Afinal o cérebro faz multitasking

tza / Flickr

-

Um novo estudo, publicado na revista científica Nature Neuroscience, revela que o multitasking de comportamentos se reflecte na actividade de uma área específica no cérebro.

Até agora acreditava-se que neurónios individuais codificavam funções individuais. Isto é de facto o que acontece nas chamadas áreas sensoriais primárias do cérebro, onde a entrada de sinais sensoriais, tais como uma cor ou um som, são representados por populações específicas de neurónios.

Mas o que acontece no caso das funções cerebrais superiores, como é o caso da tomada de decisões, que exigem a integração de diferentes tipos de informação?

O córtex parietal posterior (CPP) é uma região do cérebro que tem sido implicada em vários tipos de funções cognitivas mais complexas, tais como a tomada de decisões, juízos de valor ou a atenção e selecção de uma acção.

churchlandlab.org

Anne Churchland, investigadora do Cold Spring Harbor Laboratory de Nova Iorque

Anne Churchland, investigadora do Cold Spring Harbor Laboratory de Nova Iorque

No estudo agora publicado, os investigadores colocaram uma questão: “Será que no CPP, existem populações de neurónios especializados, que sejam específicos para cada comportamento?”

“Ou, alternativamente, será que existe uma única população de neurónios, que, para suportar os múltiplos comportamentos, faz multitasking?”, interrogam-se os investigadores.

O estudo revela que a última hipótese parece ser a correcta.

“Ao registarmos a actividade dos neurónios no CPP de ratos enquanto eles estavam a desempenhar uma tarefa que combinava luz, som e tomada de decisões, conseguimos perceber que esta população de neurónios estava a fazer multitasking”, explica David Raposo, estudante do International Neuroscience Doctoral Programme (INDP), da Fundação Champalimaud.

“Alguns dos neurónios tinham actividade fortemente modulada pela escolha do animal, pelo estímulo, ou, muitas vezes, por ambos os parâmetros”, diz o cientista, que faz parte do laboratório de Anne Churchland, em Cold Spring Harbor Laboratory, Nova Iorque, cuja equipa realizou o estudo.

“Com este estudo, revelámos que a população neuronal no CPP é essencialmente livre de categoria, ou seja, estes neurónios conseguem representar qualquer combinação de recursos“, explica David Raposo.

“Esta observação aponta para uma nova forma de codificação de informações, que poderá ser uma maneira de garantir que as respostas dos neurónios sejam suficientemente flexíveis para suportarem diferentes comportamentos”, aacrescenta.

Uma analogia simples para explicar como uma população de unidades livres de categoria pode ser usado para codificar várias respostas é a projecção de uma imagem numa tela.

Jkwchui / Wikimedia

Diagrama do cérebro humano. Córtex parietal posterior a roxo.

Diagrama do cérebro humano. Córtex parietal posterior a roxo.

Cada pixel é capaz de responder à entrada de diferentes combinações de vermelho, azul e verde. Cada pixel na tela é capaz de assumir diferentes cores dependendo do sinal que recebe e criar diferentes imagens.

Ora, os neurónios do CPP também conseguem responder a diferentes tipos de entrada de sinal e gerar diferentes comportamentos.

“As nossas observações vão mudar a maneira como as pessoas pensam sobre como a actividade dos neurónios está na base de diversos comportamentos“, assegura o investigador.

O estudo sugere que “uma rede única de neurónios pode suportar as exigências colocadas pela constante evolução do comportamento de tomada de decisão”, conclui Raposo.

Ciência Hoje

PARTILHAR

RESPONDER

Joe Biden afirma que EUA estão "de volta" às Nações Unidas

"Os Estados Unidos estão de volta" às Nações Unidas, afirmou, na segunda-feira, o Presidente dos Estados Unidos. "Os Estados Unidos estão de volta. Acreditamos nas Nações Unidas e nos seus valores", disse Joe Biden após …

Portugal regista mais 11 mortes e 780 casos de covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, 780 novos casos e 11 mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Pandemia já matou quase tantos norte-americanos como a gripe espanhola

A covid-19 já matou quase tantos norte-americanos, no último ano e meio, como a gripe espanhola, entre 1918 e 1919, de acordo com dados esta terça-feira divulgados pela Universidade Johns Hopkins. Embora o aumento das novas …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: A sexta, a bonança e um festival de juventude

O pleno das águias, o regresso do campeão às vitórias e um dragão jovem com chama alta. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. A prática de Darwin SL Benfica 3 …

Autoeuropa retoma hoje produção após paragem face à crise dos semicondutores

Falta de semicondutores tem sido uma constante, apesar da melhora da situação pandémica, face ao atraso dos países asiáticos no que concerne à vacinação, o que obriga à paragem das fábricas responsáveis pelo fabrico das …

Os smartphones avariam mal acaba a garantia? Portugal e a UE estão a lutar contra a obsolescência programada

As empresas criam os telemóveis para avariarem pouco depois de acabar a garantia - mas a União Europeia e várias associações estão a lutar contra o desperdício e a tentar proteger os direitos do consumidor. É …

Lava do vulcão de La Palma está a escorrer em direção ao mar aumentando o risco de gases tóxicos

O vulcão Cumbre Vieja na ilha de La Palma, nas Canárias, que entrou em erupção no domingo, tem uma nova boca eruptiva, o que obrigou a evacuar mais habitações, informaram as autoridades. De acordo como Plano …

Adesão ao IVAucher quase duplicou no último mês - mas restauração quer mais medidas

No último mês, quase duplicou o número de contribuintes que se inscreveu no programa que permitirá rebater os descontos acumulados no âmbito da iniciativa IVAucher. De acordo com o Jornal de Notícias, a 23 de agosto, …

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos culpa Rússia pelo assassinato de Alexander Litvinenko

Decisão remonta ao incidente de novembro de 2006, que ocorreu num hotel londrino, seis anos após o dissidente político se ter mudado para o Reino Unido, precisamente para fugir às ameaças do regime de Vladimir …

"Tratam-nos assim por causa da cor da nossa pele". Polícias nos EUA filmados a chicotear migrantes

Fotos e vídeos mostram polícias na fronteira a carregar contra migrantes e a usar objectos semelhantes a chicotes. A Casa Branca já condenou a situação e promete que vai investigar o sucedido. Pareciam imagens do tempo …