Físicos já conseguem espreitar o gato de Schrödinger sem o matar

Pode haver uma forma de espreitar o gato de Schrödinger – a famosa experiência mental baseada em felinos que descreve o comportamento misterioso das partículas subatómicas – sem matar permanentemente o animal hipotético.

O gato de Schrödinger é um paradoxo bem conhecido que é usado para ilustrar o conceito de superposição, a capacidade de existir dois estados opostos simultaneamente, e a imprevisibilidade da física quântica. A ideia é que um gato seja colocado numa caixa selada com uma fonte radioativa e um veneno que será ativado se um átomo da substância radioativa se desintegrar.

A teoria da superposição da física quântica sugere que, até que alguém abra a caixa, o gato está vivo e morto, uma superposição de estados. Ao abrir a caixa para observar, o gato muda abruptamente o seu estado quântico aleatoriamente, forçando-o a estar vivo ou morto.



Um novo estudo publicado na semana passada na revista especializada New Journal of Physics descreve uma nova forma de espreitar o gato sem forçá-lo a viver ou a morrer. Ao fazer isso, avança a compreensão dos cientistas sobre um dos paradoxos mais fundamentais da Física.

“Normalmente pensamos que o preço que pagamos por ver não é nada”, disse o autor principal do estudo, Holger F. Hofmann, professor associado de física da Universidade de Hiroshima, no Japão. “Isso não está correto. Para olhar, é preciso ter luz e a luz muda o objeto.” Isto, de acordo com o LiveScience, ocorre porque até apenas um único fotão de luz transfere energia para longe ou para o objeto que se está a ver.

Hofmann e Kartik Patekar, que trabalha no Instituto Indiano de Tecnologia de Bombaim, perguntavam-se se havia uma forma de ver sem “pagar o preço”. Os investigadores encontraram uma estrutura matemática que separa a interação inicial (olhar para o gato) da leitura (saber se está vivo ou morto).

Ao fazer isso, Hoffman e Patekar podem assumir que todos os fotões envolvidos na interação inicial são capturados sem perder nenhuma informação sobre o estado do gato. Portanto, antes da leitura, tudo o que há para saber sobre o estado do gato ainda está disponível. Apenas quando lemos as informações, é que perdemos algumas delas.

Digamos que o gato ainda está na caixa, mas, em vez de olhar para dentro para determinar se o gato está vivo ou morto, configura-se uma câmara fora da caixa que, de alguma forma, pode tirar uma fotografia para dentro dela. Depois de a fotografia ser tirada, a câmara tem dois tipos de informações: a forma como o gato mudou como resultado da foto e se o gato está vivo ou morto após a interação. Nenhuma dessas informações foi perdida e, dependendo do que se escolher, pode-se recuperar uma ou outra informação.

Ao LiveScience, Hofmann deu o exemplo do lançamento da moeda ao ar. Podemos optar por saber se uma moeda foi lançada ou se atualmente está cara ou coroa, mas não podemos conhecer os dois. Além disso, se se souber a forma como um sistema quântico foi alterado e se essa mudança é reversível, é possível restaurar o seu estado inicial. No caso da moeda, podíamos lançá-la ao ar mais uma vez.

Já no caso do gato, isso significaria tirar uma fotografia, mas em vez de a revelar para o ver claramente, revelá-lo de forma a restaurar o seu estado de morto-vivo.

A escolha da leitura vem com uma troca entre a resolução da medição e a sua perturbação, que são exatamente iguais. A resolução refere-se à quantidade de informação que é extraída do sistema quântico e a perturbação refere-se a à quantidade de alterações irreversíveis que o sistema sofre. Assim, quanto mais se souber sobre o estado atual do gato, mais o alterará irremediavelmente.

ZAP //

 

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Bastava meter o gato numa caixa transparente…
    O objetivo do exercício não é esse mas sim o caso de dois cenários distintos em simultâneo, como estar num quarto com a luz acesa e apagada ao mesmo tempo.

RESPONDER

Um dinossauro gigante com o dobro do comprimento dos tiranossauros dominou a cadeia alimentar

A nova espécie foi descoberta no Uzbequistão e tinha dentes semelhantes aos de um tubarão. Pesava cinco vezes mais do que o principal predador conhecido até agora, o tiranossauro. Há cerca de 90 milhões de anos, …

A teimosia de Simeone e a "cabeça dura" de Conceição vão defrontar-se já amanhã

O FC Porto e o Atlético de Madrid vão arrancar a campanha na Champions já amanhã, e os velhos amigos Sérgio Conceição e Diego Simeone deixaram recados um ao outro nas conferências de imprensa. É já …

Parlamento Europeu apela ao reconhecimento das uniões homossexuais em toda a União

Os eurodeputados querem que os casais homossexuais e as suas famílias sejam tratadas de forma igual em todos os estados-membros. Os eurodeputados exigiram esta quarta-feira que os casais homossexuais beneficiem dos mesmos direitos dos restantes em …

Dínamo Kiev 0-0 Benfica | Tanta posse para acabar a rezar a São VAR

As “águias” dominaram as operações durante grande parte deste primeiro encontro de Liga dos Campeões “a sério” em 2021/22, mas não materializaram essa superioridade e no fim viram Vlachodimos, os postes e o VAR a …

Reino Unido avança com terceira dose para maiores de 50 anos. Máscara pode regressar

Boris Johnson anunciou hoje o plano de protecção do Reino Unido para o Outono e Inverno, que inclui medidas que vão entrar já em vigor e que prevê o regresso da máscara e a exigência …

Uma bactéria que "come carne" está a causar mortes da Flórida

A bactéria está mais presente na água do mar em zonas quentes e já matou 125 pessoas no estado norte-americano desde 2008. Pelo menos oito pessoas já morreram este ano na Flórida devido a uma infecção …

Siemens vai criar comboio de alta velocidade que ligará Mar Vermelho e Mediterrâneo

Um consórcio liderado pela multinacional alemã Siemens estabeleceu um contrato de 4,5 mil milhões de euros para construir uma linha ferroviária de alta velocidade que ligue Ain Sukhna, no Canal de Suez, a Alexandria e …

Alaba joga no Real Madrid mas o seu sonho era jogar no Barcelona

Véspera do grande jogo entre Barcelona e Bayern Munique serviu para Uli Hoeneß divulgar uma conversa pouco simpática para as pessoas ligadas ao Barcelona. A fase de grupos da Liga dos Campeões está de volta. Neste …

Chuva está a ajudar a controlar incêndios em Espanha

Há quase uma semana que as chamas deflagram em Málaga e o incêndio já matou um bombeiro. A chuva tem ajudado a combater o fogo. Há seis dias consecutivos que os bombeiros estão a combater incêndios …

Voos da ONU para Cabul são retomados. Doadores angariam 850 mil milhões de euros de ajuda

Os talibãs garantem que vão proteger as equipas humanitárias da ONU que vão ajudar o Afeganistão, que enfrenta uma grave crise devido à seca. Desde 15 de Agosto que os voos com ajuda humanitária da ONU …