Nota artística: “É preciso o guarda-redes estar morto?”

Dérbi. Segundo dérbi nesta sequência de musicais. O primeiro foi entre vizinhos que moram na mesma cidade; agora temos vizinhos que moram na mesma região.

O Minho aquece, mesmo no outono, quando estes dois conjuntos se encontram. O encontro, desta vez, foi em Guimarães, no Estádio D. Afonso Henriques, aquele que colocava como capitão de equipa o homem que estivesse na sua formação há mais anos (pelo menos é o que diz o filho de Deus).

Sem público. Não é surpresa. Alguns jogos já tiveram cabeças humanas nas bancadas mas este dérbi não iria ser palco de um desses testes, de certeza: porque é o tal dérbi e por causa dos números recentes do corona em Guimarães. E quando, em jogos como este, olhamos para as bancadas e só vemos cadeiras vazias, é aí que confirmamos: algumas coisas não voltarão a ser como antes. Pelo menos, nos próximos tempos.

Outras coisas estão como antes. E vão continuar como antes: não houve adeptos dentro do recinto do nosso primeiro rei mas, no exterior, abundaram os seguidores da turma da casa. E houve confusão. Muito fumo, gente a mais, bastonadas policiais, cenas de violência e uns a pedir clemência “não fiques tão perto de mim!”. A culpa é da polícia, defende o clube. Não é surpresa.

São 19h59. Vamos ver quando isto começa… Ui, já começou. Já começou? Uma partida de futebol, em Portugal, começou antes da hora marcada! Isto é uma surpresa!

Já que começou, vamos analisar a primeira parte. Com a turma visitante a ser superior. Claramente superior. Mais coesa, mais coerente, talvez até mais fluída. A bola circulou com outra tranquilidade entre os pés bracarenses. E foi com tranquilidade que o Ricardo meteu a bola lá dentro perto da meia hora, num sector em que não foi surpresa – porque o Vitória defendia só com nove jogadores: é que lutar para defender não é um hábito de Quaresma e de Edwards.

Decorria uma boa exibição forasteira embalada por uma exibição de gala do Galeno. Mas no segundo tempo era preciso os homens da casa mudarem algo. Foi precisamente Quaresma a tentar mudar algo, com duas tentativas perigosas, mas frustradas. Mas pouco mais. Nem me lembro de ter visto uma defesa de Matheus.

Lembro-me de ver o Matheus no chão, alegadamente lesionado. E foi aí que entrou em ação…o Quaresma. Não queria o jogo parado, queixava-se de teatro do guarda-redes. Protestou, protestou. O árbitro Fábio Veríssimo cansou-se e perguntou ao internacional português: “Estás a brincar ou o quê? É preciso o guarda-redes estar morto?”.

Quem dera ao árbitro que aquele tivesse sido o momento mais agitado da noite, em termos de confronto direto com os futebolistas.

Não foi.

Num dérbi globalmente tranquilo, eis que aos 81 minutos David Carmo, talvez irritado por ter realizado um mau passe dois segundos antes, lembrou-se de aparecer com o pé no ar para atingir Edwards… E começou a festa. Um verdadeiro vira do Minho. Vira-te tu para aqui, viro-me para ali. O árbitro vira-se para expulsar alguém (e nem se percebeu quem, nos primeiros instantes). Vira um cartão vermelho, vira dois, vira três.

O jogo virou-se, aí. Mas sabem quem ficou longe desta festa? O Quaresma. Distanciado uns metros, na única vez em que se aproximou foi para tentar acalmar os colegas de profissão. Ele e o Sílvio, sobretudo. Sem muito sucesso, coitados.

Quem também esteve a assistir a este vira, ao longe, foi Gaitán. O argentino ia estrear-se pelo Sporting de Braga – aliás, já estava a vestir a camisola quando David Carmo endoideceu – mas, como a sua equipa ficou com nove jogadores em campo, as prioridades alteraram-se. E Gaitán ficou à margem de um jogo. Outra vez.

E um jogo que quase acabou ali. Triunfo bracarense. Outra vez. Começa a ser o padrão nas últimas épocas.

Mas o panorama há-de mudar porque, numa formação comandada por D. Afonso Henriques, todos lutam.

NMT, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Os polegares dos neandertais adaptaram-se a ferramentas com pega

Os polegares dos neandertais adaptaram-se para segurar melhor ferramentas com pega, da mesma forma como utilizamos atualmente um martelo, revela uma nova investigação da Universidade de Kent, no Reino Unido. A mesma investigação sugere ainda …

Sporting 2-1 Moreirense | JackPote rende pontos ao “leão”

O “Leão” soma e segue na liderança do campeonato, depois de vencer o Moreirense por 2-1, graças a um bis Pedro Gonçalves. Neste sábado, na recepção ao Moreirense, num embate relativo à oitava jornada, sofreu, mas conseguiu …

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …