Células sanguíneas podem transformar-se em células cerebrais

A menos que sejamos super heróis, não nos conseguimos transformar em tudo o que queremos. Mas as nossas células sim. Recentemente, uma equipa de cientistas descobriu uma forma de transformar uma célula do sangue num neurónio.

Cientistas descobriram recentemente uma forma de transformar uma célula do sistema imunológico num neurónio – duas células com formas e funções totalmente diferentes. A esperança é que esta técnica possa ajudar os investigadores a estudar o cérebro de um paciente a partir de uma simples amostra de sangue.

“O sangue é uma das amostras biológicas mais fáceis de obter”, disse Marius Wernig, professor de patologia da Universidade de Stanford, em comunicado. “Quase todos os pacientes que vão ao hospital deixam lá uma amostra de sangue, que muitas vezes é congelada e armazenada para ser utilizada em estudos futuros”, continua.

As células estaminais – capazes de se transformar em muitos tipos diferente de células – são o caminho escolhido pelos investigadores quando querem criar uma célula qualquer.

Mas, às vezes, outras células que já se diferenciaram ou atingiram o seu estado maduro (isto é, já se transformaram em células da pele ou células do sangue, por exemplo) podem também transformar-se num tipo de célula completamente diferente. A essa transformação, os cientistas dão o nome de transdiferenciação.

Wernig e a sua equipa de cientistas demonstraram, pela primeira vez, a sua técnica de transdiferenciação num estudo publicado na revista Nature em 2010. A equipa conseguiu converteu células da pele de ratinhos de laboratório em neurónios, sem ser preciso transformá-las em células estaminais.

No entanto, as células da pele tiveram que ser cultivadas em laboratório durante algum tempo, e esse processo poderia originar mutações genéticas que alterariam as células de um humano.

Para evitar esse atraso, os cientistas concentraram-se nas células T – glóbulos brancos que desempenham um importante papel no sistema imunológico. Wernig e a sua equipa descobriram que, com a adição de quatro proteínas, as células T conseguiam transformar-se em neurónios do próprio paciente… e num curto período de tempo.

“É chocante ver como é simples converter células T em neurónios funcionais em apenas alguns dias”, disse Wernig. O estudo foi publicado esta segunda-feira na Proceedings of National Academy of Sciences.

“As células T são células imunológicas muito especializadas, com uma forma arredondada simples. O facto de a transformação em neurónios ser tão rápida é surpreendente”, continuou o cientista.

No futuro, esta técnica pode ser utilizada para estudar os neurónios de um paciente com esquizofrenia ou autismo, de modo a entender as origens da doença e identificar possíveis tratamentos.

Ainda assim, os neurónios criados pelos cientistas não podem formar sinapses maduras – espaços entre os neurónios que são necessários para as células se comunicarem umas com as outras. A equipa espera poder melhorar a técnica.

PARTILHAR

RESPONDER

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …

Empresa está a contratar uma pessoa que será paga para usar pijamas e dormir

Um start-up de colchões da Índia, que se descreve como uma "empresa de soluções para dormir" está a contratar alguém que será pago apenas para fazer isso mesmo. O objetivo é testar os seus produtos de …

O primeiro local funerário de compostagem humana do mundo abre em 2021

Prevê-se que a primeira instalação funerária de compostagem humana do mundo abra na primavera de 2021, depois de os legisladores do Estado de Washington terem legalizado o processo póstumo no início do ano. A empresa Recompose, …