Colesterol alto trava resposta imunitária contra o cancro da mama

Investigadores do Instituto de Medicina Molecular (iMM) João Lobo Antunes descobriram que a exposição a colesterol alto reduz a resposta imunitária contra o cancro de mama. Esta descoberta vai melhorar os futuros tratamentos de imunoterapia contra o cancro.

Para além de aumentar o risco de doenças cardíacas e de acidentes vasculares cerebrais, o colesterol alto reduz a capacidade de resposta do sistema imunitário contra as células de cancro da mama.

A equipa de Sérgio Dias e Bruno Silva-Santos, investigadores do Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes (IMM), afirma que “esta é a primeira vez que se identifica este efeito inibitório do colesterol na resposta do sistema imunitário face às células cancerosas”.

Atualmente, estão a ser descobertas diferentes formas de utilizar o sistema imunitário contra o cancro. É por isso que este papel inibidor do colesterol “tem de passar também a ser tido em conta no tratamento dos doentes oncológicos”, sublinha o investigador Sérgio Dias.

De acordo com o Diário de Notícias, a equipa de investigadores está a fazer um trabalho de pesquisa nesta área, estando já na fase pré-clínica, de modo a desenvolver futuras terapias do sistema imunitário, não só contra o cancro da mama, como também contra outros tipos de cancro.

Nestes estudos são usados linfócitos do sistema imunitário – as células T gama-delta – que têm propriedades antitumorais. Assim, na presença do colesterol LDL (Low Density Lipoprotein, o colesterol mau) estas células perdem a sua capacidade de ativação, tornando-se menos eficazes a eliminar as células cancerígenas.

A equipa expôs linfócitos T gama-delta (do sangue de dadores saudáveis) a diferentes níveis de colesterol LDL e mediu os efeitos na capacidade de ativação para destruir células de cancro da mama. A seguir, os investigadores usaram modelos animais de cancro da mama e conseguiram provar que a capacidade antitumoral dos linfócitos fica reduzida.

No futuro, a ideia é isolar estes linfócitos T gama-delta a partir do sangue do doente e aumentar a sua quantidade, para depois os reinjetar em grande quantidade nos pacientes.

//

PARTILHAR

RESPONDER

Dente de rinoceronte deu aos cientistas a mais antiga informação genética já registada

Cientistas conseguiram extrair de um dente com 1,7 milhões de anos (de um rinoceronte já extinto) aquela que é a informação genética mais antiga alguma vez registada. Entre o período de há 2,5 milhões e 700 mil …

SNS "é âncora para os portugueses e sabe resistir às pressões"

A ministra da Saúde elogiou o Sistema Nacional de Saúde no dia em este cumpre 40 anos. A data só não está a ser assinalada com mais vigor devido à proximidade das eleições, explicou …

Um terço dos diplomados no curso de Aeroespacial vai trabalhar para o estrangeiro

A nota mínima de entrada no curso de Engenharia Aeroespacial do Técnico bateu um novo recorde. As oportunidades e os salários levam os diplomados para o estrangeiro. O único curso de Engenharia Aeroespacial no ensino superior …

Morreu o cantor Roberto Leal

Morreu o cantor Roberto Leal, confirmou o antigo secretário de Estado das Comunidades e da Administração Local. Tinha 67 anos e lutava contra um cancro. A notícia foi avançada pelo antigo secretário de Estado das Comunidades …

Estudo mostra que o canguru gigante tinha uma parecença com os pandas

O já extinto canguru gigante tinha uma característica muito semelhante com o panda-gigante dos dias modernos: grandes mandíbulas que lhe permitiam comer alimentos que outros animais não conseguiam. Há mais de 40 mil anos, o sudoeste …

Assunção Cristas contra o "ditador" verde e André Silva contra a "despesista" demagoga

O debate deste sábado, transmitido pela RTP3, sentou frente-a-frente os líderes do CDS e do PAN. Assunção Cristas contou quantas vezes o programa do adversário usa a palavra "proibir" e André Silva acusou os centristas …

Poluição no rio Lis arrasta-se há mais de 20 anos

A poluição na bacia hidrográfica do rio Lis arrasta-se há mais de duas décadas, com o contributo das descargas ilegais das suiniculturas, mas a construção da estação de tratamento de efluentes suinícolas tem sido adiada …

No Quénia, há meninas a faltar às aulas por não terem acesso a tampões

No Quénia, há adolescentes que não têm dinheiro para comprar pensos higiénicos ou tampões. Por isso, faltam às aulas. O Expresso conta a história de uma menina queniana, de 14 anos, que não aguentou ser humilhada …

As sestas podem ser boas amigas do coração

Fazer uma sesta uma ou duas vezes por semana pode reduzir o risco de ataque cardíaco ou AVC. No entanto, se fizer mais sestas do que o recomendado, os benefícios desaparecem. Uma equipa de cientistas decidiu …

Qual o tamanho mínimo para que um planeta possa ser habitável? Cientistas responderam

Uma equipa de cientistas de Harvard revelou o tamanho crítico abaixo do qual um planeta nunca pode ser habitável, mesmo que esteja numa área com uma distância à sua estrela que permita a existência de …