Bactéria que ataca oliveiras e amendoeiras chegou a Portugal

A bactéria Xylella fastidiosa, que ataca oliveiras e amendoeiras, chegou a Portugal através de plantas ornamentais, que não apresentam sintomas de doença. A sua presença em território nacional é, no entanto, “o suficiente para deixar muitos produtores assustados”.

Segundo avançou o Público, na quarta-feira, esta bactéria “era há muito temida“, tendo agora chegado a Vila Nova de Gaia “à boleia” de plantas do género Lavandula, conhecidas por lavanda, que não apresentam sintomas da doença.

A chegada desta bactéria a território nacional acontece um ano e meio depois de a mesma ter aparecido num olival na província espanhola de Alicante, apesar de Portugal manter, desde 2014, um programa nacional para impedir e limitar a sua propeção.

Desde que a bactéria foi detectada pela primeira vez na Europa, na região da Apúlia, província de Lecce (Itália), afectando uma vasta área de olival, “a sua presença nos olivais portugueses era esperada com grande apreensão“, informa o Público.

O género Xylella é composto por uma única espécie – a Xylella fastidiosa -, que inclui várias estirpes e carateriza-se por um crescimento lento em meios de cultura. As suas colónias crescem em meios artificiais, a 26-28°C e com o pH entre 6, 5-6 e 9, podendo ser lisas ou rugosas, opalescentes e circulares. É uma bactéria vascular que vive no xilema das plantas, sendo transmitida por insectos, explica o artigo.

As suas estirpes, acrescenta, foram divididas em cinco subespécies: Xylella fastidiosa subsp. piercei (que escolhe estirpes de videira), Xylella fastidiosa subsp. sandyi (loendro), Xylella fastidiosa subsp. multiplex (vários hospedeiros), Xylella fastidiosa subsp. pauca (que inclui ameixeira, cafeeiro e citrinos) e a Xylella fastidiosa subsp. tashke, identificada numa árvore ornamental designada por chitalpa (Chitalpa tashkentensis).

De acordo com o artigo, as consequências “mais dramáticas” da chegada da bactéria a Portugal podem surgir sobretudo no Alentejo, onde concentram-se dezenas de milhões de oliveiras, amendoeiras e outras árvores de fruto, que são o “‘habitat’ ideal para a propagação” de uma praga, principalmente em áreas de olival intensivo e superintensivo.

Um comunicado publicado na página da Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), entidade que detetou a bactéria em Vila Nova de Gaia, indica que os trabalhos de levantamento de plantas sensíveis num raio de 100 metros (“zona infectada”) e a respetiva colheita de amostras “vão prosseguir ao longo dos próximos dias“.

Simultaneamente, terá início o processo de identificação da flora sensível ao agente bacteriano num raio de cinco quilómetros (“zona tampão”), em colaboração com o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e com as câmaras municipais de Vila Nova de Gaia e de Gondomar.

Será também divulgado um edital referente à zona demarcada, constituída pela zona infectada e pela zona tampão, identificando a área em causa.

As autoridades nacionais “desencadearam já todas as ações recomendadas, tendo em vista a identificação e contenção da situação”, sendo agora necessário apurar se as plantas de lavanda entraram em Portugal com ou sem passaporte fitossanitário. Estas espécies “só podem circular na União Europeia” acompanhadas por esse documento, “quer tenham sido ou não provenientes de zonas demarcadas”, refere ainda o artigo.

TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Só cá faltava esta bactéria, espanha e portugal, estão amaldiçoados, por causa daquilo que fazem aos pobres dos touros. Onde é que já se viu fazerem espetáculo a torturar um pobre animal? É só acidentes e incêndios.

RESPONDER

Milhares pediram o cancelamento do TV Fest. Festival foi suspenso

O Ministério da Cultura criou um festival televisivo exclusivamente dedicado à música portuguesa em parceria com a RTP, mas o formato e os critérios estão a causar forte polémica no meio. Uma petição pública online …

Comércio internacional pode cair para níveis da Grande Depressão

A Organização Mundial do Comércio referiu na quarta-feira que o arrefecimento do comércio internacional provocado pela Covid-19 pode chegar aos níveis registados nos anos 30 devido à Grande Depressão. Segundo noticiou o Observador, na melhor das …

Loja de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro até 400%

Os inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encontraram, em Lisboa, uma loja de reparação e venda de acessórios para telemóveis a vender frascos de gel desinfetante de 500 ml a 24,95 euros …

Em Portimão, uma sirene toca quando alguém sai de casa sem justificação

A sirene do quartel dos Bombeiros de Portimão vai passar a tocar sempre que alguém sair de casa e andar na rua sem justificação. O anúncio foi feito pela Câmara Municipal de Portimão em comunicado. De …

Short Selling - ou como vender ações emprestadas para ganhar muito dinheiro

Vender ações da bolsa que não são suas é uma forma de ganhar bastante dinheiro. Esta forma de negociação, denominada short selling, é muito lucrativa mas implica algum risco, pelo que é prudente aconselhar-se junto …

"Nem mais um abuso". Grupo no Whatsapp servia para planear ataques à polícia em Espanha

Dois homens de 25 e 30 anos, os dois criadores de um grupo de Whatsapp que servia para planear ataques à polícia espanhola, foram detidos esta terça-feira. De acordo com o jornal espanhol El País, o …

Trabalhadores independentes que reduziram descontos da Segurança Social terão apoio mais baixo

Os trabalhadores independentes que optaram por reduzir em 25%, de forma fictícia, o rendimento sobre o qual incidem as contribuições, e que por isso descontaram menos, verão refletida essa diminuição no apoio que podem receber …

Secretas alertaram a Casa Branca para o perigo do coronavírus em novembro

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos alertaram o Pentágono e a Casa Branca, no fim de novembro, que o novo coronavírus estava a espalhar-se em Wuhan, avisando que o vírus estaria a mudar o …

Pandemia pode criar mais 520 milhões de pobres

Um estudo da Organização das Nações Unidas (ONU) conclui que a pandemia do novo coronavírus poderá deixar mais 520 milhões de pessoas a viver com rendimentos inferiores a cinco euros por dia, num cenário de …

Cerca de 20% dos eleitores de Bolsonaro estão arrependidos da escolha

De acordo com uma sondagem divulgada esta quarta-feira, 83% dos inquiridos garantiram não estar arrependidos de terem votado em Jair Bolsonaro e 39% consideram "ruim ou péssima" a gestão do Presidente brasileiro face à crise …