágua, o Bloco volta a prometer passes a 20 euros

Em campanha em Almada com Joana Mortágua, a habitação e os passes sociais foram os temas em cima da mesa do Bloco de Esquerda. Depois de andar em campanha no Norte, o Bloco de Esquerda foi …

Brasil, EUA e Canadá. TAP prevê aumento de voos entre outubro e março

A TAP já está de olhos postos em novos voos para recuperar a sua operação no segundo semestre do ano e no inverno IATA – entre outubro e março. A empresa “espera progressos em termos de …

Vulcão, La Palma

Uma tragédia anunciada em Janeiro. Cinzas do vulcão de La Palma a caminho de Portugal

A lava do vulcão Cumbre Vieja continua a cobrir La Palma, nas Canárias, e já destruiu mais de 300 casas. Enquanto as cinzas vulcânicas se estão a deslocar para a Península Ibérica, surge a notícia …

Líder parlamentar do BE diz que Costa "transformou eleições numa caricatura"

O líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares, afirmou na quarta-feira que António Costa transformou as eleições autárquicas de 26 de setembro numa “caricatura”, considerando que o primeiro-ministro “vai a todo o lado prometer tudo”. O …