“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho”. Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul…

Ler mais