Cientista austríaca criou a gota de água mais pura do mundo

Será mesmo possível deixar uma superfície quase totalmente limpa, como prometem certos produtos de limpeza, que garantem conseguir eliminar 99% das impurezas?

A questão levou a engenheira física Ulrike Diebold, professora do Instituto de Física Aplicada de Viena, na Áustria, a realizar uma experiência no qual diz ter criado uma gota de água tão pura que não deixa nenhum rasto na superfície com que teve contacto.

“Mesmo quantidades muito pequenas de impurezas que se dissolvem na água podem aderir a uma superfície”, realça Diebold em entrevista à BBC. “Assim, o que realmente vemos é sujidade em vez de átomos da superfície“, acrescenta a cientista, salientando quão difícil é encontrar uma amostra totalmente pura.

A professora usa as palavras “vemos” e “sujidade” entre aspas porque se refere a observações feitas a um nível microscópico. Segundo Diebold, o objetivo da pesquisa é descobrir como a água interage com outras superfícies. “Pretendemos investigar o que acontece na camada atómica mais externa de um material”, explica.

Para fazer os testes, Diebold e a sua equipa escolheram como superfície o dióxido de titânio, TiO2, habitualmente usado para criar superfícies com capacidade de auto-limpeza e propriedades anti-bacterianas. Os vidros com capacidade de auto-limpeza, por exemplo, têm uma fina capa de TiO2.

Alguns estudos anteriores sugeriam que, em contacto com a água, o TiO2 alterava a estrutura da superfície. A experiência de Diebold, no entanto, permitiu concluir que não é a estrutura que muda. O que os cientistas estavam realmente a observar era uma camada de moléculas em “quantidades ínfimas” no ar.

Quando fala em “quantidades ínfimas”, Diebold refere-se a uma molécula por cada mil milhões de moléculas de ar.

Para demonstrar que a água não altera o TiO2 mas simplesmente o “suja”, Diebold e a sua equipe criaram “a gota de água mais pura do mundo” – ou seja, que não deixa nenhum tipo de contaminação sobre qualquer superfície com que contacte.

A solução para criar essa gota ultra-pura foi, antes de mais, evitar qualquer contacto com o ar. Para isso, os cientistas introduziram vapor de água purificado numa câmara de vácuo no interior do qual se encontrava um minúsculo cone metálico arrefecido a -140°C.

Desta forma, o vapor no interior da câmara congela e forma um ‘iceberg’ milimétrico em redor do cone que ainda não entrou em contacto com o ar. Sob o bloco de gelo, os cientistas colocaram então uma amostra de TiO2, que tinha também anteriormente sido limpa a vácuo a uma escala atómica.

O passo seguinte foi elevar a temperatura, para que o gelo descongelasse e formasse uma gota de água super-pura, que caiu sobre a amostra. Depois se a gota de água ter sido removida, absolutamente nada restou na superfície – justamente o que esperavam os pesquisadores.

“A superfície manteve-se atomicamente limpa. Não havia qualquer rasto das moléculas que se acumulam quando se expõe a superfície do dióxido de titânio a uma gota de água no ar”, explicaram os cientistas.

É de realçar que não é saudável beber água ultra-pura. A água potável deve conter certos minerais para que seja seguro ingeri-la. Ou seja, se já estava a contar com as eventuais propriedades terapêuticas da gota de água mais pura do mundo, desengane-se: ela serve apenas para pesquisa.

// BBC

PARTILHAR

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …