Britânica encontrou abrigo antiaéreo da II Guerra na cave da sua casa

Ian Langsdon / EPA

Uma britânica de Edimburgo, na Escócia, descobriu por acaso um abrigo antiaéreo da II Guerra Mundial no edifício onde vive.

Em declarações ao site Edinburgh Live, Mia Gray contou que nunca tinha prestado muita atenção ao velho armário. Só quando, anos mais tarde, uma nova vizinha se questionou sobre aquele espaço é que decidiu dar uma nova ‘vista de olhos’.

“Quando nos mudámos, presumimos que era apenas um armário na cave. A porta estava ligeiramente entreaberta, mas parecia estar cheio de lixo – latas velhas de tinta e cortes de carpete –, por isso, nunca nos aventurámos a lá entrar”, disse a britânica, de 33 anos.

“Foi então que uma nova vizinha, ao mudar-se, nos questionou sobre aquele espaço e descobriu que o lixo não pertencia a ninguém, então encarregou-se de o tirar de lá. Quando todo aquele lixo desapareceu, ficou claro que o local tinha sido usado como um abrigo antiaéreo“, contou.

O espaço era muito maior do que o expectável e ainda continha vários objetos que teriam sido usados durante os ataques aéreos, da II Guerra Mundial, entre todos os residentes do edifício, que os teriam ajudado a manter-se mais confortáveis durante aqueles longos períodos de tempo.

“Há um banco a toda a volta das paredes, sinais de ‘Proibido Fumar’, uma saída de emergência, um fogão antigo e dois beliches triplos. Acho que até havia mais, mas estavam muito danificados”, disse Gray ao mesmo site.

“O teto foi reforçado com chapas de metal e há ainda uma casa de banho, com duas pias e uma caldeira”, acrescentou.

Depois de ter partilhado uma imagem deste abrigo na Internet, a britânica apercebeu-se que ter um tão intacto como este, 75 anos depois do conflito, é uma raridade. “É uma parte muito interessante da História”, considerou.

  ZAP //

 

 

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.